Menu
Projetos e Obras
Busca
Personalização de ambientes: tudo o que você precisa saber sobre

Conteúdo Tendências

Personalização de ambientes: tudo o que você precisa saber

11/01/2019

A tendência é crescente em vários cômodos, por isso, descubra quais são os benefícios e saiba como aplicá-la — inclusive, com os porcelanatos.

A decoração de um lar precisa ir além das tendências. Para garantir conforto, bem-estar e elementos únicos, é essencial considerar a personalização de ambientes. Esse é um processo que faz com que as características de cada um estejam impressas nas principais escolhas do local.

Além do mais, é bem democrático e pode ser executado em diversos tipos de projetos. No final, a intenção é criar algo que transmita os gostos e os interesses de quem ocupa aquele espaço.

Mas, afinal, como conseguir esse resultado da melhor maneira? Veja, neste conteúdo, tudo o que você deve saber para conquistar bons efeitos!

Por que optar pela personalização de ambientes?

A personalização é uma forma de diferenciar os espaços de acordo com os interesses e preferências de cada um. Para os arquitetos, isso significa criar elementos únicos e que considerem as características de seus clientes. Ou seja, é algo que permite pensar em composições que vão além do básico e que atendem aquilo que cada indivíduo necessita.

Optar pela personalização, portanto, é um meio de explorar novas possibilidades em relação ao imóvel — especialmente, quanto aos residenciais. Para os profissionais, ainda, é um jeito de utilizar a criatividade e aumentar a proposta de valor do projeto.

Benefícios da personalização de ambientes

Ambiente com harmonia e sofisticação – Lana Rocha

Quando planejada corretamente, a personalização de ambientes garante efeitos muito positivos — tanto para quem projeta quanto para quem vive no espaço. A seguir, veja quais são as maiores vantagens de recorrer a essa possibilidade e entenda os impactos dessa decisão.

Criação de um resultado único

Para que a personalização do ambiente seja obtida totalmente, é preciso ponderar as necessidades específicas de quem vai utilizar o local. Isso faz com que cada projeto leve em consideração elementos únicos: personalidade, objetivos, preferências e assim por diante.

O resultado aparece na forma de algo diferenciado e que não é mera repetição do que surge nas inspirações de decoração. Como consequência, os lugares se tornam especialmente úteis para quem os utiliza.

Acima de tudo, é um jeito de selecionar o que faz sentido para cada pessoa, em vez de apenas repetir tendências e inspirações.

Garantia do senso de exclusividade

Sala de estar projetado por Tatiana Mello

Quem não deseja estar em um espaço que mais parece um refúgio? Elaborar um canto dessa maneira é possível, justamente, por meio da customização das escolhas. Do revestimento aos itens decorativos, tudo deve exprimir a personalidade de quem utiliza o lugar.

Como nenhuma pessoa é igual à outra, o resultado é um projeto diferenciado e que chama a atenção por reunir qualidades de um modo especial. No final, isso é responsável por gerar um senso de exclusividade, ou seja, a ideia de que não existe nenhum outro local como esse. Para os profissionais, é um jeito de reforçar o portfólio e de conseguir um resultado ainda mais interessante.

Aproveitamento máximo do espaço

Loft projetado por – GEBARA & FILÁRTIGA ARQUITETOS

Cada área tem as suas próprias características. Pode ser que um lar não tenha uma iluminação tão boa, o que exige medidas específicas para mudar esse cenário. Em outros casos, o imóvel tem uma configuração diferenciada e que deve ser valorizada corretamente.

Nesse sentido, a personalização surge como um elemento que ajuda a tornar o espaço muito bem aproveitado. Já que são consideradas todas as questões específicas sobre o lugar, o resultado é que cada centímetro quadrado é usado da melhor forma.

Com a realização de um bom projeto, é possível corrigir as principais falhas ou dificuldades e valorizar os pontos positivos.

Atendimento a necessidades específicas

A personalização tem o papel de avaliar os gostos e interesses e, também, as exigências. Na hora de planejar as escolhas para um lar, por exemplo, ela avalia quem são as pessoas que utilizam o ambiente, qual é a função de cada espaço e quais são as necessidades arquitetônicas e de decoração.

Esses aspectos permitem chegar a um resultado que garante muito bem-estar e conforto. Afinal, os lugares são pensados de forma específica para que nenhum aspecto importante seja desconsiderado. Como consequência, o local é utilizado com intensidade.

Fortalecimento da satisfação

Como faz com que todas as necessidades sejam analisadas, a personalização de ambientes é responsável por aumentar o nível de satisfação. Os moradores de uma casa, por exemplo, passam a ter uma impressão otimizada do cômodo e do seu uso.

Para os profissionais, como os arquitetos e os designers de interiores, também é algo importante. Criar projetos personalizados melhora a percepção dos contratantes e ajuda a manter os clientes sempre por perto. Além disso, é um jeito de reforçar a própria atuação, o que permite consolidar o desenvolvimento na carreira.

Para que serve a personalização de ambientes?

Com tantas ideias e inspirações disponíveis, é normal se questionar por que a criação de projetos individualizados deve ser considerada. O fato é que pensar em uma proposta customizada tem diversos objetivos, sendo que obter a boa experiência com o contratante é uma das principais.

Para entender melhor esse aspecto, veja para que serve a personalização de ambientes e entenda os impactos que ela pode causar.

Atender a necessidades específicas

Naturalmente, a principal motivação para criar um projeto personalizado é atender às exigências específicas de quem contrata. Em um ambiente comercial, por exemplo, é fundamental que todas as escolhas sejam feitas de modo a favorecer a atividade. Então, é preciso recorrer a elementos únicos.

Também é o caso de quem deseja ter mais conforto ou aproveitar melhor a planta. Nesse sentido, o principal objetivo é garantir a satisfação e o bem-estar de quem realiza as solicitações.

Valorizar o ambiente

Como visto, um local com projeto customizado é completamente aproveitado. A escolha de revestimentos, móveis e disposições específicas faz com que cada pedaço cumpra o papel para atender a certas funções. Tudo isso deixa o ambiente mais valorizado.

Para entender melhor, basta pensar em uma roupa feita sob medida. Quando isso acontece, é possível considerar as necessidades de cada corpo, o que favorece o caimento. Com os projetos arquitetônicos é a mesma coisa, os pontos específicos são valorizados e destacados, o que otimiza o efeito.

Transmitir características dos ocupantes

A etapa também tem a função de imprimir a personalidade dos ocupantes. Em uma casa, por exemplo, é importante que todos os moradores se “enxerguem” nos detalhes definidos. Eles representam tanto os gostos e interesses quanto as principais necessidades em relação ao uso.

O processo faz com que o lugar tenha a cara de quem o ocupa. Isso ajuda a construir uma experiência consistente, autêntica e que realmente conversa com os principais interesses de quem aproveita o local.

Conquistar diferenciação


Varanda Gourmet – Lucilene Callegari

Outro ponto importante é que a personalização de ambientes, naturalmente, leva a uma diferenciação. Como ninguém tem gostos, interesses e personalidades exatamente iguais, os projetos não são idênticos.

Trata-se de uma forma de conseguir o tal senso de exclusividade e de se diferenciar, mesmo ao seguir algumas tendências. Em longo prazo, inclusive, isso ajuda a não “enjoar” do resultado, o que oferece mais durabilidade para a criação.

Contar histórias por meio da decoração

Um arquiteto que elabora um projeto personalizado tem a chance, acima de tudo, de revelar características e estabelecer uma narrativa. Graças às escolhas de cores, formas e posições, é possível transmitir a personalidade das pessoas e contar histórias.

Isso, inclusive, tem a ver com a capacidade de obter um resultado único. Afinal, há uma mistura da visão dos ocupantes com a do profissional, o que dá origem a um jeito diferente de usar os diversos componentes.

Quais os principais ambientes que podem ser personalizados?

A personalização de ambientes também é atraente porque é bastante versátil. Ela permite recorrer a diversas possibilidades, de modo a incluir todos os cômodos de um lar, por exemplo.

Inclusive, a opção não se limita à atuação residencial. Desde que tudo seja feito com as características adequadas, é possível chegar a um ótimo desempenho. Na sequência, veja quais são os principais locais que podem passar por essa etapa.

Personalização de ambientes como quartos

O quarto deve ser um dos ambientes mais aconchegantes da casa. Ao mesmo tempo, é um dos mais privados e pessoais. É o local de relaxar, descansar e, para algumas pessoas, até de trabalhar. Independentemente se ele é de casal ou de solteiro, é possível criar uma composição customizada.

Um jeito muito eficiente de fazer isso é recorrer a motivos que atraem o interesse de quem o ocupa. Em geral, é difícil utilizar certos elementos em áreas comuns. Então, o espaço é ideal para refletir os gostos. Também pode ser planejado de modo a favorecer o conforto, maximizar a área de armazenamento e assim por diante.

Personalização de ambientes como salas

As salas, como a de estar, a de TV e a de cinema, são o cartão de visitas de um lar. Elas dão uma boa ideia de como é o restante da casa e, muitas vezes, são as principais áreas frequentadas pelos convidados.

O truque é, justamente, escolher elementos que combinem e reflitam a personalidade dos moradores. A intenção é fazer com que as pessoas enxerguem um pouco de cada morador no lugar, que deve apresentar uma identidade visual consistente.

Personalização de ambientes como cozinhas

Pode até não parecer, mas um dos pontos mais ricos em possibilidades de customização é a cozinha. Esse espaço permite realizar definições diversas, como acabamento dos eletrodomésticos e das bancadas, disposição de objetos e estilo dos armários.

Também é possível elaborar projetos integrados ou não, com ilha ou sem e assim por diante. Tudo depende das preferências de quem utiliza a região e das características dos demais locais. No final, é um cômodo onde se pode fazer muito.

Personalização de ambientes em lofts

Os lofts são altamente integrados devido à falta de paredes. Inspirados em moradias nova-iorquinas, oferecem várias possibilidades. Ao mesmo tempo, é preciso saber aproveitar bem o espaço que está disponível. Diante das limitações físicas, considere as necessidades para definir a melhor configuração do local.

Nesse caso, o objetivo não é apenas estético, mas, principalmente, funcional. A meta é explorar todo o potencial da moradia, com conforto e praticidade.

No meio da personalização de ambientes em lofts, ainda é necessário considerar elementos que trazem personalidade e que reflitam os gostos. Assim, é possível elaborar algo aconchegante e que serve ao cotidiano de modo completo.

Personalização de ambientes para crianças

Os locais infantis também podem receber diversos critérios de customização. No quarto de bebê, por exemplo, a escolha do tema ajuda a compor uma proposta lúdica, acolhedora e que tem tudo a ver com essa fase.

Conforme a criança cresce, surgem novos interesses e necessidades. O berço tem que dar espaço à área de brincar e, posteriormente, à de estudar. Novamente, a personalização vem a calhar — inclusive, para transmitir os gostos do morador mirim.

Há, ainda, pontos como brinquedotecas, salas de leitura e de atividades. Esses locais aceitam muito bem elementos personalizados e que conversem com a proposta de estabelecer uma experiência diferenciada.

Personalização de ambientes externos como varandas

Não é apenas o espaço dentro de casa que pode ser individualizado. É possível investir na customização de locais como a varanda ou o jardim. Dependendo do caso, cria-se uma extensão nessa área e o conforto da família aumenta.

O principal foco da personalização é a utilidade. Há varandas que servem para apreciar a vista, enquanto outras são ótimas para ler um livro ou conversas. Escolher a alternativa ideal para cada necessidade familiar é essencial, de modo que o local seja bem aproveitado.

Personalização de ambientes comerciais

Além dos locais residenciais, os imóveis comerciais também podem — e devem — passar por essa etapa. O fato é que a escolha de elementos personalizados é essencial para diferenciar a marca e garantir que o empreendimento se destaque em relação aos concorrentes.

Os componentes servem para manter o alinhamento com a identidade visual, o que favorece a construção do posicionamento do negócio. Para completar, a intenção é criar uma experiência agradável e consistente para os consumidores.

Essa etapa, portanto, é responsável por dar vida ao empreendimento de forma completa, como pela disposição das mesas, balcões ou elementos pendurados na parede. Sem isso, a chance de se destacar é nula.

Como colocar em prática a personalização de ambientes?

Há muitos tipos de personalização disponíveis no mercado. Isso torna possível utilizar vários componentes para criar um resultado diferenciado. Tudo depende dos objetivos e, é claro, das solicitações de quem contrata o projeto. O tipo de ambiente também influencia as decisões que são tomadas.

Na sequência, veja como colocar esse processo em prática e entenda quais são as possibilidades para explorar as diversas personalidades.

Uso de objetos pessoais

Para imprimir personalidade ao ambiente, é válido recorrer a objetos pessoais de diferentes tipos. Vale a pena investir em lembranças de viagens e itens típicos trazidos de outros países.

Também é oportuno apostar em quadros com fotos profissionais tiradas pelos moradores, livros favoritos, presentes especiais e até porta-retratos — desde que sejam usados com bom senso.

Seleção de obras de arte

Sala de estar personalizada com cobogó – Fernanda Belotto

Os gostos das pessoas normalmente são diferentes quanto às obras de arte — o que agrada uma pessoa pode não chamar a atenção de outra. Para fazer a personalização de ambientes, nada melhor do que aproveitar essa possibilidade.

Escolher quadros, gravuras e esculturas aumenta o valor agregado do projeto, conversa com o restante da decoração e oferece um toque de exclusividade — especialmente, no caso de peças únicas.

Seleção de cores e estampas

Outra forma de personalizar um espaço é escolher a paleta de cores e tudo que diz respeito a esse aspecto. Decidir pintar uma parede com um tom, recorrer a móveis coloridos ou criar uma composição pastel são apenas alguns exemplos de como trazer autenticidade para o seu cantinho.

Também vale investir em estampas e, inclusive, em misturar algumas delas. Isso demonstra ousadia e serve para marcar a personalidade de um jeito muito interessante.

Organização diferenciada do espaço

A maneira como os itens são dispostos determina a personalização. Ao utilizar uma estante como divisória entre ambientes de um loft, há um toque único na decoração. O mesmo vale para criar corredores específicos de circulação ou de elaborar áreas diferentes para os móveis.

Acima de tudo, é importante que a organização sirva para atender a propósitos e necessidades do lar. Assim, existe muito mais conforto.

Como conseguir a personalização de ambientes por meio do porcelanato?

Além de usar todos os componentes anteriores, o revestimento é uma escolha que não deve ficar de fora. A definição da cor do piso, por exemplo, já é capaz de criar um resultado diferente do que é proposto em um ambiente pronto.

Nesse cenário, o porcelanato se destaca. Ele aparece em vários tamanhos e com diversos padrões. Além dos lisos, coloridos e estampados, há os que reproduzem visuais variados, como pedra ou madeira. A escolha correta, portanto, transmite a mensagem desejada sobre o espaço.

O importante é recorrer a peças de qualidade e que sejam antenadas com as tendências. Assim, é possível customizar sem deixar de lado as tendências e novidades, o que dá um toque fresco ao espaço.

Como é a personalização de ambientes com porcelanato da linha Home & You?

Por falar em lançamentos, a Portobello traz uma nova possibilidade em porcelanatos. A personalização de ambientes com a linha Home & You oferece alternativas para todos os gostos e estilos. Ela permite compor cômodos de todos os tipos, sem deixar de imprimir um toque único. A seguir, veja quais são as escolhas disponíveis.

Athos Bulcão

Em parceria com a Fundação Athos Bulcão, a edição especial é em comemoração aos 100 anos desse artista brasileiro.

O desenvolvimento dos porcelanatos foi feito por Lígia de Medeiros, Alexandre Mancini e Paulo Humberto. Com inspiração no trabalho de Bulcão e variedade de cores, as peças podem ser paginadas de modo único, o que garante a personalização e verdadeiros painéis.

Casablanca

Com bordas levemente irregulares e um brilho especial, esse porcelanato é capaz de levar o seu ambiente para Marrocos.

A variedade de cores primárias e em tom pastel, além do branco, preto e cinza, permite criar composições de vários tipos.

Superquadra

Inspirados na Semana de Arte Moderna de 1922, essas peças trazem ladrilhos repaginados e grandes formatos.

A composição não fica óbvia e também permite brincar com a justaposição. Assim, é possível usar um modelo na parede e o outro no chão. Embora harmonizem, não são iguais e dão uma personalidade extra.

Biscuit

Com várias texturas, esse pequeno porcelanato retangular promete criar revestimentos únicos.

São usados na horizontal ou na vertical, intercalados ou estabelecem padrões específicos. Aparecem em branco e terra, o que ajuda a compor ambientes clean ou com uma proposta rústica.

Brickstar

Em formato de tijolo, o revestimento traz a ideia de ter sido feito à mão. Além das cores diferenciadas, apresenta texturas destacáveis.

A grande questão é que cada peça tem um padrão único de esmalte. O produto se transforma com as altas temperaturas e nenhuma peça é idêntica — o que potencializa o conceito de customização.

Ripa Mood

Para quem deseja compor uma ideia de madeira, sem abrir mão do porcelanato, o Ripa Mood é ideal.

Os painéis incluem formas e texturas diferenciadas, como ranhuras que lembram o mármore. Em diferentes cores, permite utilizar recursos como o degradê para dar divertimento.

Area

Além de trazer peças únicas em preto e branco absolutos, a versão Area também conta com grandes formatos e estilos recortados.

Além de linhas assimétricas, oferece peças de canto. Elas podem ser justapostas para criar um padrão geométrico que tem tudo a ver com a modernidade. Como cada paginação é feita com uma proporção, o resultado se destaca.

Biarritz

Inspirado no mármore francês, o Biarritz reproduz com perfeição esse material. Os veios formam camadas de cores que trazem profundidade e um efeito único.

Tanto na versão clara, quanto na escura, é uma possibilidade para quem deseja obter um aspecto refinado e quase minimalista.

A personalização de ambientes é um processo que deixa qualquer espaço mais bonito e autêntico. Para criar projetos do tipo, é interessante pensar nos objetos, nas cores e até no porcelanato. No final, a composição chamará a atenção pelos motivos certos.

Criou um projeto personalizado que se destacou? Cadastre-o no Archtrends e inclua em seu portfólio! E não deixe de compartilhar este conteúdo nas suas redes sociais.

Nenhum comentário

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *