Menu
Projetos e Obras
Busca
via durini

A cor neutra da linha Via Durini reflete toda a inspiração da rua italiana (Projeto: Portobello S.A.)

Conteúdo Matérias

Via Durini: inspire-se nessa rua de Milão para os seus projetos

12/03/2021

Arquitetura e design são sinônimos de história. Conheça a Via Durini, rua que une o presente e o passado, inspirando a nova linha de limestones da Portobello.

A Itália é um país de famílias nobres, que atravessaram séculos fazendo história. Uma das mais importantes é a dos Durini, que contribuiu grandemente para o desenvolvimento das artes e da arquitetura local. A Via Durini, um dos endereços mais importantes de Milão, é a prova viva e pulsante disso.

Se preferir, clique no play abaixo para ouvir o artigo completo:

Localizada na saída da Piazza San Babila, a Via Durini é repleta de lojas das maiores marcas de design no mundo, como Salvioni, Arclinea, B&B e Cassina. Para arquitetos e designers, é parada obrigatória. Para a Portobello, é fonte de inspiração para uma nova linha de limestones que leva o seu nome.

Neste artigo, conheça a história do local e algumas de suas lojas mais importantes, além da nova coleção da Portobello!

Via Durini: história

Os prédios históricos da Via Durini refletem como a família que inspirou o nome do endereço sempre valorizou a arquitetura

Os prédios históricos da Via Durini refletem como a família que inspirou o nome do endereço sempre valorizou a arquitetura (Foto: Dimitris Kamaras)

A ligação dos Durini com a arquitetura vem de muito antes, ainda na Era Moderna.

A família já estava presente na Europa desde o ano 1000. Os nobres tinham o título de decurione — funcionários encarregados de administrar e governar as colônias em nome do poder central. Ela chega a Milão por volta de 1600 com os seus negócios como banqueiros.

Em 1644, a família contrata Francesco Maria Richini, famoso arquiteto barroco italiano, para construir o seu palácio. Anos depois, sucedem os De Leyva no comando do Condado de Monza.

Será no local que os Durini trabalharão arduamente para promover a cultura: eles promulgaram leis de incentivo ao artesanato e comércio.

Além disso, ordenaram a pintura da Catedral de São João Batista com afrescos de Nuvolone, Procaccini, Legnanino e Ricci. Os dois últimos foram encarregados de criar uma grande tela representando Teodolinda, rainha dos lombardos, que fundou a Basílica de Monza.

Os Durini construíram pelo menos oito palácios em Milão. A foresteria — onde eram recebidos estrangeiros e artistas que trabalhavam para a família — foi um dos três edifícios deles que resistiram aos bombardeios da Segunda Guerra Mundial.

Outro feito importante da família Durini veio com Gian Giacomo III, filho de dom Giovan Battista Durini, que mandou construir o Teatro Alla Scala de Milão. Pouco antes, em 1781, o cardeal Durini publicou um código de leis que proibia a discriminação contra os judeus.

Coroa Ferrea

Importante adorno histórico, a Coroa de Ferro se encontra na Via Durini

Importante adorno histórico, a Coroa de Ferro se encontra na Via Durini (Foto: James Steakley)

Uma curiosidade é que na Catedral de Monza repousa a Coroa de Ferro: um adorno com 46 pedras preciosas e seis retângulos de ouro unidos por dobradiças.

É uma das coroas mais importantes da história. Segundo a lenda, a placa circular de metal foi forjada com o ferro de um dos pregos usados na crucificação de Jesus.

Pertencente à rainha Teodolinda, a coroa foi utilizada até o século XIX para a coroação do rei da Itália, incluindo a de Napoleão Bonaparte, em 1805, em que ele quebrou a tradição e colocou a coroa em si mesmo.

As obras da família Durini conseguiram resistir às guerras, mas não tanto ao abandono de anos de má administração.

Por isso, em 1939, Antonio Durini criou a Fundação Alessandro Durini, para promover atividades ligadas às artes visuais. De acordo com as suas regras, a organização deveria ser sempre presidida por um membro da família, de maneira vitalícia.

Essa regra só não se aplicaria se não houvesse um Durini em condições de assumir o cargo. Nesse caso, o presidente seria nomeado pela Itália, com mandato de dois anos.

Atualmente, o pintor Giulio Durini di Monza, conde de Monza e príncipe de Fabbrica, é o presidente da Fundação Durini. Pode ser que a sua paixão pela arte explique a sua dedicação a revitalizar o Palazzo Durini, sede da instituição.

Palazzo Durini

Apesar das linhas sóbrias que passam um ar contemporâneo, o Palácio Durini é do século XVII

Apesar das linhas sóbrias que passam um ar contemporâneo, o Palácio Durini é do século XVII (Foto: Giacomo Contratto)

O menor dos oito palácios construídos pelos Durini era o favorito do pintor Giuseppe Bossi, que viveu nele de 1809 a 1815. O edifício nº 24 da Via Durini foi encomendado em 1645 por dom Giovan Battista Durini, conde de Monza.

O projeto foi atribuído a Richini — na época, um dos arquitetos mais proeminentes da Região Lombardia. Até hoje, esse é um dos maiores exemplos de construção do século XVII na cidade.

Apesar de ser um seguidor do movimento barroco, a fachada criada por Richini é bastante sóbria e linear, principalmente quando comparada às de outras cidades.

Centra-se em um monumental portal de entrada em silhar (pedra quadrangular usada para o revestimento de paredes), que sustenta uma varanda no piso principal. Nele, grandes janelas decoradas com empenas alternadas triangulares e curvas são decoradas com suportes na base em forma de máscara.

A construção do palazzo levou apenas três anos. Em 1648, Giovan e mais três irmãos compraram o título de conde de Monza, que permanece até hoje com a família.

Em 1920, o Palazzo Durini foi vendido por Paolina Durini a Senatore Borletti, com a condição de que ela pudesse continuar morando nele pelo restante de sua vida. Com a morte de Borletti em 1925 — Paolina faleceu em 1922 —, o edifício foi vendido aos Caproni di Taliedo, que o ocuparam até 1957.

Lojas

O limestone francês faz com que cada peça da linha Via Durini seja única

O limestone francês faz com que cada peça da linha Via Durini seja única (Projeto: Portobello S.A.)

Atualmente, a Via Durini é famosa por suas lojas de design de luxo. Conheça algumas.

Salvioni Milano Durini, nº 3

Situada em um prédio do início do século XX, em pleno centro da cidade, temos uma das lojas-conceito mais importantes de Milão. A sua fachada foi projetada pelo arquiteto, restaurador e historiador da arquitetura Luca Beltrami.

Com uma superfície de 1100 m² distribuídos em seis andares, a loja tem uma atmosfera que traz a essência do estilo de vida italiano. É um local capaz de despertar a imaginação. Por isso, é perfeito para visitar, explorar e sonhar.

Adornada por terraços e varandas, a loja tem cinco apartamentos independentes, cada um deles personificando um ambiente específico.

Concebidos com uma atenção meticulosa aos detalhes — paleta de cores, acabamentos, móveis, obras e adornos —, cada piso reflete uma personalidade específica, expressando sensibilidades diferentes, mas tudo com a cara de Milão.

NAVEGUE PELO GOOGLE MAPS PARA CONHECER A VIA DURINI

Arclinea Flagship Store Milano, nº 7

A histórica marca de designs de cozinha tem uma loja-conceito exclusiva na Via Durini.

O andar de 450 m² une o estilo contemporâneo e a arquitetura histórica do edifício. Nele, seis soluções de cozinha trazem novos critérios de uso, aplicações de produtos e o caráter exclusivo da Coleção Arclinea, projetada e coordenada pelo designer Antonio Citterio. O projeto arquitetônico é de Gianluca Tronconi.

Na parte de trás do showroom, há uma grande cozinha totalmente funcional, criada para experiências compartilhadas. Além de design exclusivo, o objetivo da Arclinea é divulgar uma nova cultura alimentar.

A superfície delicada da linha Via Durini renova o que há em revestimento interno no mercado

A superfície delicada da linha Via Durini renova o que há em revestimento interno no mercado (Projeto: Portobello S.A.)

B&B, nº 14

Fundada em 1966, a B&B é uma líder multinacional de móveis de design contemporâneo.

A qualidade dos seus móveis é vista como o que há de melhor no segmento. Por isso mesmo, ela já ganhou quatro Compasso d’Oro, prêmio de maior prestígio no design italiano.

Mais de 3% do valor das vendas anuais da B&B Italia são reinvestidos em pesquisa e desenvolvimento.

A B&B tem duas divisões: a B&B Italia Home Division, voltada para casas, e a B&B Italia Contract Division, para empresas. A loja na Via Durini é uma de suas filiais.

Cassina, nº 16

Loja de manufatura especializada em móveis de design de alta qualidade, a Cassina foi criada pelos irmãos Cesare e Umberto Cassina em 1927 no norte da Itália.

Na década de 1950, a empresa lançou o design industrial no país, mudando do método artesanal para a produção em série.

Graças à Cassina, pela primeira vez importantes arquitetos e designers foram envolvidos em pesquisa e inovação para novos projetos — uma característica da empresa até hoje.

Linha Via Durini: Milão em sua essência

O porcelanato Via Durini reflete toda a personalidade da sua rua-inspiração

O porcelanato Via Durini reflete toda a personalidade da sua rua-inspiração (Projeto: Portobello S.A.)

Uma rua que diz tanto para arquitetos e designers não poderia ficar de fora do rol de inspirações da Portobello. A linha Via Durini é o nosso limestone da vez, que apresenta uma cartela de cores renovada, com tons neutros que reproduzem pedras minimalistas.

Feitas de limestone francês, pedra calcária com diversas formas orgânicas produzidas por fósseis cristalizados, cada peça Via Durini é única. O material foi totalmente estilizado e reinterpretado com cores urbanas, que refletem a essência da rua: natural e clássica, mas com atmosfera contemporânea.

Confira aqui mais detalhes da Via Durini, nova coleção 2021, na Galeria Portobello.

A sua textura suave e delicada contrasta com a força do material. Por isso, ela é excelente para fazer composições tanto com ambientes minimalistas quanto em um mix com outros tipos de porcelanato que reproduzem pedras.

A linha Via Durini é uma ótima opção para ambientes internos com toque contemporâneo e espírito atemporal. Está disponível nos formatos 90×90 cm (acabamento natural) e 90×270 cm (lastras exclusivas para paredes) e nas cores Dark Grey, Fog, Grey e Off-white.

Embora seja mais pensada para residências, a versatilidade da linha Via Durini a leva para ambientes comerciais e institucionais.

Ambiente monocromático todo revestido com porcelanatos Via Durini

Ambiente monocromático todo revestido com porcelanatos Via Durini (Foto: Portobello S.A.)

Como vimos, a linha Via Durini é totalmente inspirada na rua homônima de Milão. Um ponto interessante desse tipo de porcelanato é a preocupação em captar a alma do local em cada peça.

Além de Via Durini, um exemplo interessante disso é o da linha Ipanema, que traz a leveza e o frescor da zona sul carioca. Saiba mais!

Nenhum comentário

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *