Menu
Projetos e Obras
Busca

Conteúdo Eventos

5 programas para fazer em São Paulo em março

02/03/2020

A Expo Revestir, maior feira de acabamentos e revestimentos da América Latina, atrai profissionais de arquitetura de todo o país. Descubra como será essa edição do evento e mais programas para fazer em São Paulo.

1 Expo Revestir

Para nós do Archtrends e da Portobello, a Expo Revestir é o principal momento do ano. E para muitos profissionais de arquitetura de todo o Brasil também. Eles se deslocam para São Paulo para conferir os lançamentos e tendências da feira e também participar de eventos paralelos de conteúdo, confraternização e networking.

A Expo Revestir está em sua 18ª edição. A feira funcionará com capacidade máxima de expositores. A expectativa é atrair mais de 62 mil visitantes. A Portobello, como sempre, é um dos estandes mais prestigiados. Porém, esse ano virá ainda mais interessante. Os 700 metros quadrados de sempre se multiplicam para 1.225 metros quadrados, com muito mais espaço para receber convidados confortavelmente e expor as novidades da Portobello e das outras marcas do grupo, Officina Portobello e Pointer. Esse é, inclusive, o retorno da Pointer, que não participava da feira desde 2016.

Paralelo à feira, no Transamérica Expo Center, acontece o Fórum Internacional de Arquitetura, Design e Construção. Cada dia de programação tem um público alvo. Em 10 de março, é o Dia do Revendedor, exclusivo para convidados. Em 12 de março, é o Dia do Designer de Interiores, com palestras da italiana Marva Griffin Wilshire, do brasileiro Paulo Mancio e do holandês Edward Van Vliet. Em 13 de março, é o Dia do Arquiteto, ou melhor, das arquitetas. Serão palestras de sete arquitetas, discutindo a atuação profissional e questões da mulher na sociedade. Para esses dois dias, as inscrições são gratuitas e devem ser feitas pelo site fiac.com.br.

Outro aguardado evento de conteúdo na época da Expo Revestir é o Archtrends Summit. Acontecerá nos dias 9 e 10 de março, para convidados da Portobello Shop. Entre os palestrantes, estarão Paulo Mendes da Rocha e sua filha Naná, Ruy Ohtake, Jader Almeida, Antonio Bernardo, Guilherme Wentz, Marcelo Rosenbaum, Pedro Andrade, Oskar Metsavaht, Paula Navone e Christiane Ferreira. Também promovida pela Portobello é a Festa +Arquitetura, que acontece na noite do dia 8 de março. Outras festas de lançamento da coleção Portobello 2020 acontecerão nas lojas Portobello Shop Vila Olímpia, Gabriel e D&D.

SERVIÇO
Período: 10 a 13 de março
Horários: das 10h às 19h
Localização: Transamérica Expo Center, Av. Dr. Mário Villas Boas Rodrigues, 38, Santo Amaro
Entrada: perante cadastro antecipado
Dica: Pelo grande número de frequentadores, o acesso à Expo Revestir costuma ser complicado. Se for de carro, chegue cedo para garantir vaga no estacionamento interno (pago). Se não, uber e taxi são as melhores opções. Por se tratar de época de chuvas, cuidado com alagamentos. Se houver tempestade na saída, aguarde passar dentro do pavilhão, em segurança.

são paulo em março

O Archtrends Summit 2019 ocorreu na Sala São Paulo. Este ano, ele ganha nova locação e dois dias de palestras, para mais de 2 mil profissionais de arquitetura convidados

2 Loja do Masp

Nós sempre recomendamos por aqui as exposições do Masp – Museu de Arte de São Paulo. Não à toa, já que ele tem o maior acervo de arte europeia do Hemisfério Sul, arquitetura de Lina Bo Bardi e fica localizado na Avenida Paulista, coração de São Paulo. Mas além de todos esses aspectos, vale visitar o Masp pela loja do museu, de artesanato brasileiro.

A curadora da loja é de responsabilidade de Adélia Borges e segue a proposta curatorial anual do museu. Atualmente, está sendo trabalhado o tema Histórias das mulheres, histórias feministas. Na loja, têm destaque os produtos feitos por mulheres, como as cerâmicas da Associação dos Lavradores e Artesãos de Campo Alegre, do Vale do Jequitinhonha. São peças feitas artesanalmente, com alta qualidade. Segundo Adélia, manifestações artísticas que podem ser comparadas ao melhor do design internacional.

E já que você estará no museu, vale, claro, visitar as exposições. O acervo está em cartaz até 29 de março. Também há exposição de Leonor Antunes até 12 de abril. Em 20 de março, abre a aguardada exposição de Hélio Oiticica, um dos maiores artistas modernos brasileiros.

SERVIÇO
Horários: terças, das 10h às 20h; quarta a domingo, das 10h às 18h
Localização: Avenida Paulista, 1578, Bela Vista
Entrada: gratuita para a loja, R$ 45 para exposições
Dica: Além da loja, outra ótima instalação do Masp é o restaurante A Baianeira, comandado pela chef Manuella Ferraz. A deliciosa comida é regional, misturando as culinárias mineira e baiana. Funciona apenas no almoço. 

são paulo em março

Cerâmicas feitas por artesãs mulheres compõem a curadoria de artesanato da loja do Masp. Foto divulgação Masp

3 Japan House

O centro cultural do Japão em São Paulo será ocupado, durante o mês de março, por duas incríveis instalações imersivas (leia: instagramáveis). Japão em Sonhos traz projeções de grande escala em mapeamento de vídeo (video mapping), acompanhada por trilha sonora especial. A ideia é levar o visitante em uma viagem pelo Japão, com imagens gigantes. São mostrados elementos típicos japoneses, como a florada de cerejeiras, o festival de lanternas e uma floresta habitada por espíritos do folclore nipônico. A instalação já passou pelo Atelier des Lumières, em Paris, referência em exposições imersivas.

Já no segundo andar da Japan House, o artista japonês Tadashi Kawamata fez uma instalação com mais de 180 mil hashis, as varetas utilizadas como talheres na cultura oriental. Batizada de Construção, a obra foi realizada com a colaboração de estudantes voluntários. É muito interessante percorrer o labirinto de hashis.

SERVIÇO
Japão em Sonhos
Período: 18 de fevereiro a 26 de abril
Construção
Período: 4 de fevereiro a 12 de abril
Horário: terça a sábado, das 10h às 20h; domingos e feriados, das 10h às 18h
Localização: Avenida Paulista, 52, Bela Vista
Entrada: gratuita
Dica: Aos domingos, a Avenida Paulista fecha para carros e é tomada pelos pedestres, se transformando em parque urbano. É um ótimo passeio caminhar por ela e visitar várias instituições culturais, como a Japan House e o Masp, mas também o Sesc Paulista, o Itaú Cultural e o Instituto Moreira Salles.

são paulo em março

Construção é uma instalação feita com mais de 180 mil hashis (Foto: divulgação Japan House)

4 Novidades paulistanas

Que tal aproveitar a semana Expo Revestir para conhecer novos lugares em São Paulo? Preparamos uma lista com café, bar, lojas, teatro, restaurante, museu e até salão de beleza de arquitetura e interiores notáveis, que abriram no último ano. Os projetos são assinados por nomes como o designer israelense Dror Benshetrit e o arquiteto brasileiro Isay Weinfeld. Eles podem indicar tendências de decoração e comportamento em projetos comerciais.

Bar do Cofre SubAstor
O que é: bar no cofre de um antigo banco
Projeto: LAB Arquitetos
Localização: Farol Santander, Rua João Brícola, 24, Centro
Inauguração: fevereiro de 2019

Giulietta Fogo & Vino
O que é: restaurante de carnes do mesmo chef do consagrado Nino Cucina
Projeto: do próprio chef Rodolfo de Santis
Localização: Rua Jerônimo da Veiga, 36, Itaim Bibi
Inauguração: abril de 2019

Florense
O que é: loja de mobiliário
Projeto: Dror Benshetrit
Localização: Alameda Gabriel Monteiro da Silva, 690, Jardins
Inauguração: agosto de 2019

Teatro Unimed
O que é: teatro de 249 lugares
Projeto: Isay Weinfeld
Localização: Alameda Santos, 2159, Jardim Paulista
Inauguração: agosto de 2019

Bioma Salon Aveda
O que é: novo salão de beleza da cosmetóloga Cris Dios
Projeto: Flavia Cancian e Naná Mendes da Rocha
Localização: Rua Haddock Lobo, 1576, Cerqueira Cesar
Inauguração: novembro de 2019

MIS Experience
O que é: nova unidade do Museu da Imagem e do Som
Projeto: Roberto Rolnik e Renato Theobaldo
Localização: Rua Vladimir Herzog, 75, Água Branca
Inauguração: novembro de 2019

Haight
O que é: loja de beachwear
Projeto: Entre Terras
Localização: Rua Doutor Melo Alves, 555, Cerqueira Cesar
Inauguração: dezembro de 2019

Café Habitual
O que é: café que serve brunch o dia inteiro
Projeto: Marilia Pellegrini
Localização: Shopping JK Iguatemi, Avenida Presidente Juscelino Kubitschek, 2041, Itaim Bibi
Inauguração: dezembro de 2019

são paulo em março

Teatro Unimed, o primeiro teatro projetado por Isay Weinfeld, de madeiras bambu, cumaru e wengue. Foto divulgação Teatro Unimed

5 Fachadas coloridas

Cores podem até estar presentes em interiores, mas em fachadas são raridade. Nos prédios de São Paulo, reina o cinza, ou seus similares branco e bege, ou fachadas espelhadas. Mas é possível encontrar alguns exemplares coloridos, de arquitetura moderna, pós-moderna ou contemporânea. Inclusive pela cor, são prédios icônicos da cidade, que valem a visita.

O Edifício Louveira, de 1964, foi projetado por João Batista Vilanova Artigas, um dos mais proeminentes arquitetos paulistas do modernismo. A fachada é composta por vidros transparentes, painéis vermelhos e venezianas amarelas. É um prédio residencial, até hoje, dos mais disputados pelo mercado imobiliário de Higienópolis. Não é fechado por muros, então pode ser plenamente apreciado na esquina da Rua Piauí com a Praça Vilaboim.

Algumas décadas depois, o arquiteto pós-moderno Ruy Ohtake causou polêmica em São Paulo com o Instituto Tomie Ohtake, de 2001. A torre espelhada apresenta três tonalidades. Na parte de baixo, varandas onduladas e irregulares trazem uma paleta de azul, roxo e rosa. A crítica de arquitetura da época foi dura com Ohtake. Mas hoje é inegável que o Instituto Tomie Ohtake se tornou um ícone que colore o bairro de Pinheiros. É possível visitar o centro cultural na Avenida Brigadeiro Faria Lima, 201.

Um exemplar mais recente é o Edifício Brasil, dos badalados Marcelo Rosenbaum e Guto Requena. A torre de 30 andares forma um degradê de azul marinho até verde escuro, passando por tonalidades mais claras, numa releitura pop da bandeira do Brasil. A arquitetura coloriu e transformou o bairro do Bixiga, região central de São Paulo. É, ainda, a chance de ver Rosenbaum e Requena, que costumam atuar mais nas áreas de design e pesquisa, se aventurando pela arquitetura. Para admirar o edifício residencial, basta se dirigir à esquina da Rua Santo Antonio com a Rua Martinho Prado. Mas, na verdade, ele pode ser visto de vários outros pontos do centro, pela altura considerável.

são paulo em março

A fachada degradê do Edifício Brasil, projeto de Marcelo Rosenbaum e Guto Requena (Foto: divulgação WZarzur)

Foto de destaque: O Estande da Portobello na Expo Revestir 2019. Em 2020, ele cresce, com muitas novidades

Nenhum comentário

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *