Menu
Projetos e Obras
Busca

Conteúdo Vitrine

Um tour pelos templos mais luxuosos da Tailândia

14/06/2019

Um dos destinos mais procurados para turismo ultimamente mistura cultura e religião em paisagens incríveis.

A Tailândia vem sendo um dos destinos mais procurados para turismo ultimamente, por sua rica cultura, preços acessíveis, comida saborosa, arquitetura e paisagens incríveis.

Fizemos um tour pelos templos mais luxuosos do país em duas das principais cidades mais importantes: Chiang Mai e Bangkok. Confira aqui e se encante também com tanta beleza e detalhes!

Wat Phra Kaew

É o templo mais rico e importante da Tailândia. Fica localizado no centro histórico de Bangkok, dentro do terreno do Gran Palácio de Bangkok, onde a família real fica localizada também.

Uma das fachadas do Wat Phra Kaew (Foto: Barbara Cassou)

É famoso por sua riqueza de detalhes e tamanho. Sua importância também se dá por abrigar a estátua de Buda mais importante do país: o Buda de Esmeralda. Se chama assim por ser uma estátua verde, porém é feita da lapidação em uma grande Jade Verde — o modo como surgiu ainda é um mistério.

A estátua foi encontrada no norte da Tailândia no ano de 1434 coberto de estuque. E entre idas e vindas da estátua para Laos e Vietnã, no ano de 1778, o rei da Tailândia a recuperou, trazendo-a para Bangkok, onde permanece até hoje dentro do edifício principal do templo. A estátua possui três vestimentas diferentes em ouro e cravejadas com diamantes que chegam a custar milhões de reais, e elas são trocadas a cada estação: uma no inverno, outra no verão e outra na estação de chuvas.

Portais, ao redor do templo, também feitos nos mínimos detalhes (Foto: Barbara Cassou)

Pinturas na parede retratam histórias e lendas da cultura antiga. Em algumas partes são pintadas em ouro e outras partes feitas em madrepérola. A riqueza de detalhes e cores do templo é impressionante, deixando qualquer visitante de boca aberta ao entrar.

Detalhes das estátuas ao redor do templo (Foto: Barbara Cassou)

Wat Pho

Buddha de 46m (Foto: Barbara Cassou)

O templo Wat Pho fica localizado logo ao lado do Wat Phra Kaew, em Bangkok. É famoso por ter a maior coleção de estátuas de Buda, inclusive, uma delas é uma versão gigante onde ele está deitado, possuindo uma largura de 46 metros.

Nesse templo é possível ver estátuas chinesas como “guardiãs” de algumas portas. Isso se dá pelo fato de que antigamente a Tailândia e a China fizeram muitas trocas culturais através do comércio e negócios.

Os elementos pontiagudos ao redor do templo são chamados “chedis”, são como tumbas onde guardam ossos de pessoas importantes que já morreram.

Coleção de Buddhas dentro do Wat Pho Foto: Barbara Cassou)

Chedis no templo Wat Pho Foto: Barbara Cassou)

Wat Arun

Atravessando o rio em uma balsa, logo depois de Wat Pho e Wat Phra Kaew, você chega no templo Wat Arun. Esse templo possui 86 metros de altura e é feito de porcelanas nas cores azul, branca e verde-claro e decorado também com um material feito de conchas.

Escadaria do Wat Arun Foto: Barbara Cassou)

É possível subir as escadas do templo e caminhar por volta dele, vendo a paisagem do rio de Bangkok.

Detalhes da porcelana do Wat Arun (Foto: Barbara Cassou)

Doi Suthep

Esse templo fica localizado no alto da cidade de Chiang Mai, no norte da Tailândia. É preciso subir de carro ou ônibus pela montanha para ter acesso ao templo.

Diferente dos templos de Bangkok, o Doi Suthep não é tão rico em detalhes, porém ainda sim muito imponente e importante na cidade. Como situa-se no alto da montanha, possui uma vista privilegiada da cidade no vale de Chiang Mai.

Dentro de Doi Suthep (Foto: Barbara Cassou)

Uma escadaria na entrada do templo é demarcada por uma larga estátua de um dragão-serpente. Outras estátuas de dragões, elefantes e demônios fazem parte da arquitetura ao redor do templo. Acredita-se que essas estátuas protejam o templo.

Estátuas ao redor do templo (Foto: Barbara Cassou)

É impressionante poder vivenciar a cultura tailandesa e a religião budista dentro dos templos — é viajar pela história oriental em um museu a céu aberto. Com certeza, uma das experiências mais surpreendentes de se viver em um passeio à Ásia!

Nenhum comentário

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *