Menu
Projetos e Obras
Busca

Fachada da Gucci Beverly Hills (Fotos: Pablo Enriquez)

Conteúdo Correspondentes Internacionais

Retail Trends: as tendências 2021 para o varejo

26/02/2021

O Retail Design contará com a tecnologia para intensificar as experiências dos clientes e consolidará a essência de sustentabilidade; veja as 5 tendências 2021.

Todas as dificuldades no varejo durante a pandemia causada pelo Covid-19 serão divisores de água para este ano. A tecnologia e a sustentabilidade serão as tendências 2021 para o varejo.

Se preferir, clique no play abaixo para ouvir o artigo completo:

Dentro das lojas, a tecnologia ajudará os clientes a navegarem, experimentarem, testarem e tomarem decisões de compras por meio de realidade aumentada e QR codes com informações diretamente ligadas a produtos e embalagens. Sustentabilidade também será um valor que se consolidará ainda mais, tornando-se quase que essencial. 

Loja Hipanda em Tokyo usa tecnologia para entreter seus consumidores (Foto: Satoshio Shigeta / Cortesia Curiosity)

Confira as 5 tendências 2021 para o varejo que apostamos:

1. RASTREAMENTO E RECONHECIMENTO FACIAL

Ainda que haja uma preocupação sobre a privacidade individual das pessoas, muitas empresas de tecnologia voltadas para o varejo vão ajudar as marcas a tomar decisões estratégicas de marketing e design. 

Plataformas, como a Cosmose, rastreiam smartphones na China para analisar a movimentação de consumidores e tomar decisões em onde implementar suas lojas, tendo em consideração as melhores localizações. Ferramentas tecnológicas de reconhecimento facial implementadas nos pontos de venda também ajudam a identificar o perfil dos consumidores, melhorando a efetividade do visual merchandising e a curadoria de produtos. E ainda mais além, plataformas como a Sightcrop conseguem detectar expressões faciais das pessoas dentro das lojas, ajudando a melhorar a experiência de compra.

2. LOGÍSTICA DE VAREJO

Segundo a empresa de pesquisa de mercado eMarketer, 81% de usuários da internet pediram itens on-line para retirar na loja física em 2019. Um incremento de 30% em relação ao ano anterior. 

Marcas e varejistas estão melhorando sua cadeia de logísticas e, consequentemente, a experiência de compra omnichannel utilizando lojas físicas também como ponto de entrega, coleta e devoluções. A marca HM é um grande exemplo disso, redesenhando espaços para dar suporte fisicamente aos compradores on-line. 

3. SUSTENTABILIDADE COMO PRIORIDADE

Muitas marcas estão incorporando conceitos para tornarem-se cada vez mais sustentáveis diante da mudança no comportamento dos clientes que, antes de consumirem seus produtos e serviços, prestam mais atenção nos valores de uma marca e como ela impacta o meio ambiente. 

E marcas como a Ace&Tate, por exemplo, que já promovem a sustentabilidade desde o seu surgimento, estão ganhando ainda mais espaço e visibilidade dos consumidores. A Ace&Tate é uma ótica e loja de óculos. Seu objetivo é em até 2030 ser completamente livre de emissões de carbono. (Conheça mais sobre a Ace&Tate aqui)

Loja da Ace&Tate que usa um terrazo feito de plástico reciclado para revestir sua loja (Foto: Cortesia Ace&Tate)

4. LOJAS COMO PONTO DE ENCONTRO

Reinventar as lojas, transformando sua função de meras expositoras de produtos para pontos de encontro e comunidades locais é mais uma das tendências 2021 para o varejo.

Alguns exemplos disso: shoppings na Austrália incorporam outros conceitos como hotéis, espaços de co-working e apartamento e a marca de luxo Gucci incorpora um restaurante italiano na sua loja de Los Angeles.

A marca Gucci incorpora um restaurante italiano na sua loja em Los Angeles (Foto: Cortesia Gucci)

5. REALIDADE AUMENTADA

A tecnologia de realidade aumentada e QR codes vieram para ficar e facilitar as compras. É a tecnologia que se mescla com os espaços físicos, auxilia os compradores a tomarem decisões e testarem produtos sem o medo de contaminação, e ajuda marcas a oferecerem seus artigos de uma forma inovadora e eficiente. 

Se há duas palavras para resumir o Retail Design para este ano, devemos ter em mente: evoluir sempre em tecnologia e sustentabilidade. 

Nenhum comentário

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *