Menu
Projetos e Obras
Busca
parede azul na sala

(Projeto: Jessica Castro)

Conteúdo Colunistas

E para “vestir” as paredes?

05/07/2022

O arquiteto Marcelo Minuscoli afirma: são inúmeras as opções. A partir de sua experiência, ele explica quais são as mais bacanas atualmente (e quais ficaram ultrapassadas)

Quando um projeto novo nasce, uma série de elementos são criados para qualificar e personalizar os ambientes. Uma coisa todos têm em comum: uma boa metragem de paredes. Dependendo do seu projeto, as paredes podem receber inúmeros materiais, visto que as opções no mercado são praticamente infinitas, se levarmos em conta material, tamanho, cores, texturas e formatos. O mais importante é ter equilíbrio entre as soluções escolhidas e que a estética atenda exatamente o desejado para aquela casa, aquele gosto. 

Em algumas escolas de arquitetura e decoração, o lema mais difundido é o famoso “menos é mais”. Ou seja, o conjunto deve ser formado por poucos materiais e os ambientes recebem pouco mobiliário e pouca decoração. Em outras tantas, a decoração é formada por muitos elementos e os espaços podem até parecer exageradamente enfeitados – para estes “o menos é um chato”!

Painéis com ripa de madeira em porcelanato personalizam as paredes (Projeto: Portobello)

Entre os materiais mais utilizados atualmente na decoração de paredes, podemos começar com os famosos painéis de marcenaria, que podem ser lisos, ripados ou até mesclados. Estes elementos são estruturadores de projeto, auxiliando na criação de ambientes diferentes quando temos plantas baixas integradas, criando personalidade e servindo de base para muitos móveis, quadros e efeitos de iluminação. Estes elementos são confeccionados pelas melhores marcenarias, juntamente com a composição de mobiliário da casa. Muitas vezes eles sobem as paredes e ocupam o forro também. 

Boiseries cinza na parede da sala
Boiseries na parede da sala nunca saem de moda (Projeto: Bruna Balestieri Arquitetura e Interiores)

Depois, podemos dar boas-vindas às famosas boiseries e suas infinitas variações. Afinal, o clássico nunca sai de moda. E quando bem utilizada, a boiserie pode trazer à tona uma estética bem atual e contemporânea. Este elemento é encontrado em variações econômicas (isopor e assemelhados) no mercado, mas eu recomendo que sejam de MDF ou poliestireno, pois são materiais mais rígidos, duram mais e o acabamento fica bem superior. 

Uma outra opção que vem ganhando espaço nos melhores projetos são os revestimentos cerâmicos em grandes formatos, que interpretam pedras sofisticadas. Ainda não viu isto? Então muita atenção a este nome: Lastra! Esta é a placa de porcelanato que já existe no Brasil com medidas fantásticas de até 1,60×3,20m e que promete roubar a cena das melhores residências nos próximos anos. 

Lastras em porcelanato podem revestir piso e paredes (Projeto: Portobello)

Depois dos grandes formatos, temos as cerâmicas menores, como os tijolinhos ou pedras mais rústicas com texturas incríveis. São elementos que podem ser brutos, mas que trazem muito aconchego para a composição estética. 

Tijolinhos rústicos trazem aconchego ao espaço (Projeto: Ana Lívia Mafra)

Também não podem ficar de fora da nossa lista de opções os maravilhosos papéis de parede – mas pode ser tecido também. Este elemento foi criado na China em 200 a.C. e acompanha a decoração até os dias de hoje. Um belo papel de parede para um quarto de criança ou de casal, sala ou lavabo pode mudar a atmosfera do ambiente, emoldurando as paredes com todo charme que o projeto necessita. 

Papel de parede dá vida ao ambiente (Projeto: Marcelo Alexandre Minuscoli)

…uma ótima tinta, numa cor muito especial e quadros…”

Seguindo com minha lista de materiais, está o mais básico de todos: uma ótima tinta, numa cor muito especial e quadros (vale pinturas, gravuras, fotografias etc.). Sim! O básico que nunca saiu e nunca sairá de uso, pois ele oferece uma ótima versatilidade com o menor custo de todos. Se ficar na dúvida em qual cor usar para não deixar tudo muito monótono, sugiro dar uma olhada sempre nas cores tendência dos fabricantes de tintas, pois eles sempre estão divulgando ótimas sugestões. Com certeza uma delas ficará linda na sua casa. E sobre a sobreposição de arte: dispensa comentários!

Parede ganha destaque com pintura azul (Projeto: Marcelo Alexandre Minuscoli)

Bom, listei itens que eu gosto de usar e acredito serem os melhores para uma casa contemporânea. Várias outras opções ficaram de fora, mas vou citá-las de forma rápida e explicar minha opinião. Texturas prontas em massa para aplicar em parede são uma solução difundida nos anos 90 e há muito tempo perderam espaço na decoração. Outro elemento que entra nesta mesma explicação são as placas e revestimentos tridimensionais vendidos em módulos, que, apesar de serem dos anos 2000, também já perderam força e se tornaram dinossauros da decoração. E fechando a lista temos os adesivos vinílicos (salvo os 100% personalizados), que ficaram muito mais como um item de decoração jovial, mas que vez ou outra eram usados para “dar mais um toquezinho”. Mesmo que você goste destes elementos, o meu alerta é para que você repense as suas opções, afinal de contas ninguém investe tempo e dinheiro decorando sua casa para ela parecer com a capa de uma revista de 1996.

Imagem de destaque: projeto de Jessica Castro.

Nenhum comentário

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *