Menu
Projetos e Obras
Busca
Shabby Chic

O estilo Shabby Chic leva a sua casa para o campo (Foto: Luan Dalsasso)

Conteúdo Matérias

Shabby Chic: valorizando a antiguidade na decoração de interiores

31/03/2021

Já pensou em transformar um móvel desgastado em algo elegante? Entenda mais sobre o Shabby Chic, estilo de design de interiores que tem essa proposta!

A moda é um ciclo: ela marca um período e, uns 20 anos depois, volta com força. O mais curioso é que isso não acontece só com as roupas, mas também com a arquitetura e o design — é só ver como muitas pessoas compram móveis semelhantes àqueles que viam na casa dos avós.

No entanto, além de um simples modismo, ter um móvel antigo evoca lembranças queridas e até um ar de conforto para o ambiente. É esse o espírito do Shabby Chic, estilo que revive o passado de maneira bucólica e aconchegante.

Já imaginou transformar o seu apartamento — até mesmo alugado — em uma casinha de campo? Então, saiba mais sobre o Shabby Chic e veja como adotá-lo no seu lar!

O que é o Shabby Chic?

É um estilo de design de interiores em que os móveis são escolhidos pelo seu aspecto de antiguidade. Shabby é uma expressão britânica para “desgastado” ou “desleixado”. Mas a escolha de cores, o estado das peças e o capricho na decoração dão o toque “chic”.

Inspirado nas casas de campo da França e da Inglaterra, o estilo começou no segundo país, evocando o tipo de decoração encontrada em grandes residências campestres: sofás e cortinas de chita, obras antigas e móveis de madeira com pintura gasta são alguns itens muito presentes nessa estética.

O Shabby Chic começou a ganhar mais força na década de 90, principalmente na Costa Oeste dos Estados Unidos, em estados como Califórnia, Oregon, Washington e Alasca. O intuito é dar um ar de casa das novelas de época: bucólica, com um pouco da estética vitoriana e um toque feminino.

O mais bacana é que o estilo pode ser adaptado tanto a casas mais simples quanto a refinadas. A intenção, no fim das contas, é contar uma história — a passagem do tempo — por meio dos móveis.

Quais são as suas características?

Shabby Chic no contraste: a poltrona e os revestimentos com aparência de desgaste quebram a modernidade do bordô geométrico

Shabby Chic no contraste: a poltrona e os revestimentos com aparência de desgaste quebram a modernidade do bordô geométrico (Foto: JL Arquitetura e Design de Interiores)

  • luminárias, móveis ou painéis de parede no estilo rococó, que podem apresentar desgastes;
  • vintage: móveis e utensílios que remetam às décadas de 50 e 60 ou à era vitoriana;
  • móveis com pintura desgastada. Pode ser um desgaste proposital, feito com lixa;
  • linhas arredondadas e acabamento esmaltado em móveis e utensílios;
  • ambientações claras, com uma estética que remete ao feminino;
  • cores mais delicadas, que ampliam visualmente o ambiente;
  • chita, linho, algodão, lã e variações orgânicas de tecidos;
  • ambientes bucólicos, ou seja, campestres e graciosos;
  • móveis de metal pintado, ferro e madeira;
  • flores e detalhes românticos.

Como reformar um móvel no estilo Shabby Chic?

As paredes de madeira com a pintura desgastada trazem o ar Shabby Chic para o quarto

As paredes de madeira com a pintura desgastada trazem o ar Shabby Chic para o quarto (Foto: Pixabay)

Além de custar mais, um móvel de madeira costuma ter um valor afetivo alto para o seu dono. Afinal, a sua resistência garante que ele passe por décadas em uma casa. No entanto, o tempo também age, e ele tende a deixar um aspecto desgastado.

Uma forma interessante de aderir ao Shabby Chic é reformando um móvel antigo. A técnica é chamada de pátina — um resíduo químico que se forma na superfície de metais naturalmente, mas que pode ser reproduzido de maneira artificial em peças de madeira.

Ela pode ser feita de diversas formas, mas o método que vamos ensinar é o mais simples e pode ser feito tanto com tinta convencional quanto com spray.

 Até banheiros podem ter estilo Shabby Chic

Até banheiros podem ter estilo Shabby Chic (Foto: Portobello Shop Cascavel)

Material de trabalho

  • tinta para madeira de cores claras e em tons pastel, como rosa-quartzo, verde-menta, ciano e branco;
  • goma-laca, verniz ou cera escura/incolor para dar acabamento;
  • luvas de látex e máscara para proteção pessoal;
  • pincéis e trincha para passar a tinta;
  • um rolo pequeno de pintura;
  • estopa ou pano limpo;
  • lixa para madeira;
  • tinta niveladora.

Modo de fazer

  • antes de começar a pintar, você precisa passar o decapante para remover a tintura ou o verniz da superfície do móvel. Depois, passe a lixa de grão 100 a 150. Ela deve ser usada até em móveis sem tinta, pois deixa a madeira lisa. Lembre-se de sempre respeitar os veios do material;
  • agora, prepare a superfície utilizando uma tinta niveladora. Use um rolinho e, nos cantinhos mais difíceis, utilize um pincel. Não pule essa etapa: se o nivelamento da cor não for feito antes, a tinta corre o risco de descasar;
  • finalmente é hora de pintar o seu móvel. Passe duas ou três camadas de tinta, como se fosse deixar a pintura toda por igual. Você pode usar pincel, rolo ou trincha, contanto que siga os veios da madeira;
  • depois que a tinta seca, há quem passe um esmalte para dar acabamento antes de fazer a decapagem. Outros já vão direto com a lixa (de grão 150 a 200) para desgastar a tintura e dão o acabamento depois. Tome cuidado para passar a lixa apenas nos locais onde desejar que fique o desgaste — de preferência nas quinas, onde a tinta costuma sair primeiro;
  • atenção ao efeito: se você esfregar a lixa de leve, vai apenas desgastar a tinta, mantendo a cor. Mas se aplicar com mais força, a cor da madeira natural virá à tona. Faça conforme o resultado que desejar;
  • use um pano limpo e seco para limpar a superfície;
  • por fim, passe goma-laca, cera, verniz ou outro tipo de selante que você tem disponível.

Como implementar o Shabby Chic?

Você adota o Shabby Chic até com objetos que remetam às décadas de 50 e 60

Você adota o Shabby Chic até com objetos que remetam às décadas de 50 e 60 (Foto: archi [lab] Karen Felix e Maira Rossi)

Veja dicas simples para adotar esse estilo na sua residência.

Reutilize, reforme e desgaste

O estilo Shabby Chic é uma forma delicada e bucólica de renovar o passado. É por isso que ele pode “transformar” um apartamento, por exemplo, em uma casa de campo. Portanto, aproveite o que você já tem para limpar, lixar, passar uma boa tinta e desgastar onde achar necessário.

Pode ser que haja um móvel antigo em excelentes condições, mas que você não conseguiu reutilizar. Aproveite a dica de reforma dada no tópico anterior. Dá também para utilizá-la em móveis e utensílios de metal, mas com as devidas adaptações.

Outra forma interessante é utilizar espelhos. Pense naquele vidro envelhecido que já conta com marcas de desgaste, mas tem uma moldura linda. Ela é uma peça de peso, tanto por sua estrutura quanto pelo seu tempo de existência. Um modelo grande e envelhecido pode fazer toda a diferença na sua sala, por exemplo.

Abuse das cores claras

Aqui, as cores claras do sofá e do piso deixaram o ambiente mais leve

Aqui, as cores claras do sofá e do piso deixaram o ambiente mais leve (Foto: Yuli Felde)

Como já dissemos, uma das principais características desse estilo é a adoção de cores claras. Mas isso não precisa se resumir aos móveis. Pinte as paredes com tons claros ou pastel, como branco, off-white, ciano, rosa-quartzo e verde-menta.

Adote o papel de parede

E por que não adotar algumas estampas? Em vez de apenas tinta, dá para colar papéis de parede com desenhos delicados, como flores e arabescos. Eles também devem ser em cores claras.

Abra-se à claridade

O Shabby Chic traz a alma do campo para a sua residência. Então, abra as janelas e deixe a luz solar iluminar os seus móveis.

Não se esqueça dos tecidos

Não pode fazer alterações nas paredes? Então, use cortinas com flores ou xadrez vermelho e branco, de preferência em tecidos orgânicos. Coloque mantas e almofadas em cima do sofá, além de toalhas nas mesas.

Flores, flores, flores

Shabby Chic em uma bandeja: madeira, louça, flores, tecido orgânico e romantismo

Shabby Chic em uma bandeja: madeira, louça, flores, tecido orgânico e romantismo (Foto: Elaine Howlin)

Em todo canto da casa, enfeite com flores, dando preferência às típicas do campo.

Margaridas, girassóis, lírios do campo, violetas, azaleias, cravos, hortênsias, dentes-de-leão e madibas são as mais conhecidas. Já as rosas trazem todo o romantismo do estilo.

Elas podem ser colocadas em vasinhos ou objetos, como bules e chaleiras de ferro com a tintura gasta.

Não se esqueça dos quadros

Os quadros também ajudam a trazer um ar bucólico. Novamente, dê preferência a pinturas e fotos que remetam ao natural e campestre.

Por fim, aposte nas louças

Use aquela louça que a sua mãe só quer usar nas datas especiais. Vale até as que estão lascadas — elas têm muitas histórias para contar.

Paola Navone: sinônimo de Shabby Chic

A arquiteta e designer Paola Navone, grande entusiasta do estilo Shabby Chic

A arquiteta e designer Paola Navone, grande entusiasta do estilo Shabby Chic (Foto: Archtrends)

Um dos nomes mais conhecidos do design italiano, Paola Navone é um espírito livre e inovador que trouxe a vanguarda para a arquitetura na década de 1980. A sua vida nômade a faz conhecer diversos objetos do cotidiano em culturas do mundo inteiro — algo que ela adota em todas as suas criações.

Esse resgate do comum, da memória e do passado transformou o trabalho de Paola em sinônimo de Shabby Chic. Edifícios, ambientes, móveis e produtos desenvolvidos pela designer costumam ser de cores claras, com materiais orgânicos, que transmitem conforto e são sustentáveis.

A cozinha desenvolvida por Paola Navone para a Mostra Unlimited Portobello 2020

A cozinha desenvolvida por Paola Navone para a Mostra Unlimited Portobello 2020 (Foto: Portobello S.A.)

Em 2020, Paola participou do Archtrends Summit e da Mostra Unlimited, criando dois revestimentos que são comercializados pela Portobello: Vedononvedo e Bonbon.

A cozinha desenvolvida por ela para a Mostra Unlimited traz o espírito Shabby Chic. Inspirada no Mediterrâneo, ela tem muitos elementos orgânicos, piso e mesa brancos, além de ser aberta, como um convite a qualquer pessoa para entrar e cozinhar.

Viu como é possível adotar o Shabby Chic em qualquer residência? Então, conheça agora um pouco mais sobre a vida de Paola Navone, o grande nome do estilo!

Nenhum comentário

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *