Menu
Projetos e Obras
Busca

(Imagem: Luiza Vegini)

Conteúdo Correspondentes Internacionais

Conheça Cascais, um dos balneários mais charmosos de Portugal

01/11/2021

No post a seguir, compartilhamos detalhes sobre Cascais, um charmoso Balneário localizado próximo a Lisboa.

Localizada a apenas 40 minutos de trem da capital Lisboa, Cascais é uma das cidades mais procuradas pelos portugueses e turistas do mundo inteiro em Portugal. Um bate-volta para o badalado balneário é uma programação quase que obrigatória para os amantes da arquitetura portuguesa e de praias! 

A cidade é considerada um paraíso empoleirado no Atlântico, uma daquelas paisagens que certamente poderia ser enquadrada em uma pintura e inserida na parede.

Cascais (Imagem: Luiza Vegini)
Cascais (Imagem: Luiza Vegini)

Palácios suntuosos, com arquitetura extravagante e irreprimível, praias cercadas por rochas douradas esculpidas pelo vento, praças plácidas situadas entre restaurantes da moda e boutiques originais. 

Não é por acaso que esta cidade foi outrora o retiro de verão da realeza portuguesa e hoje mantém intacta a sua nobreza e sofisticação. Mas além de ser bela e elegante, também oferece belezas naturais invejáveis e, graças ao seu clima ameno, é um destino turístico perfeito durante todo o ano.

Cascais (Imagem: Luiza Vegini)

O trajeto para chegar até lá é lindíssimo, o Rio Tejo aos poucos abre espaço para a imensidão do Oceano Atlântico. O centro histórico está cheio de casinhas coloridas, edifícios elegantes, ruas românticas, bares, restaurantes e lojas – perder-se pelas ruelas é um dos passeios mais agradáveis a se fazer por aqui. 

Para os amantes de produtos frescos locais, o grande Mercado da Vila é recheado deles, abastecido todas as manhãs por agricultores e produtores.

Cascais (Imagem: Luiza Vegini)

O coração da parte histórica é a praça mais característica da cidade, a Praça 5 de Outubro, onde se situa o Palácio do Conselho, um edifício do século XVIII de rara beleza e onde se encontram tantos outros fascinantes edifícios de valor, a praça tem vista para a baía e oferece um dos mais belos cartões-postais da cidade.

Aproveitar um dia de praia e caminhar pela orla também é uma boa opção para admirar o panorama e a arquitetura da cidade.

Cascais (Imagem: Luiza Vegini)

Um dos pontos mais visitados de Cascais é a Boca do Inferno, uma caverna rochosa a céu aberto, possível de ser visualizada de um miradouro localizado logo ao lado – aqui a vista é encantadora, podemos observar e contemplar a imensidão da água enquanto acompanhamos o som do mar batendo nas rochas calcárias; o pôr-do-sol é maravilhoso!

Boca do inferno em Cascais (Imagem: Luiza Vegini)

A Cidadela de Cascais está localizada no edifício histórico desativado, o Palácio da Cidadela de Cascais, tutelado pela Presidência da República. 

Com a sua abertura ao público e recuperação da função de residência de verão do Presidente da República de Portugal, Cascais passou a contar com mais um espaço cultural de referência, no qual se espera apresentar uma programação regular de visitas guiadas e exposições temporárias, com iniciativas como conferências, seminários e lançamentos de livros.

Cidadela em Cascais (Imagem: Luiza Vegini)
Cidadela em Cascais (Imagem: Luiza Vegini)

Se você é um amante da arte de rua, recomendamos que visite um bairro muito particular, fora do centro da cidade, o bairro da Torre. É um bairro residencial popular formado, principalmente, por condomínios lotados.

Certamente esta área nova e relativamente pobre da cidade é muito diferente de seu centro histórico bem cuidado e valioso, mas graças à criatividade de diferentes artistas que decoraram as grandes paredes, o bairro tornou-se um lugar encantador.

Cascais (Imagem: Luiza Vegini)
A orla de Cascais (Imagem: Luiza Vegini)

Gostaram do post? Ficamos simplesmente apaixonados por Cascais, uma pequena cidade cheia de programações diferenciadas e agradável para escapar um pouco do agito da Lisboa cosmopolita, vale a pena conferir!

Compartilhe com a gente a sua opinião! 

LEIA TAMBÉM: Lisboa: Ontem, hoje e amanhã – Por Pedro Andrade

Nenhum comentário

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *