Menu
Projetos e Obras
Busca

Conteúdo Matérias

Veja como incorporar uma escada suspensa no ambiente de casa

24/08/2018

Moderna e elegante, esse tipo de escada funciona muito bem tanto em ambientes internos quanto externos. É interessante o efeito que transmite, como se estivesse flutuando em frente às paredes ou no centro dos cômodos. Quer saber como integrar o modelo aos seus projetos residenciais? Siga a leitura conosco!

Para muitos profissionais da área da arquitetura, as escadas têm funções que vão além de conectar pavimentos. Sejam simples ou ousadas, algumas dessas estruturas também podem fazer parte da decoração e abrigar novos ambientes. É o caso da escada flutuante, também conhecida como escada suspensa.

O modelo vem ganhando popularidade devido ao design inovador e configuração diferenciada, que dá a impressão de que os degraus permanecem pairando no ar. É difícil encontrar quem não se apaixone ao visualizar um exemplar pela primeira vez.

Mas e você? Pretende incorporar escadas suspensas nos próximos projetos? Então acompanhe as orientações deste post para fazer isso da melhor maneira e encantar seus clientes!

Pense em estética e funcionalidade

O segredo das escadas suspensas está justamente na instalação. Nesse processo, os degraus são apoiados em um único ponto, que pode ser uma parede — solução mais comum — ou uma estrutura central que interliga todos os degraus.

O objetivo é “esconder” os pontos de apoio para fazer com que o observador, ao olhar para a escada, tenha a impressão de que ela está flutuando. O resultado é um elemento sofisticado e, ao mesmo tempo, surpreendente para compor ambientes residenciais.

O modelo pode ser construído em diferentes locais da casa, como salas, halls de entrada/acesso, garagens e até áreas externas. Mas antes de propor a ideia para seus clientes, é importante refletir sobre os aspectos a seguir.

Formato

Como qualquer outra escada, a suspensa pode ser concebida em diversos formatos. Claro que as possibilidades muitas vezes são limitadas pelo tamanho e configuração do ambiente, mas é válido conhecer os estilos para encontrar a melhor solução. Veja:

  • reta: tem apenas um lance (com ou sem patamar intermediário) e não muda de direção. É ideal para espaços compactos;
  • em L: é a escada reta que “dobra” para algum lado. O patamar costuma se localizar no trecho onde acontece o desvio de direção;
  • em U: se divide em dois lances que se interligam por um patamar e que seguem direções opostas;
  • helicoidal: também conhecida como caracol, essa escada contém um eixo central de onde saltam os degraus;
  • circular: diferentemente da helicoidal, não circula em torno de um eixo central. Em vez disso, faz curvas para diversas direções.

Utilidade

Além do básico, que é vencer o desnível entre pavimentos, quais serão as outras utilidades da escada? Os clientes pretendem mantê-la livre de qualquer item complementar, como se fosse uma escultura em meio à decoração?

Ou, por outro lado, desejam aproveitar o espaço sob a estrutura para montar um ambiente completo? Este pode ser um canto com bancos para sentar, um jardim de inverno, uma adega ou um altar simbólico. A área ainda permite embutir estantes para guardar livros e abrigar elementos decorativos, como estátuas e obras de arte.

Há pessoas que também gostam de aproveitar a superfície dos degraus para apoiar vasos com plantas, velas e ornamentos. De todo modo, é crucial discutir possibilidades e descobrir qual solução mais se encaixa nas exigências dos moradores.

Avalie os revestimentos do ambiente

É possível fazer uma escada suspensa em concreto, madeira, vidro, ferro ou com uma mistura desses materiais. Além da composição variada na estrutura e acabamento, o modelo ainda pode receber corrimãos de inox e alumínio, por exemplo.

Sempre avalie os revestimentos já presentes no ambiente para garantir uma composição harmônica. Em muitos casos, o porcelanato para escadas é uma excelente opção, visto que está disponível em vários modelos, com diversas cores, estampas e texturas.

Muitos reproduzem o aspecto de outros materiais, como mármore, pedras e madeira, o que facilita muito a escolha. Para ter uma ideia, é possível fazer diferentes combinações entre revestimento para escadas, pisos e paredes. Veja só:

Acompanhe a montagem de escada suspensa

Muitas escadas flutuantes não recebem corrimão e guarda-corpo para que o aspecto de leveza seja potencializado. No entanto, vale considerar a instalação desses elementos em casas que tenham a presença de crianças e idosos, a fim de aumentar a segurança.

Faça o acompanhamento da obra para se certificar de que tudo ocorra conforme esperado. A presença do profissional também permite observar se a execução está cumprindo as especificações técnicas básicas, como o cálculo das medidas da escada, largura, quantidade de degraus, tamanho dos espelhos, entre outras.

Procure boas referências de projetos

A arquiteta Rosana Piló acredita que a escada suspensa é um elemento que combina com qualquer tipo de decoração.

Inclusive, ela projetou um exemplar do modelo em uma sala residencial para uma família moradora de Belo Horizonte (MG), região da Pampulha. A reforma teve como objetivo a modificação da velha escada.

Considerada perigosa, a antiga estrutura apresentava degraus curtos demais, o que fazia com que os moradores e seus convidados escorregassem. Rosana propôs uma solução para deixar o local mais seguro e confortável.

“O espaço era bem pequeno, então tive que checar o melhor tipo de escada e o melhor material para ela”, destaca a profissional. Após vários estudos e análises, a decisão foi tomada: uma estrutura metálica e piso de madeira. O projeto teve êxito e atingiu o objetivo do cliente.

Construção da escada

No processo construtivo da escada flutuante, a estrutura metálica foi apoiada na laje da cobertura e do piso, depois chumbada na viga de concreto.

A arquiteta dá mais detalhes: “Os degraus são de madeira ipê. Nos giros da escada são triangulares, feitos de peças de 80×80cm. Nos demais, são peças de 25×80cm, o que é um espaço confortável”.

O piso foi parafusado na estrutura metálica. Há massa plástica na base da estrutura e massa para calafetar (da cor da madeira) nos degraus. Após as primeiras fotos, a escada recebeu um corrimão de inox.

Escolha do modelo suspenso

A escada foi apenas o ponto de partida do trabalho de Rosana, que também realizou uma intervenção na sala e no quarto de casal. A escolha do modelo suspenso foi motivada por um conjunto de fatores além da estética.

Segundo a arquiteta, “esse tipo de escada, com esse material, é mais leve e mais rápida de instalar”. Além disso, havia necessidade de manter espaço livre sob a estrutura, o que foi possível com a utilização dos degraus flutuantes. Por fim, a intenção era evidenciar a escada, e não escondê-la. “Eu queria que ela fosse escultural”, completa.

Ganho de espaço

Como a sala é pequena, Rosana deixou uma mesa articulada embaixo da escada. Assim o móvel não ocupa área útil do ambiente e pode ser montado/utilizado apenas nos dias em que os moradores recebem visitas de amigos ou familiares.

Seleção dos revestimentos

Rosana queria um fundo cinza para evidenciar o tom marrom da madeira presente nos degraus. Sendo assim, optou por revestir todo o piso da sala com Concreto Grafite. As peças também sobem para a superfície localizada atrás da escada e compõem os rodapés das paredes laterais.

Para complementar, a arquiteta instalou uma luminária de cobre na sala. “A família para quem eu fiz esse projeto é mais moderna, os móveis que eles têm e que compramos são mais modernos, então eu já fiz a escada pensando no gosto de decoração do cliente”, finaliza.

E você? Quer valorizar seus projetos com belos modelos de escada suspensa? Confira outros exemplos para se inspirar. Quanto mais referências positivas, mais as chances de encontrar soluções coerentes com as necessidades e preferências dos clientes.

Se deseja encontrar nossas dicas em outros espaços, acesse os perfis e páginas no PinterestTwitterLinkedInInstagramFacebook e Google+. Siga e fique de olho nas próximas publicações!

9 Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

  • Ronaldo Batista Fagundes says:

    Excelente dicas. quero fazer uma dessas na minha casa. o Detalhe é que não encontrei profissionais na Cidade de Cuiabá – MT. De qualquer forma, o conteúdo foi muito valioso pra mim.

  • Natália says:

    Preciso de uma escada com preço acessível de escada reta
    amei os modelos

  • Ana says:

    Fiz uma escada área utilizando perfil de ferro e madeira.Mas o acabamento não ficou legal por causa do atrito ferro madeira.O que fazer?

    • Portobello says:

      Olá, Ana,

      Nesse caso, recomendamos falar com um dos nossos consultores de uma loja mais perto de você. Acesse: https://www.portobello.com.br/onde-comprar
      Ou ligue para falar com nossa equipe do SAC ( o número também está no link acima).

      Grande abraço,Equipe Archtrends Portobello

  • Sheyla Matos da Silva says:

    Preciso de escada flutuante Por favor entre em contato comigo

    • Portobello says:

      Olá, Sheyla.

      Não entendemos, você precisa de porcelanato para uma escada ou de um projeto de escada?

      Para saber dos nossos produtos para escadas, indicamos falar com nossos consultores (clique aqui para achar a loja mais próxima de você).

      Já para saber que faz projetos de escadas, que tal pesquisar por profissionais no Archtrends? Clique aqui para encontrá-los.

      Grande abraço,
      Equipe Archtrends Portobello

  • Leite Pedro says:

    Boa tarde
    gostava de saber se voçé tamben fazem trabalhos no estrangeiro como no Luxemburgo?

    obrigado

    • Portobello says:

      Olá, Pedro,

      Sobre assuntos de porcelanatos Portobello no exterior, pedimos por gentileza que entre em contato com o Portobello America, neste link.

      Você também pode falar com nossos consultores pelo 0800 648 2002

      Grande abraço,
      Equipe Archtrends Portobello

      Grande abraço,
      Equipe Archtrends Portobello