Menu
Projetos e Obras
Busca

Conteúdo Arquitetura

Fachadas modernas e sustentáveis: 7 passos para construir uma

08/11/2019

As fachadas são elementos arquitetônicos que embelezam e proporcionam bem-estar físico para quem trabalha ou reside no prédio. Sendo assim, é bom investir em uma fachada moderna e sustentável, tanto para proporcionar um bom design para o prédio quanto para o meio ambiente.

As fachadas dão vida ao edifício e o tornam único em meio aos tantos outros que estão em seu entorno. Ao utilizar cores, textura e materiais, podemos criar fachadas modernas e que funcionem como um mecanismo de bloqueio de calor.

Pensando nesses dois conceitos ─ modernidade e sustentabilidade ─ criamos uma lista de passos para você seguir e, assim, construir fachadas que diminuam o consumo de energia do ar-condicionado e que sejam verdadeiras obras de arte. Curioso? Então, vamos à leitura!

1. Considere a posição geográfica

Fachadas modernas e sustentáveis

Antes de iniciar o projeto é preciso analisar a posição geográfica que o prédio terá e qual é incidência solar que ele receberá na fachada durante todos os meses dos anos. A partir desse estudo crie soluções para que a fachada tenha uma melhor ventilação e para que ela não transforme o edifício em uma ilha de calor.

Sendo assim, considere melhorar a ventilação, optar por materiais mais adequados para a situação é ideal para a redução do gasto de energia dedicada para o resfriamento do prédio.

Para avaliar todos os pontos, utilize softwares para simulação, como o Equest e o Energyplus. Assim, você terá uma prévia de como ficará a temperatura interna do prédio com as soluções sustentáveis propostas.

2. Utilize materiais com bons níveis de SRI

O SRI é o Índice de Refletância Solar. Este índice mede o quanto um material consegue refletir a luz que vem do sol. Seu valor é um número de 0 a 1,0. Sendo assim, quanto mais próximo de zero, mais o material absorve a energia solar e quanto mais perto de um, mais ele a reflete.

Então, para que se tenha uma fachada sustentável é preciso utilizar materiais que tenham um SRI de, no mínimo, 0,28 nas fachadas e envelhecimento de 3 anos. Porém, se em sua pesquisa você não encontrar a informação sobre envelhecimento, opte por materiais com SRI de, pelo menos, 0,33.

Com o material certo é possível diminuir o consumo de energia do edifício quando este estiver em funcionamento. Pois, com menos energia solar sendo absorvida, menos quente será o ambiente interior. Assim, não será necessário gastar tanto com sistema de resfriamento, como o ar-condicionado.

3. Crie sombras na fachada

Para deixar a fachada do prédio sustentável há recursos arquitetônicos que proporcionam sombras e deixam o visual moderno, o brise-soleil é um exemplo. Ele começou a ser utilizado por Oscar Niemeyer no início do modernismo no Brasil. Podemos vê-lo no Edifício Gustavo Capanema e na Obra do Berço.

O brise-soleil é muito usado para bloquear a entrada da luz solar e, assim, reduzir a temperatura no interior do prédio. Mas, também, tem a função de auxiliar que a luz vinda do Sol entre no ambiente interior para que aumente a temperatura nas épocas mais frias do ano. Assim, ele diminui os gastos com climatização e também proporciona mais beleza para a fachada.

Com relação aos materiais que podem ser utilizados para criar um brise-soleil estão o alumínio, o aço, a madeira, o PVC e o concreto. Esse tipo de estrutura é muito versátil, pois ela pode ser fixa ou móvel, na vertical ou horizontal e, ainda, pode se criar desenhos em curvas.

4. Invista em paisagismo

Fachadas modernas e sustentáveis

Utilizar o paisagismo é outra forma de trazer modernidade e sustentabilidade para a fachada das construções. Quando é feita uma parede verde, por exemplo, com trepadeiras e outras plantas que podem ser fixadas na fachada temos uma diminuição da incidência da luz solar direto na fachada.

A exemplo, os telhados verdes conseguem diminuir a temperatura interna de uma casa em alguns graus. Sendo assim, invista em um belo paisagismo. Porém, prefira plantas que gerem sombra a curto prazo e que necessitem de média a baixa irrigação.

Dessa forma, se tem uma bela fachada verde, sem gastar água em excesso e proporcionando os benefícios em um curto espaço de tempo. Para isso, é interessante fazer uma parceria com um paisagista, pois ele vai saber indicar as melhores plantas para o projeto.

5. Dê espaço para a ventilação

Fachadas modernas e sustentáveis

A fachada tem grande importância para uma construção. Além dela ser a primeira impressão do edifício, ela tem a função de proteger a área interna e servir de camada de troca entre o interior e o exterior.

Assim, é preciso pensar também na ventilação que ela vai proporcionar para o ambiente interno. Por exemplo, digamos que a fachada vai ser toda em vidro. Porém, nenhum deles foi projetado para abrir. Isso significa que o edifício vai se tornar uma grande estufa, recebendo luz solar e sem troca de ar.

Por isso, pense em como maximizar a ventilação e quais elementos devem ser colocados na fachada para que ela aconteça e mantenha a temperatura interna agradável. Por exemplo, o brise-soleil, citado anteriormente, é uma boa estrutura a ser utilizada quando se pensa em ter uma boa ventilação.

6. Reutilize materiais

Dependendo do projeto arquitetônico que você tem em mãos, pode deixar a imaginação fluir e pensar um pouco fora da caixa. Um elemento que não é tão convencional, mas que se escolhido bem pode fazer toda a diferença numa fachada sustentável é o material reciclável.

Quando se escolhe o material com textura e cor certa, é possível ter uma fachada moderna e sustentável. Afinal, não será preciso retirar mais material da natureza, é só reutilizar o que já temos.

São exemplos de materiais reutilizáveis para fachadas: portas e janelas de casas abandonadas, restos cerâmicos (telhas e pisos), objetos de plástico (garrafas PET e recipientes) e contêineres, por exemplo.

A questão aqui é saber fazer um bom uso deles, dispondo-os de maneira que pareçam uma obra de arte. Um exemplo, é o Museu de Arte Naju, da Coreia do Sul, em que sua fachada é constituída de cestos de plástico.

7. Utilize vidro duplo

Fachadas modernas e sustentáveis

O vidro pode ser utilizado em fachadas, desde que haja ventilação e que ele evite que a luz solar entre e aqueça o ambiente interno. Para isso, uma boa solução é o vidro duplo. Por reduzir a troca térmica, opte por vidros mais grossos, mas sem esquecer de criar mecanismos de troca de ar.

Assim, com apenas um elemento você consegue diminuir a temperatura interior, permitindo que haja economia de energia com a climatização. Uma dica aqui, é que quando a fachada não tiver um brise-soleil é interessante colocar vidros coloridos, principalmente na cor verde, pois ele cria o efeito de sombra.

O que a Portobello tem para a fachada dos seus clientes?

Fachadas modernas e sustentáveis

Quando o assunto é sobre sustentabilidade e fachadas modernas a Portobello dispõem de ótimos materiais. Concreto, argila, madeira, porcelanato, metal e sintético são alguns deles.

Pensando nas possibilidades para criar brise-soleils, você encontrará Araucária Natural e Amendola Pinhais, que são tipos de madeira. Já as opções em metais são Steel Blue, Steel Concept e Steel Black.

Para os detalhes, é possível utilizar os porcelanatos, como o Chevron Golden Calacata, o Tiffany Brasilia Concreto Cinza, o Pavone Mineral Concreto Aparente, entre outros. São muitas as opções de materiais para a fachada. Então, sugerimos olhar todas elas e analisar quais que combinam melhor com o projeto do seu cliente.

Criar fachadas modernas e sustentáveis requer de um estudo prévio e recursos arquitetônicos que possibilitem diminuir a temperatura interior do edifício, para que não se consuma tanta energia na climatização. Além disso, é necessário analisar quais materiais utilizar para que o estilo fique bem destacado.

Convidamos você a cadastrar seu projeto de fachada de edifício no Archtrends. Assim, ele estará visível para todos os visitantes do nosso blog!

2 Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *