Menu
Projetos e Obras
Busca

Conteúdo Correspondentes Internacionais

A Europa saiu do confinamento e entrou direto no verão; e agora?

12/08/2020

Uso obrigatório de máscara ao se deslocar, avisos para respeitar as restrições, praias e pontos turísticos vazios. Confira em detalhe o que está acontecendo pelo verão europeu pós-pandemia.

O fim do confinamento na Europa chegou e com ele também o fim de várias restrições. Mas ainda sim estamos vivendo uma nova realidade nesse verão de 2020.

 O uso da máscara é obrigatório para deslocamento pela cidade e durante o uso do transporte público, porém no seu local de permanência ou para fazer esporte é possível deixá-la de lado (Foto: Barbara Cassou)

O uso da máscara é obrigatório para deslocamento pela cidade e durante o uso do transporte público, porém no seu local de permanência ou para fazer esporte é possível deixá-la de lado (Foto: Barbara Cassou)

Na maioria dos países da Europa, o confinamento durou aproximadamente três meses. Desde o finalzinho do inverno até o finalzinho da primavera. O interessante foi que, quando começou o confinamento, fazia muito frio e quando saímos de casa passou a ser verão repentinamente.

Mas e agora? Podemos aproveitar o verão Europeu finalmente depois dos tempos difíceis?

A resposta é: sim, mas com moderação. Logo após o “lockdown”, vieram as fases da escalada. A cada duas ou três semanas, os governos liberavam um pouco mais as atividades, passando de confinamento total à saída com amigos somente em lugares abertos, até abertura das praias, academias e até mesmo bares! E hoje em dia está quase tudo liberado, porém com moderação e muito uso de máscara!

O uso de máscara nas ruas e no transporte público é obrigatório. Porém ao chegar na sua mesa dentro de um restaurante já pode tirá-la para aproveitar melhor a refeição. O mesmo serve para a praia e fazer esporte, não é preciso usá-la, somente para chegar até seu ponto de encontro e permanência. Todos os funcionários, sejam eles trabalhando em lojas, restaurantes, hotéis e academias, também devem permanecer de máscara, até mesmo pela sua própria segurança, já que são pessoas que todo o dia possuem contato com milhares de pessoas.

Álcool em gel e avisos para manter a distância nos estabelecimentos é um “must have”. Também vemos que os restaurantes deixaram de oferecer artigos compartilhados para pequenas porções individuais (como azeite de oliva e sal para temperar seu prato).

Azeite de oliva e sal para temperar sua refeição foram substituídos por unidades individuais e descartáveis nos restaurantes (Foto: Cortesia TicTaste)

Azeite de oliva e sal para temperar sua refeição foram substituídos por unidades individuais e descartáveis nos restaurantes (Foto: Cortesia TicTaste)

A verdade é que vamos nos acostumando com essa nova realidade e hoje em dia já não incomoda tanto, ainda mais quando é possível ter sua liberdade – quase – de volta.

Já é possível pegar aviões e ir para outros países entre a Europa. Porém o uso da máscara dentro do aeroporto e durante todo o voo é obrigatório. Infelizmente entre continentes ainda há restrição. Na Espanha, por exemplo, ao chegar de um país da América Latina é preciso comprovar residência para poder entrar.

Algumas empresas já abriram os escritórios e voltaram à ativa, muitos deles deixam os funcionários no home office duas vezes por semana e as outras três podendo se descolar até o escritório. Assim, reduzindo o aforo máximo e não lotando os edifícios nem o transporte público.

Avisos para respeitar as restrições estão por todos os estabelecimentos  Foto: Cortesia TicTaste

Avisos para respeitar as restrições estão por todos os estabelecimentos  Foto: Cortesia TicTaste

 

Nas praias há controle da prefeitura, quando ela supera a capacidade máxima permitida pelo governo, as pessoas que chegam devem esperar outras saírem para poder entrar na praia. Como atualmente a maioria das pessoas que estão aproveitando as praias são moradores locais, não há muito problema de superlotação. Barcelona, por exemplo, é uma cidade extremamente turística, principalmente no verão e na primavera. Nota-se que a cidade está mais vazia devido à pandemia. Para nós moradores é bacana ver pelo menos uma vez na vida a cidade assim: poder tirar uma foto em frente da Casa Batlló sem ninguém em volta.

A vida normal vai voltando pouco a pouco por aqui, mas com muita moderação e consciência. É preciso respeitar os avisos, lavar as mãos e usar máscaras, para manter este momento de liberdade com responsabilidade por muito mais tempo.

Sem turistas, é possível tirar uma foto em frente da Casa Batlló vazia (Foto: Barbara Cassou)

Sem turistas, é possível tirar uma foto em frente da Casa Batlló vazia (Foto: Barbara Cassou)

 

 

Nenhum comentário

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *