Menu
Projetos e Obras
Busca
Vida, cor e paz: as árvores floridas iluminam seu jardim e ficam ainda mais charmosas acompanhadas de aplicação de revestimentos. Confira!

Conteúdo Matérias

Árvores floridas: dê um toque de cor à decoração do jardim

04/05/2020

Vida, cor e paz: as árvores floridas iluminam seu jardim e ficam ainda mais charmosas acompanhadas de aplicação de revestimentos. Confira!

Flores servem de inspiração para a arquitetura há muito tempo. Podemos notá-las em edificações monumentais, como o Templo de Lótus, e obras de arquitetura espontânea, como a Casa da Flor. Com as árvores floridas, você pode ter um pouco dessas obras no seu lar, transformando a decoração em arte inspirada na natureza.

Nas ruas, as árvores floridas melhoram a qualidade do ar, amenizam temperaturas e deixam a paisagem urbana mais agradável e sustentável. Já no jardim, elas trazem cor e paz. No nosso artigo de hoje, veja como trazê-las de maneira apropriada para o contexto urbano e saiba quais espécies são as ideais para se cultivar em casa.

Arborização urbana e árvores floridas

Trazer árvores floridas para as cidades é questão de melhorar a qualidade de vida em diversos aspectos. Além da beleza natural contribuir para a estética urbana, a arborização ameniza o clima e proporciona mais conforto climático.

De fato, as árvores trazem não apenas conforto térmico — o que já é de grande auxílio em centros urbanos, que se transformaram em verdadeiras ilhas de calor com o passar dos anos —, mas também visual, acústico e luminoso.

Desde 2009, a Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária (Embrapa) conta com um manual que explica a importância da arborização urbana.

Nas calçadas

Árvores de pequeno e médio porte podem ser colocadas em calçadas, mas precisam de autorização da prefeitura (Projeto: Renata Faria Scherer)

Árvores de pequeno e médio porte podem ser colocadas em calçadas, mas precisam de autorização da prefeitura (Projeto: Renata Faria Scherer)

Quem deseja estender seu jardim para fora e enfeitar as calçadas com árvores floridas precisa, primeiramente, de uma autorização da prefeitura.

O plantio de uma árvore inadequada para áreas urbanas pode acarretar estouro de tubulações, elevação das calçadas, queda de galhos durante ventanias, problemas na rede elétrica, frutos pesados caindo sobre carros e ramos atrapalhando a passagem.

O corte e a poda de plantas em ambientes públicos também só podem ser feitos pela prefeitura ou companhia elétrica — quando o indivíduo resolve fazer por conta própria, comete um crime ambiental, tipificado no artigo 49 da Lei nº 9.605. Como punição, multas e/ou detenção de três meses a um ano.

Portanto, solicite o serviço e aguarde a autorização. Algumas prefeituras já contam com um planejamento de arborização urbana, e é até possível conseguir algumas mudas no viveiro municipal.

Nos jardins

Em pequenas casas e apartamentos, árvores de menor porte e frequentemente podadas são a escolha perfeita (Projeto: Renata Faria Scherer)

Em pequenas casas e apartamentos, árvores de menor porte e frequentemente podadas são a escolha perfeita (Projeto: Renata Faria Scherer)

Já no seu jardim, plantas de menor porte e crescimento rápido são mais fáceis de cuidar, pois exigem menos limpeza e manutenção.

Para facilitar ainda mais os cuidados, pesquisa é fundamental. Escolha árvores que não tenham folhas, flores ou frutos venenosos, madeira frágil, espinhos e raízes superficiais e invasoras.

Árvores floridas para calçadas e jardins

Antes de investir nesse tipo árvore, é importante conhecer quais espécies não destroem calçadas ou afetam a fiação. Veja algumas sugestões para deixar seu jardim muito mais colorido e decorado.

Ipê-de-jardim (Tecoma stans)

Ornamental e de rápido crescimento, o ipê-de-jardim não invade fiações e é muito resistente (Foto: Silvia Beatriz de Souza)

Ornamental e de rápido crescimento, o ipê-de-jardim não invade fiações e é muito resistente (Foto: Silvia Beatriz de Souza)

Ipês são, geralmente, árvores de grande porte. Além disso, são muito resistentes a cupins, o que diminui consideravelmente o risco de quedas.

Como vantagem, o ipê-de-jardim é de pequeno porte — cresce de 4 a 6 m. É ideal para locais quentes e úmidos, como o Rio de Janeiro, pois requer sol pleno, mas também tolera geadas. Além disso, sua florada é mais intensa no período quente, embora possa se estender até o outono.

Suas folhas têm bordas serrilhadas e suas flores são semelhantes às do ipê-amarelo. É uma árvore ornamental e de rápido crescimento. No entanto, não é indicada para pastagens e solos degradados, mais comuns na zona rural, porque se reproduz com facilidade e dificulta a regeneração.

A árvore se espalha por estaquia (plantio de pequenas estacas de caule, raízes ou folhas em meio úmido) e sementes — que justamente atrapalham a regeneração de espaços. Portanto, é essencial tomar cuidado para que não se espalhe muito.

Acácia (Acacia)

Existem milhares de acácias — grande parte delas perfeita para o clima brasileiro (Foto: Andreas Kretschmer)

Existem milhares de acácias — grande parte delas perfeita para o clima brasileiro (Foto: Andreas Kretschmer)

A acácia é uma família de árvores muito popular, com cinco gêneros e dezenas de espécies apenas aqui no país. No entanto, costuma ser de médio porte (cresce no máximo 7 m), floresce no inverno e pode ser plantada debaixo de fiações.

Algumas das acácias mais populares no Brasil são a unha-de-gato (Acacia bonariensis), a Jurema (Acacia imperial) e a esponjinha (Acacia cultriformis), além da acácia hindu (Acacia suma) e da acácia egípcia (Acacia nilótica).

De maneira geral, as variações encontradas no Brasil costumam florescer na cor amarela, em tons que variam do creme ao ouro, e durante todo o ano, principalmente na primavera e no verão. O perfume das flores é intenso e muito apreciado.

Manacá da Serra (Tibouchina mutabilis)

Com flores que lembram violetas, o manacá da serra é adequado tanto para jardins quanto para calçadas (Foto: Mauricio Mercadante)

Com flores que lembram violetas, o manacá da serra é adequado tanto para jardins quanto para calçadas (Foto: Mauricio Mercadante)

Quem deseja árvores floridas vai amar o manacá da serra. Ele consegue ter flores em três cores. Isso ocorre porque elas mudam de tom conforme a passagem de tempo: desabrocham em branco, amadurecem em rosa e murcham em lilás.

Colorida e exuberante, a árvore é de médio porte e pode chegar a 12 m de altura. Mas quem tem espaços menores pode cultivar o manacá da serra anão, que cresce no máximo 3 m de altura e pode ser cultivado em vasos e decorar varandas de casas pequenas e apartamentos.

Fácil de cultivar, o manacá da serra é uma das árvores floridas mais adequadas para calçadas, pois suas raízes crescem pouco, não rompem ligações subterrâneas, perfuram ruas ou prejudicam a rede elétrica.

No jardim, ele precisa ser regado a cada dois dias; em vasos, deve ser molhado com mais frequência. O solo deve estar sempre úmido — principalmente no verão —, mas nunca encharcado.

Magnólia (Magnolia liliflora)

Quando florida, a magnólia é uma das árvores mais exuberantes para se ter em um jardim (Foto: Corrie Barklimore)

Quando florida, a magnólia é uma das árvores mais exuberantes para se ter em um jardim (Foto: Corrie Barklimore)

Para quem mora em locais de inverno ameno, a magnólia é uma das árvores floridas mais adequadas. De copa arredondada e crescimento lento, ela é de grande porte e pode chegar a 5 m.

As pétalas de suas flores são densas e em tons de rosa, violeta e branco. Quando estão fechadas, têm formato de tulipas, e florescem no final do inverno, quando a árvore está sem folhas.

Como estrela única do jardim, a magnólia não é a mais indicada, já que ela perde seu charme na época em que não está florida. Porém, pode ser combinada a outras árvores de tons frios ou a conjuntos de folhagens verdes que floresçam durante todo o ano.

Chuva-de-ouro (Lophantera lactescens)

A chuva-de-ouro tem esse nome por sua florescência em cascata (Foto: Mauricio Mercadante)

A chuva-de-ouro tem esse nome por sua florescência em cascata (Foto: Mauricio Mercadante)

Originária da floresta amazônica, a chuva-de-ouro é tipicamente tropical e não se desenvolve bem em climas frios, pois precisa de sol pleno.

Floresce de fevereiro a maio de maneira vistosa; por isso, é muito usada na arborização urbana. Chega, em média, de 9 a 12 m, mas também pode atingir os 20 m.

Seu nome se dá por conta da forma como suas flores amarelas se reúnem: em longas inflorescências pendulares.

A chuva-de-ouro é adequada tanto para ser a única árvore do jardim quanto para grupos de plantas ornamentais. Além disso, é indicada para a recuperação de áreas degradadas, principalmente próximas a rios e lagos.

Existe outra árvore que também é conhecida popularmente como chuva-de-ouro: a cássia imperial (Cassia fistula), que tem origem no sudeste asiático e é muito utilizada para ornamentação.

Porcelanatos para o jardim

O jardim com árvores floridas fica ainda mais bonito com revestimentos de porcelanato. Eles podem dar um ar clássico, quando reproduzem o mármore, ou rústico, quando são semelhantes à madeira ou ao cimento. Além disso, trazem organização visual e tiram o ar totalmente florestal do ambiente.

Veja alguns modelos que você pode encontrar na Portobello.

Peroba Envelhecida

Porcelanatos amadeirados, como o Peroba Envelhecida, combinam com jardins e trazem refinamento (Foto: Portobello S.A.)

Porcelanatos amadeirados, como o Peroba Envelhecida, combinam com jardins e trazem refinamento (Foto: Portobello S.A.)

Você pode ter um jardim elegante e sustentável com um revestimento que apenas reproduz a textura da madeira. Com o Peroba Envelhecida, da linha Ecodiversa, é possível levar o chão de taco para o seu jardim, mas com a facilidade de limpeza e durabilidade do porcelanato.

Gold

O porcelanato Gold tem superfície que imita pedra (foto: Portobello S.A.)

O porcelanato Gold tem superfície que imita pedra (foto: Portobello S.A.)

Ideal para pisos, o porcelanato Gold, da linha Arpoador, reproduz a slate stone, dando um toque natural e deixando a combinação nos jardins ainda mais interessante. Ele pode ser usado, por exemplo, para separar árvores em nichos.

Para harmonizar as árvores floridas e o porcelanato, o ideal é contar com a ajuda de um paisagista. Por meio de plantas baixas, imagens 3D dos espaços internos e externos e até mesmo desenhos à mão, ele desenvolve projetos de paisagismo para sua casa. Esse profissional pode atuar de forma autônoma ou em parceria com um arquiteto.

Viu como as árvores floridas podem modificar o seu jardim? Você pode alternar diferentes tipos de plantas em casa — o importante é escolher aquelas que não vão prejudicar o espaço comum.

Agora que você já sabe como trazer cor usando flores, descubra o que as árvores frutíferas podem fazer pelo seu jardim e escolha as suas favoritas!

Destaque: Árvores floridas dão um toque florestal a ambientes elegantes (Projeto: Gisele Ribeiro)

1 comentário

Deixe uma resposta para Robert Cancelar resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *