Menu
Projetos e Obras
Busca

Conteúdo Técnica

Porcelanato é bom para manter a higiene e limpeza do seu lar

04/09/2020

Que o porcelanato é bom, você já sabe. Mas acredita que o revestimento também pode ajudar a manter a saúde dos moradores da sua casa? Confira!

Com o surgimento da Covid-19, a população se viu obrigada a redobrar os cuidados de higiene e limpeza. Afinal, o simples toque em uma superfície contaminada e, posteriormente, no rosto já pode causar a contaminação pelo novo coronavírus. Mas sabia que o porcelanato é bom para manter a casa saudável?

Elegante, durável e com diversos acabamentos, cores e texturas, esse revestimento é uma excelente opção para quem não quer ter muito trabalho no momento da manutenção. Portanto, entenda como o porcelanato é bom para preservar a saúde dos moradores da sua casa.

Por que o porcelanato é bom para manter higiene e limpeza em casa?

Conte com o porcelanato para ter sempre um ambiente saudável (Projeto: Portobello S.A.)

Conte com o porcelanato para ter sempre um ambiente saudável (Projeto: Portobello S.A.)

Bacteriostático, fácil de limpar e sem emitir compostos orgânicos, entre outras vantagens, o porcelanato é bom para diminuir a propagação de micro-organismos.

Característica bacteriostática

Materiais como a madeira, o granito e o mármore oferecem condições para que micro-organismos se reproduzam, principalmente por conta da capacidade de absorver água. Isso já não ocorre com o porcelanato, que tem uma porcentagem de absorção praticamente zero.

Todo porcelanato é bacteriostático. Ou seja, não mata um micro-organismo, mas também não permite que ele se prolifere. Sua matéria-prima, a argila, é sólida e não promove meios de proliferação para ácaros, bactérias, fungos, mofos e outros alergênicos. Como consequência, eles ficam isolados e morrem de fome.

Essa característica torna o porcelanato um produto ideal para pessoas que sofrem de alergias.

Fácil de limpar

Substâncias de uso diário podem ser adotadas para limpar o porcelanato (Projeto: Renan Lira)

Substâncias de uso diário podem ser adotadas para limpar o porcelanato (Projeto: Renan Lira)

Além de não ter poros — o que praticamente anula a absorção de água —, o porcelanato é bom porque pode ser limpo com água sanitária, detergente neutro, saponáceo cremoso e desinfetantes com cloro ativo.

O revestimento pode ser limpo sempre com essas substâncias de uso diário pois tem altíssima resistência. O importante é não utilizar escovas ou vassouras de fibras ásperas, que podem arranhar a superfície dele.

Essas qualidades tornam o porcelanato muito fácil de limpar e contribuem consideravelmente para a assepsia de uma casa.

Saiba mais: Como limpar revestimentos cerâmicos em diferentes situações

Não emite COVs

A argila é um mineral e, consequentemente, inorgânica — ou seja, não é composta por substâncias animais ou vegetais.

Isso faz com que o porcelanato não emita compostos orgânicos voláteis (COVs), que são propagados por praticamente todos os outros tipos de piso.

Os COVs são gases nocivos que podem causar dores de cabeça, náuseas e irritações no nariz, nos olhos e na garganta.

Não tem PVC

O porcelanato não exala substâncias tóxicas ou perigosas (Projeto: Portobello S.A.)

O porcelanato não exala substâncias tóxicas ou perigosas (Projeto: Portobello S.A.)

A cerâmica é livre de policloreto de vinila (PVC), resina usada em outros revestimentos para melhorar a flexibilidade mecânica e a estabilidade ao calor. O problema é que a substância contém ftalatos e organoestanhos, compostos químicos cujo uso gera preocupação e discussão entre os especialistas em saúde.

Os ftalatos são grupos de compostos químicos utilizados na indústria, principalmente para deixar embalagens plásticas maleáveis e aumentar a duração de fragrâncias em perfumes. No entanto, há suspeitas de que eles podem ser maléficos para fetos, além de supostamente cancerígenos e causadores de atrasos na fala.

Já os compostos organoestânicos, utilizados em tintas de ação anti-incrustante, são extremamente tóxicos para o meio ambiente, principalmente o marinho.

A Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) limita o uso dessas substâncias a uma quantidade que não traga riscos à saúde. No entanto, se o indivíduo puder evitar o contato com vários desses produtos, melhor.

Não tem formaldeídos

Outra característica das cerâmicas é não conter aglomerantes, compostos utilizados para aglutinar materiais, que são muito comuns em outros tipos de revestimentos.

Um desses aglutinadores é o formaldeído, geralmente encontrado em produtos que contêm painéis de fibras de densidade média, compensados e aglomerados.

O produto é extremamente irritante, capaz de causar a dermatite de contato e reações anafiláticas imediatas ou atrasadas. Quando inalado, aumenta a incidência de asma, particularmente em crianças e idosos.

Pode ser usado em áreas internas e externas

Diferentes tipos de porcelanato podem ser usados nas áreas internas e externas (Projeto: Heignne Jardim)

Diferentes tipos de porcelanato podem ser usados nas áreas internas e externas (Projeto: Heignne Jardim)

Os benefícios do porcelanato podem ser aproveitados em todas as áreas da casa. Com diferentes tipos de superfície, há modelos de revestimento apropriados para ambientes secos, úmidos, externos e com alto tráfego.

Alta durabilidade

Além de todos esses motivos, o porcelanato é bom porque tem alta durabilidade — você não precisará de obras constantemente para a troca de peças quebradas.

O revestimento é resistente a condições climáticas extremas, impacto de produtos químicos, água, umidade, mudanças de temperatura e raios UV. Além disso, a cerâmica tem vida útil superior a 50 anos.

É resistente ao fogo

A cerâmica não é inflamável, o que significa que não produz fumaça em um incêndio. Por não liberar substâncias tóxicas e não queimar, também reduz a propagação de chamas.

Como limpar porcelanatos corretamente?

Superfícies de banheiros precisam ser limpas diariamente (Projeto: Portobello Shop Palmas)

Superfícies de banheiros precisam ser limpas diariamente (Projeto: Portobello Shop Palmas)

O porcelanato é bom porque, além de ser bonito e durável, também é fácil de limpar. No entanto, alguns cuidados são necessários para mantê-lo sempre novo, principalmente para evitar qualquer resquício de coronavírus — que pode resistir por até nove dias em superfícies que não foram desinfetadas.

Limpe as superfícies constantemente

Porcelanato é bom quando está limpo. Então, nas casas e nos apartamentos em que não há suspeita de contaminação por coronavírus, a limpeza “profunda” deve ser realizada uma vez por semana.

No entanto, banheiros — incluindo paredes — devem ser limpos diariamente e pisos precisam ser varridos com a mesma frequência.

Evite produtos ácidos e cerosos

Observe a composição do produto de limpeza e evite se houver ácido fluorídrico (normalmente destinado à limpeza do alumínio) ou muriático (como xampu para pedras), além de flúor e seus derivados.

Outros produtos que também devem ser evitados são os destinados a retirar ferrugem de tecidos, ceras e impermeabilizantes.

Dilua a água sanitária

Como dito, é importante evitar substâncias de caráter ácido. Mas você pode usar água sanitária, desde que não a aplique diretamente no porcelanato.

Para isso, dilua o produQue o porcelanato é bom, você já sabe. Mas acredita que o revestimento também pode ajudar a manter a saúde dos moradores da sua casa? Confira!to em água (uma parte de água sanitária para cada nove partes de água) e deixe o piso úmido antes de limpá-lo. Depois, enxágue para remover resíduos.

Atenção! Essa recomendação não vale para porcelanatos técnicos (sem esmalte), porque esse revestimento não deve ser limpo com nenhum produto que contenha cloro. Use, então, o detergente neutro ou o saponáceo cremoso.

Viu como o porcelanato é bom para manter uma residência sempre higiênica? Mas uma boa limpeza deve se estender a todos os cômodos e móveis. Confira agora como limpar a casa em tempos de pandemia!

Nenhum comentário

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *