Menu
Projetos e Obras
Busca

Bancada executada pela Officina recebeu cubas de louça de semi-encaixe (Projeto: Natsuka Interiores)

Conteúdo Entrevistas

Destino: design de interiores

27/11/2020

Kely Natsuka se encontrou como designer de interiores e, com apenas três anos do escritório Natsuka Interiores, já foi destaque nacional Officina Portobello.

“Eu gosto muito de revestimento. Nos meus projetos, o revestimento não é o segundo plano, não é só uma questão de precisar. Eu quero fazer dele uma peça decorativa, uma estrela para brilhar.” Com essa declaração, já fica claro porque a designer de interiores paulistana Kely Natsuka é tão parceira da Portobello. Os mármores Bianco Covelano, Oro Bianco, Nero Venato e St Martin, além dos azulejos Liverpool e Casablanca em diversas cores, estrelam seus projetos com protagonismo.

Kely Natsuka, designer de interiores a frente da Natsuka Interiores

Kely é apaixonada por design de interiores e pela obra em seus mínimos detalhes. A escolha dos revestimentos e suas combinações são bem planejadas, levando em conta fatores técnicos e estéticos. “Eu especifico com o maior cuidado, faço questão de ir à Portobello Shop Pacaembu, pois não é apenas um piso.” A designer acompanha de perto tanto o projeto, quanto a execução. “Sou o clichê de trabalhe com o que ama e nunca estará trabalhando”, brinca ela, que nunca se desliga dos projetos e dos clientes.

Rosa é a cor preferida de Kely Natsuka. Banheiro com azulejos Casablanca

Porém, a vocação demorou um pouco a ser descoberta. Ao sair da escola, Kely acabou optando pela faculdade de engenharia. Só se encontrou profissionalmente alguns anos depois, ao estudar Design de Interiores na Escola Panamericana, em São Paulo. Se surpreendeu com o quanto gostou do curso. “Eu chamaria de destino. É o que eu amo fazer e é a minha vida hoje”, afirma. Kely começou a atuar na área em 2013 e fundou a Natsuka Interiores em 2017. Hoje são 15 profissionais no escritório, entre engenheiros, arquitetos e outros profissionais técnicos, tocando 13 obras em andamento. 

Banheiro com azulejos coloridos Liverpool e bandeja Oasis, da Officina Portobello

“Eu estou lá para orientar o que fica bom e o que não fica, mapear vantagens e desvantagens, relatar experiências anteriores do que dá certo ou não, mas sempre respeitando o que querem os clientes”, explica. Por exemplo, no duplex na Barra Funda, a moradora sonhava com acabamentos acobreados na cozinha. Porém, a Natsuka Interiores identificou que os metais nesse tom são mais apropriados para banheiros – na cozinha de alto uso, podem sofrer com a gordura. Assim, o cobre entrou na fórmica dos armários superiores. “Confesso que não sabia se daria certo combinar cobre com mármore, cinza e madeira. Mas me surpreendi com o resultado no projeto 3D. São os gostos da cliente e o meu em harmonia”, relembra Kely.

Cozinha em Bianco Covelano, inclusive a bancada executada pela Officina. A cuba em inox tem sistema flush, para perfeito nivelamento com a bancada de porcelanato

Outra questão técnica dessa cozinha foi a bancada, executada pela Officina Portobello no mesmo porcelanato Bianco Covelano do piso e das paredes. Foi a primeira vez que Kely especificou a cuba de inox com sistema flush, em que a cuba fica perfeitamente nivelada à bancada. “Estava insegura, pois nunca havia utilizado, mas conversei muito com o pessoal da Officina, que já tinha essa experiência. Eles me tranquilizaram que daria certo e o resultado ficou muito bom. Não tem nenhum degrauzinho entre bancada, cuba e escorredor, então não acumula água e não fica nenhuma quina exposta”, conta a designer. Depois disso, a solução já foi replicada em mais cozinhas.

Outra cozinha da Natsuka Interiores com bancada da Officina Portobello e cuba de inox com sistema flush. Aqui, a bancada foi executada em Area Branco e a cozinha conta com pastilhas Cúbica

A Natsuka Interiores é entusiasta das bancadas de porcelanato em todos os ambientes: cozinhas, varandas gourmet, banheiros, lavabos e áreas de serviço. “Porcelanato foi feito para pisar, é uma superfície nada porosa. Estamos falando de uma resistência para o piso. Por que não seria resistente para bancada?”, questiona. Comparado a outros materiais disponíveis no mercado, nenhum tem resistência tão alta quanto o porcelanato. Após anos especificando e verificando a funcionalidade das bancadas da Officina, Kely está convencida que se trata da melhor opção. “Percebo que existe um cuidado na Officina com medição, fabricação. Eu confio que o resultado será a risca o que está no projeto”, atesta. 

Banheiro em Oro Bianco, modernizado pela marcenaria azul

Ainda nesse mesmo duplex, destaque para o banheiro de hóspedes. O revestimento da vez foi o Oro Bianco, que havia acabado de ser lançado na época do projeto. O estilo clássico do mármore foi quebrado com a marcenaria azul. “Gosto de cor e não sou muito clássica, apesar de ser apaixonada pelo Oro Bianco”, conta Kely. Bancada e nicho também são da Officina, no mesmo material. A cuba de louça é de semi-encaixe. “Para o meu gosto, sou fã das cubas de louça. Porém não ignoro que as cubas esculpidas em porcelanato são tendência e garantem um resultado muito minimalista”, conta Kely.

Banheiro em St Martin, com bancada Blocco Lava Piano dupla, da Officina Portobello

Foi o que ocorreu em outro projeto, para um banheiro em St Martin. Duas cubas foram perfeitamente esculpidas na bancada de porcelanato. “Para esse acabamento, só confio na Officina”, diz Kely. Os moradores se apaixonaram pela reprodução de mármore, que, por ser cinza, é muito contemporânea. “Entramos na loja e, antes mesmo de ver as opções, eles já disseram: queremos esse!”, relembra.

Sonatta Lavabo e azulejos Liverpool no lavabo da Natsuka Interiores

No entanto, nem sempre a decisão do revestimento vem tão fácil. Para o lavabo de outro projeto, foi escolhida a bancada Sonatta em Nero Venato e Bianco Covelano. O design de Jader Almeida foi, sim, paixão à primeira vista. Já para a parede, foram cogitados as pastilhas Cúbica ou um papel de parede, sem chegar a uma decisão. Como acabou sobrando azulejo Liverpool Black de outro ambiente, a moradora teve a ideia de trazer mais um elemento preto. Kely aprovou e sugeriu a paginação inusitada. “Gosto de acompanhar a obra por isso, é também um momento de criatividade”, diz.

Varanda gourmet com Lastras Nero Venaro e bancada e churrasqueira executadas pela Officina Portobello

Ainda falando em revestimentos pretos, na varanda gourmet de outro projeto brilha o Nero Venato. Como a churrasqueira era território dos homens dessa família, o preto foi escolhido por ser mais masculino. Porém, o teto rosa, cor preferida de Kely, logo quebra padrões rígidos. “Gosto de decoração sem gênero muito demarcado”, explica. Essa foi a primeira vez que Kely utilizou Lastras, porcelanatos em grandes formatos. “Nesse caso, não queria recortes na parede, então escolhemos o formato 90×180, para veios contínuos”, justifica. A churrasqueira e a bancada foram executadas pela Officina.

A sala integrada à varanda gourmet (Piso: Mineral)

É possível acompanhar as histórias desses e de outros projetos no perfil no Instagram @natsukainteriores, onde a designer compartilha seu dia a dia profissional de maneira espontânea, mostrando os desafios e acertos. Mais de 11 mil pessoas seguem seu vai e vem por São Paulo, de obra em obra, de loja em loja e no escritório. Porém, Kely confessa que não é tão íntima da rede social. “Muitas coisas para mim são óbvias, tenho dificuldade em ver conteúdo nos projetos”, revela. A contratação de uma assistente nativa digital “força” Kely a refletir sobre o que seria conteúdo interessante e a postar mais. Apesar da indicação boca a boca ainda ser a principal forma de captação de clientes para o Natsuka Interiores, o Instagram oferece uma projeção única. “Quando você fala muito sobre um assunto, se torna referência naquilo”, acredita.

Lavanderia com bancada executada pela Officina Portobello em Area Black

Kely não apenas é referência no Instagram, como também já foi reconhecida em prêmios. As recorrentes especificações de Officina renderam o Destaque Officina 2019, entregue no Prêmio Portobello +Arquitetura em março de 2020. O reconhecimento marcou a trajetória de uma parceria promissora, dado o crescente sucesso da Natsuka Interiores e a paixão da Kely por revestimentos e bancadas de porcelanato.

1 comentário

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *