Menu
Projetos e Obras
Busca

Conteúdo Matérias

4 maneiras de inovar utilizando pastilhas de vidro no banheiro

08/06/2018

Pastilhas de vidro são um charme, mas como inovar de verdade ao aplicá-las? Essa pergunta já passou pela cabeça de vários arquitetos como você. Neste post, conversamos com alguns deles para entender como, afinal, eles conseguiram aliar pastilhas e inovação!

Você já usou pastilhas de vidro no banheiro ou tem vontade de usar? Uma olhada nos projetos cadastrados por arquitetos de todo o Brasil no Archtrends Portobello dá a pista: não é só você que admira essas peças.

Uma história interessante é da Ana Flávia Peres, de São Paulo, que conversa conosco sobre o trabalho dela em um lavabo e uma suíte master, nos quais utilizou diferentes pastilhas.

“Esse projeto foi a reforma de um apartamento em um prédio que tinha uns 50 anos e nunca havia sido reformado. Os banheiros tinham aqueles ladrilhos azuis, banheira de louça cor-de-rosa, tudo muito antigo, original do prédio. Os clientes queriam uma coisa mais moderna, eles não gostam desse estilo vintage, antigo, e queriam um apartamento com cara de tudo novo”, ela conta.

“Eu fui com os clientes na Portobello Shop e escolhemos todos os revestimentos para os banheiros, e eles gostavam bastante de pastilhas. Para inovar, escolhemos algumas bem diferentes”, ela continua.

Quer saber como ela e outros arquitetos conseguiram modernizar o uso do material? Veja agora algumas dicas para aprender a fazer o mesmo!

1. Pense nos formatos das pastilhas

No lavabo, Ana Flávia e os clientes resolveram ir além do quadradinho: “Escolhemos pastilhas com formato de bolinhas (Dots Ash)”. O apartamento foi reformado há alguns anos e, embora o produto já não circule, existem outras pastilhas da linha New York Collection em formatos diferentes que você também pode aplicar:

Ana Flávia utilizou as pastilhas de vidro redondas em duas paredes (uma dentro e outra fora do box), além do nicho na área de banho. “Como o banheiro só tinha esse aspecto de decoração, optei por colocar pastilhas em trechos grandes de parede, para destacá-las bastante”, explica.

Na suíte, ficou com o formato quadradinho, como conta: “No banheiro do casal, como eles gostam muito de verde, a gente escolheu a Mix Emerald. E, pra não ficar aquela coisa padrão, de colocar só em uma parede de box, eu optei por fazer algumas faixas horizontais e uma faixa vertical de pastilhas entre os espelhos, como há duas cubas”.

2. Trabalhe bem a iluminação e as cores

Outra profissional que adora pastilhas é a designer de interiores Ruth Regis, da Bahia. Ela gosta de dar um toque especial às aplicações do material, e um dos segredos para isso é a iluminação.

Em um dos projetos que ela cadastrou no Archtrends Portobello, instalou uma faixa de LED azul sob o espelho e, ao redor, aplicou pastilhas Argento. “Normalmente, não se usa iluminação colorida no banheiro, tanto que a iluminação geral do cômodo ainda é quente, e também há um pendente com iluminação quente. O efeito azul foi para dar um destaque na pastilha e para o banheiro ter um diferencial”.

Ela dá outra dica para decorar com esse material: “Eu também coloco as pastilhas em áreas em que vão ser destacadas ou refletidas, sempre posiciono um espelho próximo para elas terem uma duplicidade, um campo visual maior”. É uma estratégia que aparece em outros projetos do Archtrends Portobello, como o banheiro desenhado por Aline Molina, de Brasília.

Também vale investir nas cores. O M Mazza Arquitetura preferiu manter as pastilhas apenas na área do box, mas escolheu um tom vibrante de vermelho para destacá-las, dando um ar bem moderno ao ambiente.

Se, como ele, você gosta de um colorido a mais, pode se interessar por peças como as pastilhas Ametista e a Turmalina.

3. Não se limite aos detalhes

Perguntamos ao Blácio Júnior do Ramella Arquitetura, Rio Grande do Sul, o que ele considera inovar no trabalho com pastilhas. Ele respondeu: “É não usá-las como detalhe”.

Os dois projetos de banheiro que ele cadastrou no Archtrends Portobello refletem bem essa ideia. No banheiro da sala de reuniões da antiga sede do escritório, em Capão da Canoa, utilizou pastilhas Point Gold douradas em uma parede inteira.

Ele também trabalhou em uma área abrangente no projeto para o lavabo de outro escritório, dessa vez em Porto Alegre, onde já havia cerâmica no ambiente: “Em cima da cerâmica, a gente colocou as pastilhas da parede e, no chão, é a mesma pastilha”. Inusitado, não?

“Eu já fiz isso em outros banheiros. Geralmente, mais próximo da pia, ou depois da área de passagem das pessoas, porque não é uma pastilha indicada para colocar no piso, então ela precisa ser decorativa. Em um lavabo, não há circulação sob a bancada, então a gente a ilumina por baixo e coloca essa aplicação de pastilha no piso”, comenta.

Janine Dal Prá (Chapecó, Santa Catarina) também apostou nas pastilhas no piso. Ela aplicou as Mix Corten em uma suíte — mas só em uma pequena faixa.

4. Aproveite as vantagens técnicas

Utilizar pastilhas de vidro no banheiro não se resume a se preocupar com a beleza. Esse material traz vantagens técnicas para a obra, como afirma a arquiteta Ruth Regis: “Eu sempre trabalho com pastilhas em lavabos, por questão de estética e também por facilidade de instalação”.

As pastilhas são realmente muito fáceis de instalar, já que elas podem ser colocadas sobre outros revestimentos, como lembra o arquiteto Blácio Júnior: “A gente usa muito pastilhas em reformas, porque, por exemplo, se eu tenho um apartamento antigo e ele tem um azulejo mais antiquado, a gente aplica as pastilhas com silicone sobre ele”.

Ele também acredita que elas sejam uma alternativa interessante em reformas quando se quer evitar bagunça demais: “Como muitas placas são de 30×30cm, é muito mais fácil. São cortadas só com estilete, então não tem sujeira”.

E quem se preocupa com a limpeza das peças depois da instalação pode ficar tranquilo: elas são de fácil manutenção, e são limpas simplesmente com água e sabão neutro. Também há quem questione se a argamassa não causa manchas, mas isso também não é problema. Basta aplicar argamassa clara para pastilhas de tons suaves e, para pastilhas escuras, usar uma argamassa semelhante.

Assim como Ana Flávia, Blácio e Ruth, você se encantou com as pastilhas de vidro no banheiro? Faça como eles e entre em contato conosco! Vamos ajudá-lo a descobrir o melhor material para o seu projeto.

Nenhum comentário

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *