Menu
Projetos e Obras
Busca
revestimento para banheiro

Conteúdo Design

Quais são os revestimentos existentes no mercado?

18/06/2018

Neste post, você vai saber por quê o porcelanato está entre os mais populares revestimentos decorativos tanto para uso nos ambientes residenciais quanto comerciais, atendendo demandas desde projetos mais simples até os mais sofisticados.

​Na hora de escolher um revestimento para o seu projeto, é natural chegar à loja e se deparar com uma infinidade de opções. Existem pisos para áreas internas e externas, antiderrapantes, com acabamento liso, brilhante e opaco, fora todo o design em cada um dos modelos.

Essa variedade é importante para garantir que todos os projetos tenham um piso adequado às necessidades dos moradores e ao estilo escolhido.

A praticidade e a durabilidade dos revestimentos também são pontos que trazem muitas dúvidas. Essas características devem ser consideradas durante uma reforma ou construção, e a durabilidade impacta diretamente no preço, assim como o material do qual é feito o revestimento.

O mercado tem de tudo, desde mármore e granito, que são os mais caros e resistentes, até pisos de cimento queimado. Porém, um dos mais aceitos no mercado e entre os mais populares, atendendo demandas desde projetos mais simples até os mais sofisticados, é o porcelanato.

Tendo como principal característica a baixa absorção de água, o revestimento é um dos mais requisitados no mundo da decoração. Ele ganhou destaque pela versatilidade e por garantir elegância e aconchego ao ambiente.

Antes de escolher os melhores tipos de revestimento, no entanto, avalie o modo de vida e a rotina dos moradores. Depois de saber esses dados, é mais fácil decidir o que procurar e como atender cada demanda em específico. Para auxiliar nessa decisão, vamos falar sobre as especificidades de cada produto e em que caso usar cada um. Continue lendo e entenda mais!

Por que optar pelo porcelanato na decoração?

Algumas vantagens você já deve conhecer, como resistência, durabilidade e impermeabilidade, porém, essas não são as únicas. A fidelidade no design é algo impressionante nas peças de porcelanato.

Versões que reproduzem madeira, mármore e concreto são apresentadas em tamanhos variados para revestir a casa de acordo com a personalidade escolhida para o ambiente. As impressões no porcelanato já avançaram tanto, que, muitas vezes, apenas um olhar atento é capaz de reconhecer a diferença entre o porcelanato e o material natural.

Os porcelanatos amadeirados são, inclusive, cortados em forma de lâminas, para que o resultado seja fiel à madeira. Eles reproduzem diferentes espécies de madeira para chegar a resultados bastante fidedignos e interessantes. A textura dos pisos feitos de madeira é escaneada e depois impressa no porcelanato, dessa forma, é possível conseguir um aspecto natural sem precisar derrubar nenhuma árvore.

porcelanato que reproduz mármore é mais resistente às infiltrações do que a pedra e pode ser usado em qualquer ambiente. Da mesma forma que os amadeirados, os mármores são o resultado de um scanner e, por isso, os padrões são tão fidedignos e trazem toda a sofisticação dos materiais nobres para um revestimento mais acessível.

A facilidade na limpeza é outro ponto positivo. Para manter o piso sempre brilhante, basta usar uma vassoura com cerdas macias e um pano umedecido. Vale ressaltar que não devem ser utilizados produtos que contenham ácido fluorídrico, muriático, ceras ou impermeabilizantes na fórmula. Evite também produtos para retirar ferrugem, já que eles danificam o porcelanato.

Quais são os tipos de porcelanato existentes?

No mercado, são disponibilizados inúmeros tipos de revestimento, por isso, preste atenção à indicação de uso de cada peça. Existem os revestimentos fabricados especificamente para ser aplicados dentro de casa — em áreas sociais como quartos, salas e corredores —, os que são recomendados para cozinha e banheiro, mais resistentes à água, e os destinados às áreas externas, que vão ficar expostos à chuva e ao sol diariamente, mais adequados a essas condições.

É importante ressaltar que todos os produtos fabricados pela Portobello têm, na embalagem, uma orientação quanto ao local de uso. E, seguindo essa orientação, o revestimento deve durar por vários anos.

Partindo para as partes mais práticas, os porcelanatos podem ser classificados em: esmaltados, EXT, lapados e naturais, de acordo com o material a partir do qual são fabricados e o modo como devem ser aplicados nos ambientes.

Externo (EXT)

Como tem superfície irregular e antiderrapante, é recomendado para áreas externas e pode entrar em contato com a água sem maiores problemas.

Natural (NAT)

Liso e bastante resistente, o modelo é aconselhado para áreas comerciais e residenciais. Ele não é escorregadio como os pisos com acabamento polido ou esmaltado.

Além dessas classificações, é possível encontrar nas caixas essas especificações, que são úteis na hora de escolher onde aplicar cada um desses tipos de revestimento na sua casa. Eles são divididos entre parede e piso, de acordo com o lugar a que mais se adaptam. Os revestimentos para as paredes podem ser usados também nos pisos que não sofrem tanto impacto, como despensas ou closets.

Os porcelanatos dedicados às áreas externas podem ser usados em qualquer lugar, a única diferença é que eles apresentam uma aparência mais rústica e que geralmente não é a mais aconchegante para dentro de casa.

Paredes

  • RI — Revestimento interno;
  • PE — Paredes externas até 3m de altura;
  • FA — Fachadas.

Pisos

  • RE — Residencial;
  • CL — Comercial leve;
  • CP — Comercial pesado;
  • IU — Industrial urbano.

Quais são os tipos de acabamento superficial?

Em cima de um piso externo ou de um natural, é possível colocar um acabamento para deixá-lo ainda mais impermeável, resistente ou dar uma cara diferente para a peça. Os acabamentos mais comuns são:

Esmaltados

Os revestimentos com esmalte ganham maior resistência a choques mecânicos e diminuem a absorção de água. Dessa forma, eles são indicados para praticamente qualquer ambiente dentro de casa: desde cozinhas e lavabos até quartos e salas.

O esmalte confere um brilho característico ao piso e é uma peça muito fácil de limpar e manter sempre com cara de novo. Pode ser usado também em bancadas de cozinhas e nas paredes, para dar um charme a mais para o ambiente.

A camada de esmalte não é necessariamente lisa, e é nela que são impressas as cores ou estampas de cada modelo. Portanto, os porcelanatos que recebem uma estampa geralmente são mais resistentes por causa da camada de esmalte.

Polidos

Indicado para quartos, salas, corredores e até mesmo para revestir paredes, o porcelanato polido é liso e brilhante por causa do tratamento mecânico de polimento que recebe.

Não é aconselhado para áreas que tenham contato com água, como banheiros e lavabos, porque a chance de escorregar é maior. Como sua superfície é lisa e sem esmalte para proteger, a chance de a sujeira aderir e manchar o material é maior. Isso pode ser evitado mantendo uma rotina de limpeza do piso, que vai impedir a aderência da sujeira ou de qualquer outra substância no revestimento.

Quais são os acabamentos de borda?

Os revestimentos podem se diferenciar devido ao acabamento na borda. No mercado, existem o bold, mais arredondado, e o retificado (RET), com as bordas retas. Esse tipo de acabamento para o piso não interfere na vida útil do revestimento, as únicas diferenças sendo o processo de instalação e a estética depois de pronto.

Retificado

O porcelanato retificado, como o próprio nome diz, tem bordas retas, o que proporciona uniformidade durante o processo de instalação. As placas são colocadas com até 1,5mm de rejunte, o que possibilita uma sensação de unicidade para as peças do piso.

Para que o porcelanato fique reto e uniforme nas extremidades, ele tem as laterais cortadas. Dessa forma, é possível que as peças encaixem perfeitamente umas nas outras, com o mínimo de rejunte.

Essa característica confere ao piso a aparência de uma peça contínua, coisa que os pisos bold não têm.

Bold

A borda bold é mais rústica e demanda um rejunte um pouco mais grosso. É possível usar um que seja contrastante com a peça, para destacá-la, ou um da mesma cor do piso, para dar uma continuidade visual maior.

Quais são as soluções usadas em casos específicos?

Devido à resistência e à durabilidade do porcelanato, ele pode ser usado em diversos lugares, não só no piso e nas paredes. Alguns desses usos específicos são:

Itens de design

Para quem busca a funcionalidade e beleza dos porcelanatos até em itens de design, como mesas, cubas, estantes e até churrasqueiras, a Officina Portobello traz soluções inovadoras. O projeto reúne arquitetos e designers consagrados, como Ruy Ohtake e Jader Almeida, na composição de peças exclusivas que elevam o porcelanato a um patamar inédito.

Bancadas de cozinha

As bancadas podem ser revestidas de porcelanato para que se integrem com o resto da cozinha e possam dar continuidade para as paredes e piso. Dessa forma, todo o ambiente combina e se torna fácil de limpar.

Para esses lugares, a Linha Thassos é inovadora e tem um formato exclusivo de 120 x 120cm, ideal para revestir um ambiente com aparência mais uniforme. O piso é RET e, por isso, ótimo para cozinhas — com pouco espaço de rejunte, evita o acúmulo de sujeira —, além de ser polido, ou seja, brilhante sem ser escorregadio. Pode ser usado em ambientes comerciais também, devido à resistência.

Deck de piscina

Os decks de piscina também podem ser feitos com porcelanato, inclusive os amadeirados, que proporcionam um ambiente acolhedor e rústico para essa área. Porcelanatos de aparência mais rústica e textura externa podem ser usados para que o ambiente fique mais luxuoso.

As peças maiores, com acabamentos bold e superfície antiderrapante, são as melhores soluções para essa que é uma área de lazer importante da casa. Uma boa opção é a Linha Ecowood 2.0, que reproduz madeira e cria um deck de piscina arrojado.

Cobrir outro piso

Uma das vantagens do porcelanato é não precisar retirar um piso que já existe para revestir o chão. Usando um porcelanato extrafino, é possível refazer o chão a um valor mais acessível e garantir a qualidade.

Os pontos mais importantes a serem considerados na hora de fazer esse tipo de reforma são verificar se o piso anterior é nivelado e garantir que o novo revestimento não fique muito alto a ponto de impedir a abertura das portas. Também saiba o tipo de argamassa ideal para fazer essa reforma.

Linha Landscape é extrafina, com vantagens técnicas para uma instalação em pisos e paredes. Ela pode ser aplicada sobre os mais diferentes materiais e é inspirada nos trabalhos manuais com argila e pigmentos de tons naturais do mediterrâneo.

Cobogó

Outro uso para o porcelanato extrafino é transformá-lo em cobogó. Os tijolos furados que servem para permitir a ventilação e a entrada de luz podem ser feitos com porcelanato cortado por um profissional.

Basta escolher o porcelanato extrafino que preferir e o desenho que deve ser cortado das peças. Depois, é só colar as placas uma de costas para a outra. Dessa forma, você garante que os dois lados tenham a mesma aparência. A Portobello usou essa estratégia no seu stand em na Expo Revestir em 2012 e 2013.

Quais são as soluções para paredes como elemento de destaque?

As paredes geralmente desempenham um papel menos importante na decoração, mas é possível mudar esse cenário e inovar, dando mais personalidade para essa parte da casa, seja com cores mais fortes ou com um revestimento mais interessante.

Os revestimentos 3D, como a Linha Tangram, desempenham um papel interessante quando são aliados a uma iluminação que ressalta as formas do porcelanato. A coleção 2018 trouxe novidades com a Linha 3D Lab, experimentando diferentes relevos.

A linha Wall Mosaic também é uma ótima opção, com peças disponibilizadas em formato 30 x 90cm e relevos contemporâneos. Ambas servem como um ponto de partida para personalizar o seu projeto.

Tente escolher só uma parede por cômodo para instalar um elemento de destaque como os porcelanatos 3D, pois assim é mais fácil não errar. Salas, livings e halls são boas opções para receber esse revestimento, enquanto banheiros e cozinhas podem acumular lodo e dar uma mão de obra muito grande na hora da limpeza.

Lembramos que escolher um revestimento mais inovador requer um cuidado nas combinações com o restante do ambiente, para que ele não fique pesado ou muito colorido. As paredes já exercem um papel principal na decoração, então aposte em móveis e revestimentos para o piso com linhas mais minimalistas.

Existem mais alternativas para pisos e revestimentos?

Além do porcelanato, existem outros tipos de revestimento para o piso e as paredes, como ladrilho hidráulico, pastilhas, madeira, papel de parede, massa texturizada, pedras, painéis 3D, mármore e granito. Cada um com uma matéria-prima diferente.

Vale ressaltar que boa parte desses produtos tem reproduções fiéis e muito resistentes em porcelanato. Cabe a você analisar o custo-benefício e definir o que melhor se encaixa no que será desenvolvido no projeto, o modo como os moradores utilizam a casa e o orçamento disponível. Todos esses fatores influenciam nas escolhas dentro de um projeto arquitetônico.

Para mais informações técnicas e dicas sobre tendências, entre em contato conosco! Nossos consultores são capacitados para atender você e ajudar na escolha do melhor revestimento para o seu projeto!

5 Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *