Menu
Projetos e Obras
Busca

Após cancelamento da edição de 2020, Salão do Móvel retorna com projeto focado em sustentabilidade

Conteúdo Eventos

Salão do Móvel de Milão 2021: o que esperar da edição de retorno

05/09/2021

Com curadoria de Stefano Boeri, quatro pavilhões foram construídos com materiais reutilizáveis e receberam 100 árvores que, após o evento, serão replantadas na cidade.

Nenhum evento de design tem a dimensão do Salone del Mobile em Milão. Em sua última edição, em 2019, por exemplo, uma gigantesca poltrona Up, de Gaetano Pesce, foi erguida na frente do Duomo di Milano (Catedral de Milão), dando largada ao evento e disputando atenção dos transeuntes na piazza histórica. Durante a feira, designers viram “rockstars” e suas criações, peças de adoração. 

Neste ano, porém, o Salone, que atrai profissionais do mundo todo, terá o desafio de prosseguir durante a pandemia de coronavírus, que fez com que o evento de 2020 fosse cancelado. Daí surgiu a ideia do “Supersalone”, de curadoria do arquiteto e urbanista milanês Stefano Boeri, que promoverá um (novo) renascimento. “‘Supersalone’ é uma resposta alegre de uma SuperItália após a longa noite da pandemia”, disse em comunicado para a imprensa. 

Nesta edição, em que completa 60 anos de existência, a feira reunirá 423 marcas (dessas, 12 brasileiras) e 50 designers independentes entre os dias 5 e 10 de setembro, no espaço de exposição Fiera Milano Rho. 

Salão do Móvel de Milão 2021
Materiais utilizados nos quatro pavilhões poderão ser reutilizados após o evento

O projeto, conduzido por Boeri, ocupa quatro pavilhões e é assinado também por designers como Andrea Caputo, Maria Cristina Didero, Marco Ferrari e Elisa Pasqual, do Studio Folder. Todos os materiais e componentes usados ​​poderão ser desmontados e reutilizados. A feira receberá ainda 100 árvores que serão posteriormente plantadas na cidade.

A montagem expositiva tem arenas de palestras, salões para encontros de negócios, espaços de descompressão e outros dedicados aos estudantes de design, além de praça de alimentação. 

O programa conta com conversas e palestras de designers, arquitetos, artistas e acadêmicos. Entre eles, o brasileiro Humberto Campana, o alemão Carsten Höller, as italianas Paola Pivi e Cecilia Alemani e a espanhola Beatriz Colomina. 

Entre as exposições, destacam-se The Lost Graduation Show, com curadoria de Anniina Koivu, com 170 projetos de alunos formados entre 2020 e 2021, de 48 escolas de design de 22 países. 

Salão do Móvel de Milão 2021
Cem árvores serão distribuídas pelo centro de exposição e, posteriormente, serão plantadas em Milão

A mostra Take Your Seat / Prendi Posizione – Solitude and Conviviality of the Chair / Solitudine e Convivialità della Sedia, com curadoria de Nina Bassoli, apresentará 30 cadeiras vencedoras do prêmio Compasso d’Oro e mais 80 que receberam menções honrosas. E, na seção do museu milanês ADI Design Museum, veremos como o design responde, com invenções, aos novos paradigmas culturais. 

Pode-se dizer que essa resposta dos designers, sobre os novos rumos de nosso planeta, é a verdadeira atração desta edição especial. 

Salão do Móvel de Milão 2021
Além de 423 marcas, Salão contará com exposições, palestras e debates entre designers e arquitetos

Salone del Mobile 2021 – Supersalone 
Entre 5 a 10 setembro, no Rho Milan Fairgrounds
Das 10h às 19h (sexta-feira: 10h às 16h)
Os ingressos podem ser comprados apenas online

Nenhum comentário

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *