Menu
Projetos e Obras
Busca

Conteúdo Arquitetura

Projeto de arquitetura corporativa: veja escritórios mais bacanas do mundo

10/04/2019

Conheça 20 projetos que mostram que ambientes de trabalho não precisam ser austeros, sem graça ou “todos iguais”.

Curiosamente, na TV e no cinema, os projetos de arquitetura corporativa não são retratados com muito glamour. Até mesmo os escritórios dos seriados The Office e Parks and Recreation são ambientados de forma, digamos, despretensiosa.

Felizmente, a arquitetura corporativa é um daqueles raros casos em que a vida real pode superar — e muito! — a ficção.

Alguns exemplos espalhados pelo mundo mostram que é possível ir muito além da tríade parede branca – mobiliário discreto – decoração sem graça e explorar um universo de possibilidades para criar soluções que, além de visualmente agradáveis, transformam esses ambientes em espaços que estimulam a produtividade e a criatividade.

Arquitetura corporativa: 20 escritórios pelo mundo que você precisa conhecer

Escritório Google (Foto: reprodução site Business Insider)

1. Google, em Zurich, na Suíça

Trabalhar em um escritório como o que o famoso buscador mantém na Suíça é o sonho de  qualquer pessoa. Esse projeto de arquitetura corporativa do Google é moderno e prioriza o conforto e bem-estar dos colaboradores.

A iluminação natural ganha protagonismo em grande parte dos ambientes, seja no refeitório, que serve gratuitamente aos funcionários café da manhã, almoço e jantar preparado por chefs, seja nos espaços dedicados ao ócio criativo.

Outro grande destaque desse projeto de arquitetura corporativa é o enorme tobogã de metal em espiral, que serve de “atalho” de um andar para o outro e faz a alegria não só de quem trabalha no edifício como também de visitantes eventuais.

Escritório Selgas Cano Architecture (Foto: reprodução site Arch Daily)

2. Selgas Cano, em Madri, na Espanha

Não é só em espaços amplos que a arquitetura corporativa pode ser inspiradora. O projeto da Selgas Cano, escritório de arquitetura localizado em uma floresta nos arredores da capital espanhola, é um ótimo exemplo disso.

O arquiteto Iwan Baan deu uma verdadeira aula de otimização de espaços ao colocar metade do escritório no subsolo.  Assim, a outra parte da planta ficou com uma visão incrível da floresta, em um projeto que privilegia a luz natural, as formas simples e retas e a cor branca.

Escritório Facebook (Foto: reprodução site BUSINESS INSIDER)

3. Facebook, em Palo Alto, nos Estados Unidos

Poltronas em tons vibrantes, pôsteres com ar retrô, vending machines, máquinas de fliperama e murais de Lego. Se há uma palavra que pode definir o projeto de arquitetura corporativa do escritório da rede social mais famosa do mundo, essa palavra certamente é eclético.

Cores, formas e referências se misturam no espaço que foi concebido a partir de enquetes feitas pela empresa, que perguntou a cada funcionário da equipe o que eles esperavam do projeto de décor do escritório.

O resultado foi um ambiente colorido, no qual a mistura de estilos contribuiu para deixar o lugar descontraído, lembrando uma enorme comunidade, uma das características essenciais dessa rede social.

Com grandes espaços abertos, o escritório conta ainda com salões de cabeleireiro, área de skate e até um DJ, todos incluídos no projeto de arquitetura corporativa por sugestão dos colaboradores.

Escritório Lego (Foto: reprodução site Rosan Bosch)

4. Lego, em Billund, na Dinamarca

O projeto de arquitetura corporativa da Lego, na pequena cidadezinha dinamarquesa de Billund, foi projetado por Rosan Bausch como um espaço de estímulo à criatividade.

Vegetação nas paredes, mesas com bonsais e muitas figuras de Lego fazem parte da decoração, que é alegre e divertida sem deixar de ser funcional. O mobiliário branco e de formas simples torna o ambiente clean. Tal como acontece no Google, também há um tobogã de metal que conecta dois pisos.

Escritório Inventionland Design Factory (Foto: reprodução site Hypescience)

5. Inventionland Design Factory, em Pittsburgh, nos Estados Unidos

Já imaginou trabalhar em um castelo, em uma casa na árvore ou em um barco pirata? Pois é exatamente isso o que acontece diariamente com os funcionários da Inventionland Design Factory.

Esse projeto de arquitetura corporativa é composto por 16 ambientes decorados de maneiras totalmente distintas um dos outros, tendo em comum apenas a capacidade de surpreender. Como os funcionários são especialistas em inovação, todos os espaços foram criados por eles mesmos.

Apesar de divertidos, os ambientes não deixam de ser funcionais e bem iluminados, com móveis ergonômicos e espaços para relaxar. Quem trabalha no navio pirata, por exemplo, sempre pode “desembarcar” e fazer uma pausa para o lanche da tarde com os pés na água.

Escritório Dropbox (Foto: reprodução site Offices Snapshots)

6. Dropbox, em São Francisco, nos Estados Unidos

O projeto de arquitetura corporativa dos escritórios do Dropbox em São Francisco, nos Estados Unidos, privilegia o estilo industrial, com muito concretotubulações aparentes e metal.

Nem por isso o ambiente é frio ou impessoal. Os 6.500 m² da sede, projetados em parceria pelos escritórios Boor Bridges Architecture e Geremia Design, ganham toques de tons vibrantes em pontos estratégicos para deixar o ambiente mais vivo.

Todos os ambientes são modulares, separados em estações com isolamento acústico, mas interligadas.

Escritório Airbnb (Foto: reprodução site Arch Daily)

7. Airbnb, em São Francisco, na Califórnia

O projeto de arquitetura corporativa do Airbnb tem como objetivo principal refletir a ideia de comunidade global, característica da marca.

Por isso, cada um dos andares do edifício é inspirado em uma cidade. Buenos Aires, Kioto, Jaipur e Amsterdam serviram de referência para cores, móveis, design e materiais típicos, utilizados na decoração.

Além disso, o visual de algumas salas de reunião foi inspirado em imóveis reais que estão disponíveis para locação na plataforma, o que dá aos funcionários a sensação de estarem “em casa” — ou ao menos, hospedados na casa de alguém.

Áreas de leitura, salas para prática de atividade física, cafés e até espaços de relaxamento ajudam a criar um ambiente descontraído e moderno, projetado pela equipe do Airbnb’s Environments, em parceria com o escritório local WRNS.

Escritório Cisco (Foto: reprodução site Hok)

8. Cisco Systems, em Toronto, no Canadá

Esse projeto de arquitetura foi assinado pela Hok e acomoda cerca de 1000 funcionários em um espaço onde a alta tecnologia dá o tom.

Embora os funcionários não tenham postos fixos de trabalho, isso nem de longe se traduz em desconforto. Uma vez selecionada a estação de trabalho, seus dispositivos inteligentes se conectam aos computadores, diariamente.

As salas de reunião também contam com tecnologia de ponta, com sensores inteligentes que detectam o número de ocupantes e fazem ajustes automáticos de temperatura e iluminação.

Ainda que o conforto tecnológico seja a estrela principal do projeto, a empresa também se preocupou em criar espaços de convivência e descanso, como salas de jogos com vending machines,  áreas de leitura e ócio criativo.

Escritório Hok (Foto: reprodução site Cláudia Abril)

9. Hok, em Londres, na Inglaterra

Por falar em Hok, o escritório de arquitetura baseado em Londres, na Inglaterra, também tem uma sede bastante criativa. No vão central do prédio, que privilegia a entrada da luz natural, foi criado um jardim, onde os funcionários se reúnem para trabalhar, descansar e até mesmo fazer reuniões e piqueniques no final da tarde.

Em outra parte do edifício, um lobby com decoração minimalista abriga um enorme e sinuoso sofá negro, onde os profissionais podem se acomodar tanto para trocar ideias, quanto para relaxar. Com ar moderno, a área interna privilegia o aço e os tons de cinza e branco, que têm sua seriedade quebrada por painéis extensos em tons de verde.

Escritório Thinkgarden (Foto: reprodução site Kiwi Report)

10. Thinkgarden, em Milão, na Itália

Para os ocupantes do workspace Thinkgarden, em Milão, é possível trabalhar em meio à natureza mesmo estando em uma grande cidade europeia.

Com o objetivo de criar um espaço descontraído, os idealizadores do Thinkgarden desenvolveram um escritório cheio de natureza. Tulipas cor-de-rosa e vermelhas criam um contraste interessante com o mobiliário all white e com o verde que predomina no local.

Para harmonizar com a grande estrela do projeto, a natureza, os demais elementos do ambiente são igualmente simples, como o piso de cimento queimado e os janelões de vidro que permitem a entrada de luz natural.

Escritório Coca-Cola (Foto: reprodução site Kiwi Report)

11. Coca-Cola, em Londres, na Inglaterra

O projeto de arquitetura corporativa desenvolvido para o escritório da Coca-Cola, em Londres, na Inglaterra, buscou resgatar imagens da comunicação da marca nas décadas de 1950 e 1960 para compor o décor.

Misturada com elementos modernos, como a tubulação aparente, essa composição de fotos tornou a decoração descontraída e funcional, com um toque vintage que agrega charme sem passar a impressão de um ambiente ultrapassado.

A exibição da marca em todos os espaços traz personalidade ao lugar, sem deixá-lo ostensivo. O escritório também exibe um enorme terraço com vista da cidade.

Escritório Candy Crush (Foto: reprodução site Dezeen)

12. Candy Crush, em Estocolmo, na Suécia

O lúdico é o grande protagonista desse projeto, que guarda mais similaridades com um parque infantil do que com o que habitualmente se espera do escritório de uma empresa que lucra milhões de dólares ao ano.

No entanto, o espaço abriga 400 estações de trabalho, 42 salas de reuniões — e um parque público! — com as mesmas cores, personagens e elementos do aplicativo.

Escritório Pallotta Teamworks Foto: reprodução site Hypescience)

13. Pallotta Teamworks, em Los Angeles, nos Estados Unidos

Nem sempre um projeto de arquitetura corporativa incrível é criado a partir de um orçamento vultoso.

O projeto da Pallotta Teamworks é um bom exemplo disso. A empresa tinha um orçamento total de US$ 2 milhões, o que equivalente a US$ 40 por m², para transformar um depósito vazio em seu novo escritório, quando o valor mínimo habitual é de US$ 80 por m².

Como com o valor disponível não era possível nem mesmo climatizar o espaço, o escritório Clive Wilkinson & Associates, responsável pelo projeto, utilizou contêineres e tendas para ajudar a manter o ar dentro de cada espaço, como uma forma de climatização natural.

As cores vibrantes ajudaram a quebrar a sobriedade dos contêineres e o projeto, que deu uma aula de aproveitamento de espaço com baixo orçamento, ganhou até um prêmio do American Institute of Architecture em 2002.

Escritório Adidas Foto: reprodução site Área H)

14. Adidas, em Herzogenaurach, na Alemanha

O projeto de arquitetura corporativa da sede da Adidas é uma ode ao minimalismo. O branco total das instalações só dá espaço à cor nas peças de roupas da marca dispostas em divisórias metálicas que dividem as estações de trabalho.

Moderno e confortável, o espaço conta com salas de reuniões que exibem paredes de vidro e móveis modulares com espaços para embutir fios e deixar o ambiente ainda mais clean. No escritório da Adidas não há espaço para nenhum objeto que não seja absolutamente funcional, o que ao invés de deixar o ambiente austero, traz modernidade ao projeto.

Escritório Zynga Foto: reprodução site Room Cozy)

15. Zynga, em São Francisco, nos Estados Unidos

Projetada pelo escritório Nichols Booth Architects, a sede da Zynga abriga 2000 funcionários, que estão espalhados pelos seis andares do prédio.

Esse projeto de arquitetura corporativa contempla uma colorida área para petsespaço para refeições, centro de bem-estar e salas de jogos em uma estrutura confortável, projetada para que os colaboradores se sintam como se estivessem trabalhando em casa.

Além de sofás e pufes coloridos, em sintonia com a identidade visual dos jogos, bancadas coletivas de madeira estimulam o trabalho em equipe e a troca de ideias.

Escritório Cacau Show (Foto: reprodução site Office Snapshots)

16. Cacau Show, em São Paulo, no Brasil

Assinada pelo escritório Athié Wohnrath, a sede da Cacau Show é um espaço com ambientes humanizados e sustentáveis, que conta com 9.000 m² de área construída, projetada para estimular a produtividade, o trabalho colaborativo e o bem-estar dos funcionários.

A premissa desse projeto de arquitetura corporativa foi a criação de um espaço acolhedor, que se assemelhasse ao lar. A inspiração para o décor foi o cacau, matéria-prima da empresa. A estufa na entrada do complexo, por exemplo, tem o formato de uma trufa, um dos carros-chefes da Cacau Show.

O piso em cimento queimado e madeira ganha vida com a disposição de almofadas em tons de vermelho e amarelo em espaços onde é possível ler, relaxar ou tomar um café.

O escritório é um enorme espaço aberto, com muitas áreas de coworkingpara estimular o trabalho em grupo. Nesses ambientes, imperam o piso de madeira, os móveis funcionais e a iluminação direta. Gaveteiros deslizantes facilitam o armazenamento e o transporte de pequenos itens, já que os postos de trabalho não são fixos.

Escritório Red Bull Foto: reprodução site Vito Corvasce)

17. Red Bull, em Milão, na Itália

O projeto de arquitetura corporativa da Il Prisma para o escritório italiano da Red Bull prioriza a funcionalidade e o aproveitamento integral dos ambientes.

Para ocupar o espaço ocioso nas laterais das estações de trabalho, por exemplo, foram instalados sofás em cores vivas que oferecem aos funcionários a oportunidade de descansar e observar a vista das grandes janelas de vidro.

A ideia era mesclar ambientes simples com espaços de estímulo às ideias e à criatividade, palavra-chave da marca.  Estruturas metálicas aparentes, concreto e madeira fazem uma referência ao estilo industrial, enquanto o escorregador, que lembra uma rampa de skate e une duas áreas, “dá asas” à descontração dos colaboradores.

Além disso, os funcionários também podem aproveitar as salas de descanso e o espaço aberto para descansar e desfrutar do ócio criativo.

Escritório 21st Century Fox Foto: reprodução site Interior Design)

18. 21st Century Fox, em Nova York, nos Estados Unidos

Os três andares ocupados pelo conglomerado de mídia em um arranha-céu na Big Apple foram remodelados em 2017 para dar lugar a um projeto de arquitetura corporativa que privilegia a integração, criando um espaço de trabalho 100% aberto, acessível e transparente.

Assinado pela Gensler, o projeto, que tem como tônica a fluidez e a conectividade, utilizou como materiais principais aço preto, pisos de carvalho e concreto para traduzir a sobriedade e a elegância que marcam a tradição da corporação.

O espaço conta com uma espécie de galeria com quadros, adereços de filmes e figurinos dos arquivos da 21st Century Fox e que retratam um pouco da história do cinema e da TV. Uma sala de projeção aberta, com poltronas grafite arredondadas, convida os funcionários a assistirem filmes e outros conteúdos visuais.

Escritório Spotify (Foto: reprodução site Office Lovin)

19. Spotify, em Londres, na Inglaterra

O projeto de arquitetura corporativa do escritório londrino do Spotify foi assinado pela Tétris e  tem como inspiração principal a sede da empresa, localizada em Estocolmo, na Suécia.

Para dar um toque britânico a esse projeto corporativo, a Tétris investiu em muito veludo colorido, couro e madeira. O escritório também tem, é claro, um potente sistema de som, ponto comum em todos os escritórios do Spotify.

Todo o planejamento e adequação do projeto foram realizados em apenas oito semanas, em parceria com a equipe do próprio serviço de streaming. Além dos espaços de trabalho, o escritório conta com salas de reuniões, áreas de brainstorming e um amplo espaço aberto.

Escritório Banhof Foto: reprodução site Carreer Addict)

20. Banhof, em Estocolmo, na Suécia

Talvez um dos mais impressionantes projetos de arquitetura corporativa dessa lista, o espaço ocupado pela Banhof fica em um antigo centro de defesa civil, instalado 30 metros abaixo do centro de Estocolmo.

O escritório, onde trabalham 15 funcionários, foi projetado por Albert France-Lanord Architects e contém cachoeiras, luz do dia simulada e um tanque de peixes com 2.600 litros de água salgada. Juntos, esses elementos criam um clima futurista e exótico, raramente visto em projetos de arquitetura corporativa.

O escritório da Banhof abriga ainda dois motores submarinos alemães, que funcionam como geradores de energia reserva. Sem dúvida, um lugar bastante atípico para se passar os dias de trabalho.

Como você pode ver, projetos de arquitetura corporativa podem ser inovadores e ousados, transformando escritórios em espaços mais colaborativos, que inspirem os funcionários a trabalhar com mais criatividade.

Agora que você já conhece alguns detalhes de 20 projetos de arquitetura corporativa interessantes mundo afora,  que tal descobrir as tendências reveladas na Maison&Objet Paris 2019, a maior feira de decoração e design da Europa?

1 comentário

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *