Menu
Projetos e Obras
Busca

Projeto: Juliana Sabbatini, de Goiânia (GO)

Conteúdo Entrevistas

Pierre Belle e tons terrosos: o casamento perfeito no décor

12/04/2021

Um megaprojeto de apartamento em Goiânia (GO) assinado por Juliana Sabbatini conta com revestimento Portobello em todos os pisos dos ambientes, ressaltando com requinte os atemporais tons terrosos.

A rede de relacionamento Portobello com profissionais de arquitetura e design cresce a cada dia em todo o Brasil. A parceria é mútua na criação de produtos e projetos em prol de um design elegante, personalizado e sustentável. Juliana Sabbatini, com 20 anos de experiência em arquitetura no estado de Goiás, é uma das grandes parceiras da marca. Ela projetou recentemente ambientes para o residencial Quintas de Goyaz e elegeu o porcelanato Pierre Belle Blanc para ressaltar a composição em tons terrosos.

“Para a especificação do pavimento escolhemos o produto da Portobello Pierre Belle Blanc, adquirido a partir do relacionamento com o canal Engenharia Portobello de Goiás. A composição das cores e o marmorizado do porcelanato enriqueceram bastante o resultado final do projeto. Aliado aos tons terrosos da decoração, os ambientes ficaram mais sofisticados e convidativos”, conta Juliana.

O porcelanato reproduz fielmente um limestone da pequena vila francesa de St Martin Belle Roche, ao sul de Dijon, e sua principal característica é a predominância dos veios mais direcionados, quase gráficos. É um porcelanato de grande formato (120×120) e de cor neutra, que proporciona mais personalidade, amplitude e elegância aos espaços.

O apartamento de alto padrão assinado por Juliana Sabbatini possui 254m². Só a sala integrada com a varanda gourmet tem uma área de 92m², sem interferência de pilares.

No Quintas de Goyaz (nome que faz homenagem ao estado de Goiás), localizado ao lado do Parque Areião, a arquiteta projetou todos os espaços das áreas comuns como também o decorado. 

A construção do empreendimento, do Grupo CF +, teve início em 2017, mas a obra já está na fase final de acabamento. O decorado foi concluído em 2019 e desde então vem sendo bastante elogiado pelo setor devido à escolha e beleza dos acabamentos e da decoração.

Mas a sustentabilidade também ganhou destaque na obra. O empreendimento é amigo do meio ambiente por ser construído sem rebaixamento do lençol freático. O projeto possui ainda sistema inédito em Goiânia para automação com possibilidades para iluminação, persianas no living e equipamentos audiovisuais.

Além disso, para conseguir uma sustentabilidade hídrica, o residencial optou por uma estação de tratamento de águas cinzas, provenientes das pias de lavagem de mãos e dos banhos, que contém resíduos de sabões e de gordura animal. O  porcelanato da Portobello escolhido pela arquiteta também é sustentável por não causar agressão ao meio ambiente. Um dos motivos é porque são extraídas camadas bem superficiais dos materiais naturais (argila e rochas) para a sua produção.

Juliana Sabbatini é natural de Goiânia, formada em Arquitetura desde 2001 pela PUC/GO. Seu escritório, Sabbatini Interiores, fica localizado no Setor Marista, um bairro nobre da capital. Com foco no mercado imobiliário, seus projetos são inspirados nas tendências do setor que, para ela, vão se alterando com o tempo, de acordo com a evolução da sociedade. 

“Por exemplo, layouts com cozinhas integradas, espaços amplos de convivência dentro dos apartamentos, que deixam transparecer a dinâmica de privilegiar o convívio maior da família e dos amigos; áreas de lazer que buscam trazer serviços de conveniência para dentro dos condomínios, o que gera praticidade e economia de tempo…”, cita Juliana.

Arquiteta Juliana Sabbatini

Ela define cada projeto seu como único e exclusivo, fruto de muita pesquisa, para atender todas as necessidades dos seus clientes. Por isso, busca estudar constantemente sobre composição de texturas e de cores para que o espaço projetado fique o mais agradável possível aos moradores ou usuários do local.

“Escolhi arquitetura por ser apaixonada por arte, decoração e pela possibilidade de realizar sonhos. Além do escritório de interiores também tenho uma loja na qual busco sempre as novidades do mercado em termos de design, mobiliários, tapetes e objetos de decoração. Isso me ajudou a enriquecer os projetos e a minha forma de projetar”, comenta.

De acordo com a arquiteta goiana, ver algo criado a partir de um “papel” se transformando em realidade e, acima de tudo, com muito conforto para quem vai usufruir o ambiente projetado é o que mais a motiva.

Ela confessa que seu dia a dia não é só dedicado a composições de projetos não. Como ela mesma disse, tem paixão pela arte como um todo. Sempre que pode, faz questão de praticar seu hobby especial: aprender novas músicas e tocar piano.

Desta forma, as composições musicais também afloram seu lado sensível como profissional. Talvez seja por isso que saiam desse “papel”, que ela menciona logo acima, lindos ambientes que se harmonizam perfeitamente com muito estilo, bom gosto e personalidade.

Nenhum comentário

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *