Menu
Projetos e Obras
Busca
revestimento 3D

Conteúdo Tendências

Revestimento 3D: como usá-lo na decoração?

01/02/2019

O revestimento 3D é a febre do momento, além de existir diversos tipos no mercado: porcelanato, gesso ou o próprio papel de parede, ele é super versátil e moderno.

Antigamente, para dar destaque a uma parede específica era mais comum utilizarmos apenas alguma cor diferente ou papel de parede, quadros e espelhos. Hoje, porém, a variedade de materiais é imensa, proporcionando a criação de ambientes surpreendentes. Um deles é o revestimento 3D, que destaca o espaço não só pela sua diversidade de desenhos, mas também pelo efeito luz e sombra capaz de ser produzido por eles.

Atualmente, você pode encontrar o revestimento 3D não só no formato padrão retangular, mas também em hexágonos, losangos e outras formas menos simétricas. Alguns padrões parecem saltar da parede, outros têm um relevo mais suave, tornando o ambiente delicado.

Com isso, é possível criar diversos tipos de efeitos naquela parede que você quer destacar, principalmente quando se utiliza o efeito da luz focada.

Neste post, separamos algumas dicas de como usar esse revestimento da decoração e quais são os materiais mais utilizados. Confira!

Principais tipos de revestimento 3D

Porcelanato

Sala de estar decorada com o revestimento Tangram | Aline Silva

O porcelanato, usado em pisos e paredes, é um revestimento fabricado a partir de materiais nobres em um processo diferente das peças cerâmicas comuns, tornando-o mais resistente e durável. Devido aos materiais que o compõem, esse tipo de revestimento tem absorção de água próxima a zero e, por isso, requer argamassa especial para assentamento.

É possível encontrar peças em diversas cores, tamanhos e texturas, com faixas de preço diferentes. Além disso, é bastante fácil de limpar e não exige mão de obra especializada para sua instalação. Pode ser utilizado em áreas internas e externas, para qualquer ambiente.

Detalhes do projeto de Leticia Paiva Lopes

Na decoração, continuam em alta os porcelanatos que reproduzem madeira, inclusive, alguns com aspecto ripado, além dos que remetem ao mármore. Outra tendência é utilizar outros formatos de peças, como os formatos hexagonais, em escamas ou o pavone, podendo até mesmo ser misturado com outras cores da peça na mesma madeira.

Tratando-se de revestimento 3D em porcelanato, uma novidade são as peças em grandes formatos, dando um efeito ainda mais sofisticado ao ambiente. É muito comum vermos esse tipo de revestimento apenas em banheiros e cozinhas. É grande, porém, as opções de aplicação do porcelanato 3D, podendo ser instalado até mesmo nos dormitórios, espaço gourmet, salas de estar e jantar.

Seus ambientes podem ser facilmente modificados sem necessitar de obras demoradas e grandes gastos. Para manter o revestimento bonito, basta limpá-lo com panos levemente úmidos ou espanador

Você também tem projetos onde utilizou revestimento 3D? Aproveita para se cadastrar no Archtrends para divulgá-los!

Gesso

O revestimento 3D também pode ser encontrado em placas de gesso. Cada uma delas é feita em moldes emborrachados, com altura entre 30 e 40cm e coladas na parede com gesso cola. As placas podem ser compradas prontas ou feitas na hora. É possível utilizar argamassa, porém, a parede não pode estar muito lisa e demora mais para secar.

As placas de gesso, quando já secas, poderão receber preparador de gesso e pintura após coladas ou ficarem em sua cor original. A vantagem é que o material é leve e mais barato tratando-se de revestimento 3D.

Esse material, porém, não pode ser aplicado em áreas externas, além de cozinhas e banheiros, já que não é resistente à água como o porcelanato, além disso, as peças em gesso podem quebrar facilmente. O gesso também pode manchar e, por isso, deverá receber uma nova pintura.

Papel de parede

Outra opção para criar o efeito 3D é utilizar como revestimento o papel de parede. A parede que receberá o material deve estar lisa, limpa e sem imperfeições. Sua aplicação pode ser feita por mão de obra especializada ou pelo próprio morador, evitando que o papel amasse ou que surjam bolhas durante a aplicação.

A desvantagem do papel de parede é que ele também não pode ser usado em ambientes externos e para áreas molhadas, pois estragam em contato com a água. Além disso, por serem uma superfície plana, não terão o mesmo efeito proporcionado pela iluminação como acontece nos revestimentos que são alto-relevo.

Como usar o revestimento 3D na decoração

Ambiente moderno e sofisticado com detalhes em 3D|Portobello SA

Como vimos, é possível utilizar porcelanato, papel de parede e gesso para criar o efeito alto-relevo, cada um com suas especificidades. Veja como utilizar esse artifício na decoração:

Cozinhas

Atualmente, as cozinhas também são locais para reunir a família e os amigos, principalmente se os ambientes são integrados. Para essa área, o ideal é que o revestimento 3D seja de PVC ou porcelanato, pois são materiais que podem ser molhados. Você pode utilizá-lo atrás da pia ou em uma parede inteira, por exemplo, criando composições com outros tipos de materiais.

Banheiros

Banheiro decorado com cores e relevo | Janice Macenhan Samy

Para os banheiros, serve a mesma regra das cozinhas, já que são ambientes em contato direto com água. Uma dica é escolher padrões pequenos, caso a parede de aplicação não seja muito grande, como a do box, por exemplo, e optar por desenhos mais alongados, caso o espaço seja maior.

Dormitórios

Uma opção para fugir do tradicional papel de parede é utilizar revestimento 3D na parede da cabeceira, por exemplo. Para um efeito mais interessante, trabalhe com a iluminação do cômodo, para que a tridimensionalidade das peças fique mais evidente. Se o dormitório a ser decorado for pequeno ou escuro, opte por peças com desenhos mais suaves para que o ambiente não fique pesado.

Salas

Sala de estar decorada com o revestimento 3D | Zitamaria Leal

Utilize o material preferencialmente em paredes inteiras e onde não hajam recortes, como portas ou janelas para não prejudicar a sensação de movimento gerada pelas peças quando juntas.

Áreas externas

O revestimento 3D também pode ser utilizado nas áreas externas, como espaços gourmet ou fachadas, proporcionando uma decoração original e criativa. Preste atenção apenas no material das peças.

As placas para áreas externas podem ser encontradas em materiais sustentáveis, como a celulose de bagaço de cana; porém, esse material não pode ser colocado em locais que tenham contato direto com água nem com sol. Se optar pelos revestimentos em alumínio, que têm normalmente uma película autocolante, não são recomendados para área que recebem muita água. Nesses casos, prefira os feitos em PVC ou porcelanato.

Para decorar qualquer ambiente e deixá-lo surpreendente, o revestimento 3D é um dos mais indicados atualmente. Tendência na decoração, além dos diversos designs disponíveis, eles são capazes de criar efeitos de luz e sombra incríveis, especialmente os revestimentos em porcelanato, utilizados em qualquer ambiente da casa.

Lembre-se sempre de escolher peças que combinem com o estilo de decoração proposta e tome cuidado para não exagerar. Outra dica para criar ambientes com alta qualidade é procurar por materiais e marcas que prezam pela exclusividade e pela inovação.

Se gostou do nosso post sobre revestimento 3D, siga-nos agora mesmo nas redes sociais para receber mais novidades!

Nenhum comentário

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *