Menu
Projetos e Obras
Busca

Portobello Coleção

Porcelanatos para áreas externas: veja como transformar sua casa

20/06/2018

Quer dicas preciosas para esse cantinho especial do seu lar doce lar? Continue a leitura!

Transformar a área externa em um espaço para o dia a dia está se tornando uma tendência. Atividades como curtir uma rede de descanso, apreciar um bom vinho ou compartilhar momentos na companhia de pessoas queridas fazem com que o ambiente ao ar livre seja cada vez mais valorizado.

Para repaginar esse tipo de espaço e torná-lo a estrela da casa, a Portobello oferece produtos com resistência ao escorregamento, ideais para o uso em áreas descobertas e sujeitas ao contato com a água.

As linhas ainda garantem efeitos maravilhosos e, dependendo dos materiais utilizados, possibilitam a criação de espaços simples, criativos, inusitados ou extremamente sofisticados. Tem opções para todos os gostos e necessidades.

Quer conferir como aproveitar os porcelanatos para áreas externas, em quais peças apostar e como harmonizar ambientes? Continue a leitura do post para saber mais!

porcelanatos para áreas externas

O porcelanato

Esse tipo de piso é tradicionalmente reconhecido pela beleza e versatilidade, mas também garante sofisticação, estilo e praticidade para a decoração interior.

O uso do porcelanato em espaços externos expostos às condições climáticas também é muito recomendado, e o resultado fica incrível! Não é à toa que se transformou em peça-chave para reformas e construções feitas em ambientes ao ar livre.

Entre as principais características do revestimento, estão a uniformidade da coloração, a alta resistência ao desgaste físico e químico, a baixíssima absorção de água — é praticamente impermeável —, a resistência mecânica e o alto desempenho. O material também é extremamente versátil por apresentar várias estampas, cores e texturas.

Produtos como o porcelanato natural (com aspecto não polido) e o rústico (com irregularidades) apresentam a vantagem da textura áspera e rugosa, popularmente conhecida como antiderrapante.

Peças com esse tipo de acabamento são ideais para garagens, salões de festa e áreas gourmet cobertas porque garantem segurança e conforto. Também podem ser utilizadas em áreas como piscina, lavanderia, varandas e locais próximos a decks e jardins.

porcelanatos para áreas externas

Escolha de porcelanatos para áreas externas

Características importantes (como funcionalidade e segurança) determinam o tipo de porcelanato ideal para ambientes ao ar livre. Além delas, detalhes relacionados à estética da peça também devem ser considerados para que o projeto fique harmonioso e agradável aos olhos. Veja os principais aspectos a avaliar durante a escolha:

porcelanatos para áreas externas

porcelanatos para áreas externas

Decoração de áreas externas

A falta de espaço não é desculpa para não transformar a área externa em um ambiente acolhedor para relaxar e receber os amigos e a família.

Além de porcelanatos para as áreas externas, aposte em móveis confortáveis e invista em itens de decoração que reflitam o seu estilo. A escolha dos móveis deve priorizar o conforto, a praticidade e a harmonização com toda a residência — ou a construção, em casos de empresas e estabelecimentos comerciais.

Selecionamos alguns aspectos que devem ser avaliados, além de dicas para harmonizar o ambiente. Confira:

porcelanatos para áreas externas

Resistência ao escorregamento

A seleção do material deve ser baseada, principalmente, no coeficiente de atrito, que precisa ser superior a 0,4 para assegurar estabilidade e reduzir o risco de escorregamento, mesmo em superfícies molhadas.

Nos produtos da Portobello, os acabamentos da superfície chamados EXT e NAT seguem esse pré-requisito — com faces levemente abrasivas —, diferentemente de linhas com acabamento polido ou acetinado, que garantem lugar na decoração interior, mas não são apropriadas para os ambientes mencionados acima.

Tipo de rejunte

Outra característica fundamental é a redução do rejunte que conecta as peças, uma vez que a colocação pode ser bem mais próxima que em outros pisos. A aplicação correta garante que o espaço do rejunte seja menor e acumule menos limo, facilitando a limpeza.

porcelanato retificado ganha destaque por apresentar bordas retas e precisas que diminuem a distância entre peças. Isso não apenas reduz a quantidade do rejunte, como também proporciona mais uniformidade no momento da instalação. Devido ao alinhamento perfeito, é um acabamento indicado para criar superfícies mais homogêneas e sem divisões marcadas.

Pessoas que sonham com um piso único, inteiriço, com certeza vão gostar dessa solução. Quando aplicado utilizando peças idênticas (mesma cor ou estampa) e com mão de obra adequada, o porcelanato retificado aparenta não ter emendas.

Tamanho e formato

Assim como os revestimentos indicados para uso interno, os porcelanatos para áreas externas também podem ser encontrados em diferentes tamanhos e formatos. Modelos maiores são excelentes escolhas para composições contemporâneas.

As medidas amplas das peças agregam um diferencial ao projeto e geram amplitude visual, o que é uma vantagem quando se tem o desafio de repaginar espaços enxutos. Outro ponto positivo é que porcelanatos de grandes dimensões requerem menos rejunte.

Na Portobello, é possível encontrar placas com tamanhos variados: 90×90cm, 20×120cm, 20×180cm, 30×180cm, 60×120cm, 60×180cm, 80×160cm, 120×120cm, 120×240cm, 120×250cm e 300×100cm.

As versões especiais para áreas externas podem ser aplicadas em pisos, paredes e fachadas. Por serem duráveis e resistentes à ação das intempéries, contribuem para manter as superfícies sempre bonitas.

Cores, estampas e texturas

Considerando as características estéticas, as novas trends apontam para o uso de tons neutros — conferindo sofisticação, fácil harmonização e naturalidade — e de porcelanatos com aparência e textura de pedras — trazendo exclusividade e um requinte a mais, além de remeter aos elementos presentes na natureza.

Os porcelanatos que reproduzem madeira — aparentando decks com todas as famosas características do material — também continuam em alta. A Portobello fornece diversas linhas inspiradas na aparência e textura das madeiras, com peças que geram réplicas perfeitas dessa matéria-prima tão valorizada.

Além de cobrirem pisos, os porcelanatos em madeira também podem revestir fachadas e gerar painéis verticais em muros e paredes externas. O custo-benefício é garantido, e o dono do projeto ainda terá um material sustentável compondo sua residência.

porcelanatos para áreas externas

Estilos decorativos

Os revestimentos mais modernos e inspirados no conceito industrial/urbano estão sendo muito aplicados em todos os ambientes, inclusive em espaços externos. Nesse caso, investir em tons escuros, como o cinza e o marrom, ajuda a deixar o espaço mais sofisticado e contemporâneo.

Características que não podem faltar nesse tema são as instalações e estruturas aparentes. Para não deixar o visual monótono, experimente adicionar toques de cor em elementos isolados, como uma poltrona, luminária ou até uma porta. Assim, você não corre o risco de deixar o ambiente poluído e nem perde a proposta do estilo, que é realmente trazer referências do espaço da indústria.

porcelanatos para áreas externas

Para as pessoas que não curtem muito o básico das paletas frias e neutras, boas notícias. Vem surgindo uma nova tendência no universo da decoração: o uso de cores intensas, especialmente os matizes de amarelo-queimado e tabaco. Uma ótima maneira de começar a aplicar sem causar grandes impactos é apostar nos revestimentos.

Com referência ao tabaco, aposte em superfícies trabalhadas com porcelanato em tons terrosos. Peças bege cumprem bem o papel do amarelo, embora sejam consideradas neutras.

Elas criam o fundo perfeito para compor ambientes que vão receber algum tipo de estampa floral ou colorida, seja em tecidos, papéis de parede ou estofados.

Decoração de áreas externas com porcelanato

Quando o assunto é arquitetura e decoração, as possibilidades são infinitas. Por isso, a falta de espaço não deve ser desculpa para não transformar a área externa em um ambiente acolhedor, que permita ao usuário relaxar e receber os amigos e a família.

Além de porcelanatos para áreas externas, aposte em móveis confortáveis e invista em itens de decoração que reflitam o estilo dos moradores. A escolha dos modelos deve priorizar o conforto, a praticidade e a harmonização com toda a residência — ou a construção, em casos de empresas e estabelecimentos comerciais.

Selecionamos alguns aspectos que devem ser avaliados, além de dicas para harmonizar o ambiente. Confira:

Matérias-primas mais indicadas

Em termos gerais, o mobiliário de madeira, de fibra sintética e de alumínio tem destaque na decoração moderna e confere ao ambiente uma pegada natural e relaxante. Entretanto, é preciso ter alguns cuidados na hora de escolher os móveis feitos com esses materiais.

A madeira, por exemplo, mesmo que de espécies como maçaranduba, pínus ou carvalho, deve passar por um tratamento antes de ser instalada. Os mais populares são a vitrificação ou a camada acrílica. Verifique com a loja se a madeira já é tratada e invista em materiais de boa qualidade para tirar proveito máximo do móvel.

Assim como a madeira, o alumínio exige cuidados e manutenção, mesmo sendo mais resistente aos fenômenos climáticos. A dica é evitar a exposição prolongada ao cloro (utilizado em piscinas) e escolher cores mais claras, a fim de não desgastar a pintura.

Já a fibra sintética garante um visual mais rústico e está em alta na decoração. O acabamento, que remete à palha, pode trazer um visual requintado e descolado para o ambiente. O material também é mais resistente quando comparado às fibras naturais e garante facilidade no processo de limpeza.

Montagem do espaço

Além de porcelanatos para áreas externas, aposte em móveis confortáveis e funcionais, como pufes e espreguiçadeiras, mas não exagere na quantidade. Um ambiente muito cheio é justamente o contrário do que se busca em áreas abertas e mais descontraídas.

Uma ideia interessante é a escolha de uma boa mesa. Modelos de centro, por exemplo, podem ter várias funcionalidades, como descansar copos, pratos, livros, artigos de decoração e outros objetos. O mesmo vale para aparadores ou buffets, que permitem apoiar bandejas com garrafas e quitutes em festas/eventos.

Uso da vegetação

A natureza é outro aspecto que você deve preservar e ressaltar, assim como a sustentabilidade e o meio ambiente. Cultive plantas, flores e frutas das mais variadas espécies e, se sobrar espaço, aproveite para montar canteiros destinados ao cultivo de temperos fresquinhos.

Prefira as espécies resistentes ao sol e ao vento e de baixa manutenção, como alfazema, orquídeas, samambaias e aspargos. Você também pode distribuir pelo local alguns vasos coloridos, além de luminárias ou velas para produzir um clima harmonioso.

porcelanatos para áreas externas

Tecidos que adicionam textura

Em relação a tecidos utilizados em estofados e almofadas, invista em materiais impermeáveis. Os modelos mais modernos não são duros, sem graça e pouco confortáveis como os de antigamente. O atual mercado disponibiliza tramas com texturas, estampas e tonalidades variadas, todas duráveis e fáceis de limpar.

Não tenha medo de apostar nas cores e em diferentes estilos para compor o ambiente e deixá-lo personalizado. Quanto mais próximo estiver do gosto e estilo do cliente, maior será a satisfação durante o uso.

Cuidados especiais com o material

Os porcelanatos para áreas externas são mais resistentes que as cerâmicas e as pedras naturais, uma vez que têm baixo índice de absorção de água. Logo, não há necessidade de fazer a impermeabilização das peças.

Porém, justamente por isso, é necessária a instalação de ralos para o escoamento da água da chuva, de piscina ou duchas e dos produtos de limpeza diária.

porcelanatos para áreas externas

Além disso, porcelanatos de cores mais escuras e menos uniformes ajudam a disfarçar as possíveis manchas que surgem com o tempo, devido às intempéries.

Para garantir a versatilidade, o design e a resistência do projeto, passe longe de escovas abrasivas, ceras e produtos que prometem realçar o brilho. Eles podem causar um efeito contrário ao porcelanato externo, danificar o piso e acabar com a beleza do resultado final. Esqueça também ácidos, produtos de limpeza para pedras e químicos contra ferrugem ou para limpar alumínio.

processo de limpeza do porcelanato, em qualquer área, é relativamente fácil e bem prático. O primeiro passo é tomado logo após a instalação, quando é preciso fazer uma limpeza com bucha e sabão para tirar a bruma formada sobre o revestimento, a fim de prevenir manchas.

A aplicação do produto Clean Max, da Portokoll, deve ser feita após essa limpeza inicial para deixar o piso com aparência perfeita. Vale repetir o processo para retirar manchas mais difíceis sempre que for preciso.

Durante a limpeza diária, prefira as escovas e vassouras de cerdas macias para varrer e, ao realizar a limpeza dos porcelanatos para as áreas externas, utilize apenas detergente ou sabão neutro diluído em água.

Para a limpeza pesada, você pode usar produtos como CIF, Veja Cloro Ativo ou Saponáceo Cremoso. Qualquer um deles deve ser diluído em água e usado em sua versão neutra. A aplicação envolve o uso de pano umedecido nessa solução e remoção dos excessos com pano seco.

porcelanatos para áreas externas

Inspirações para compor ambientes com porcelanatos

O arquiteto Daniel Romanelli, do escritório Idea Arquitetura, projetou uma área externa quase completamente revestida por porcelanato. As peças estão presentes nas paredes, no piso e até no teto! Na entrevista a seguir, ele conta como escolheu os materiais e dá dicas de como fazer a seleção dos melhores modelos para esse tipo de ambiente:

O que os clientes desejavam para a área externa?

“O projeto foi feito em 2017, e o desejo dos clientes era ter uma área de festa para reunir o pessoal ao redor da piscina. Então, o ambiente foi pensado para receber pessoas em happy hours, almoços, finais de semana… É uma área externa de lazer mesmo.”

Quais são os desafios de escolher porcelanato para uma área externa?

“O revestimento precisa ter resistência, aderência e ser seguro — especialmente quando crianças e idosos vão circular pelo local. E, claro, os porcelanatos para áreas externas não devem ser muito frágeis, devido ao desgaste. Tudo isso precisa ser checado nas características técnicas do material, que podemos encontrar na loja ou, muitas vezes, buscar com o próprio fornecedor, como no caso da Portobello.”

porcelanatos para áreas externas

Como foi a escolha de revestimentos para esse projeto?

“Usamos o Indonésia na piscina, porque, na época, era um lançamento, e a gente queria uma cor diferente. A ideia era deixá-la mais verdinha, mas sem pastilhas. Também procurávamos fazer um volume inteiro, então o fundo, os lados e a borda da piscina trazem esse revestimento. Só mudou o formato, pois usamos o modelo filetado em alguns pontos.

Fizemos essa escolha porque é um revestimento mais áspero e poroso, não é tão liso e garante mais segurança. A ideia de usá-lo na borda também tinha como finalidade fazer a demarcação da piscina.

Na área da mesa, o objetivo foi misturar um revestimento que lembrasse o concreto (mais acinzentado) e o amadeirado. Então, usamos o Chevron no piso e o contorno da área foi feito com peças que reproduzem madeira de grande formato.

Revestimos a churrasqueira e as floreiras com material mais escuro: um cinza mais bruto, da linha Sampa. A bancada da pia também foi concebida com esse material.

Ao lado da piscina, utilizamos porcelanato que reproduz madeira, e ele foi a base para os cobogós. As peças espalhadas pela grama, da linha Spessorato, da Portobello, apresentam uma espessura maior e servem para criar caminhos. É um material legal de usar, porque tem resistência ao peso.

Nesse mesmo projeto, aplicamos peças inspiradas em madeira de 120×20cm no teto e também no forro, que foi uma maneira inusitada de utilizá-las. Para isso, criamos vigas metálicas que sustentam as peças.”

E como harmonizar os elementos utilizando tantos materiais diferentes?

“O segredo é buscar aquilo de que o cliente gosta. Eu costumo perguntar se gostam de cimento ou madeira, por exemplo, e então busco materiais semelhantes e texturas próximas para ter harmonia no todo.”

Opções para qualquer estilo e necessidade

Em um mercado com tamanha oferta de produtos, não poderiam faltar diferentes tipos de porcelanatos para áreas externas. Para ajudar você a escolher a melhor peça dentre a variedade que temos, separamos algumas linhas da Portobello. Continue a leitura para conferir os modelos em detalhes, dicas de utilização e aplicações feitas por outros profissionais!

Linha Gibraltar

Linha Gibraltar, com superfícies mais intensas e relevos expressivos, vem com a proposta de ocupar ambientes internos e externos. Os modelos AshSand e Ash Chevron são apresentados em grande formato 90×90cm com uma atmosfera mais rústica, inspirados na famosa pedra Gibraltar.

A linha é reconhecida por tons mais claros e naturais. Para complementar pisos e outras superfícies revestidas com esse produto, nada melhor que a madeira em tons escuros e avermelhados. Ela pode aparecer em mesas, bancos e até armários utilizados em áreas externas (modelos antigos ou com aparência desgastada deixam o visual rudimentar).

Para criar contrapontos e agregar leveza, os tecidos são uma boa pedida. Você pode apostar tanto em modelos com tonalidade próxima à das peças Gibraltar (creme, branco, cinza) ou em tons mais vibrantes, como vermelho e laranja. Outra opção é apostar em tramas que criem o efeito xadrez, muito utilizado em toalhas de mesa e redes.

Profissionais que adotaram a linha:

porcelanatos para áreas externas

Linha Karst

Porcelanato externo, de massa colorida e com relevo específico, a Linha Karst garante elegância em projetos contemporâneos. Os traços do porcelanato fazem referência à formação geológica das pedras Limestone, formando uma peça elaborada e suave, com desenho que se manifesta levemente em tom sobre tom.

Diferentemente da linha anterior, exibe pedras mais discretas e que harmonizam bem com projetos que pedem poucas informações. A simplicidade da textura aliada ao uso de tons neutros é a combinação perfeita para diversos ambientes, desde os básicos minimalistas até os clássicos elegantes.

Os móveis com detalhes em couro marrom ou preto podem ser adicionados aos ambientes revestidos com peças Karst. A solução agrega conforto e toques de cores fortes sobre uma base clara. Os tapetes de lã e peças felpudas só potencializam a sensação de aconchego — e se a ideia é levá-la aos assentos de cadeiras e poltronas, a dica é investir em mantas e peles sintéticas.

Profissionais que adotaram a linha:

porcelanatos para áreas externas

Linha Indonesia

Inovação em projetos outdoor, a Linha Indonesia reproduz as pedras vulcânicas em diversos formatos com três tonalidades de porcelanatos para áreas externas, eternizando o movimento das erupções causadas pela lava aquecida. O formato 25×25cm é ideal para projetos de paisagismo e de áreas de lazer, seja no piso, seja revestindo a piscina ou os muros.

Com tonalidades que variam entre o bege e o cinza, as peças harmonizam com qualquer superfície. A aplicação automaticamente cria um fundo neutro que aceita a adição de diferentes cores: o verde das plantas do jardim, o bege da areia, o laranja dos vasos de cerâmica, o amarelo das flores, entre outras possibilidades.

O mais interessante é que as peças com acabamento acinzentado se tornam esverdeadas em contato com a água. É uma excelente alternativa para destacar o tanque da piscina, detalhes de fontes, lagos artificiais e outros elementos aquáticos presentes no projeto da área externa.

Profissionais que adotaram a linha:

  • o arquiteto Tomas Virgili João, de Presidente Prudente (SP), mostra a versatilidade da linha ao revestir toda a piscina de uma área de lazer com peças Sea. O visual das pedras cria um contraste interessante com o revestimento do entorno, que reproduz a aparência da madeira;
  • dois modelos da linha foram escolhidos para revestir a área de recepção concebida pelos arquitetos Aramari Tude e Franklim Moreira, de Aracaju (SE). Peças Volcano aparecem na base da parede externa, enquanto o modelo Sea é utilizado como parte do revestimento de um espelho d’água;
  • novamente o Volcano é peça principal de um projeto, desta vez de autoria do arquiteto Estevão Germano, de Pouso Alegre (MG). Trata-se de um lavabo externo com paredes completamente revestidas com o modelo.

porcelanatos para áreas externas

Linha Ma.De

Criada para representar uma atmosfera contemporânea: essa é a Linha Ma.De, Matéria Design. O inovador e exclusivo formato 120×120cm, nos modelos Pietra di Luserna e Pietra di Bercy, completa sua proposta clean e urbana. O bege e cinza são cores que predominam, assim como na linha anterior.

Os cortes especiais permitem criar detalhes diferenciados em rodapés, enquanto os modelos em grandes formatos criam continuidade visual em pisos próximos de piscinas, áreas de acesso e varandas. É a aposta certa de quem não abre mão de ter um espaço personalizado e que chama a atenção.

O revestimento parece ter sido feito para compor exemplares da arquitetura moderna, com suas edificações concebidas em linhas puras e volumes simples. Por se tratar de um produto discreto e com cores sóbrias, também pede a adição de elementos da natureza, que podem vir na forma de gramados, canteiros e até árvores de grande porte.

Profissionais que adotaram a linha:

  • o arquiteto Rodrigo Fagá, de Maceió (AL), fez do piso em Made Sand um verdadeiro destaque em seu projeto de terraço com deck. O tom claro do revestimento chama a atenção e ajuda a iluminar a área externa;
  • na área gourmet concebida pela designer de interiores Marla Bravim, de Imperatriz (MA), o modelo Graphite aparece no teto. O revestimento é combinado com peças de diferentes tonalidades e que reproduzem outros materiais, como a madeira;
  • o escritório ARX Arquitetura e Urbanismo, de São Paulo (BA), compôs um acesso principalutilizando o Made Graphite em todo o piso que vai da rua à residência. O detalhe fica para a adição de luzes sobre a superfície.

porcelanatos para áreas externas

São tantas opções que pode parecer difícil encontrar a linha ideal de produtos. Porém, aos poucos, é possível captar detalhes que um bom profissional da área com certeza utilizaria como fatores decisivos na escolha.

Mas e você, já sabe quais modelos de porcelanatos para áreas externas têm tudo a ver com o estilo do próximo projeto?

Inspire-se com as nossas ideias e surpreenda criando ambientes simples ou mais arrojados. A escolha é sua e nós podemos ajudar! Entre em contato com a equipe Portobello para saber mais sobre os produtos e encontrar as melhores opções!

13 Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

  • hildete matos santana says:

    A Portobello não poderia ter melhor e eficiente representante nesta àrea .Esse,sim veste a camisa desta maravilhosa empresa.Meus parabéns.

  • indicação de pisos para área externas, Térreo de prédios

  • ramos says:

    Lindos esses porcelanatos , ótimas dicas para a area de Piscina de qualquer residencia , adorei

  • Katia says:

    Então, estou tentando escolher um porcelanato para área externa, e até onde pude pesquisar, inclusive o Reclame Aqui, os porcelanatos externos são de limpeza praticamente impossível, ficando encardidos e com aspecto de envelhecido e sujo poucas semanas após a obra. Como moro em uma região de terra vermelha, já sei que as soluções propostas de X14 e CIF simplesmente não funcionam. Dizer que elas vão limpar o porcelanato de área externa, e ainda mais facilmente, é enganar as pessoas. Cores escuras estão fora de cogitação pois aquecem demais. Qual seria a alternativa menos ruim para regiões como a nossa, onde a terra vermelha encarde tudo.

  • Lucivania says:

    Bom dia.
    Tenho porcelanato tipo madeirado na área do quiosque e infelizmente esta com certas manchas devido a obra. Porem não consigo remover. O que posso fazer.

    • Portobello says:

      Olá Lucivania, tudo bem? 😁

      Primeiramente sugerimos que você faça uma limpeza pós obra! Você deve adquirir Clean Max Portokoll e aplicar conforme escrito na embalagem. Este é um procedimento especifico e precisa ser feito somente uma vez para retirar resíduos de cimento ou rejunte que fiquem sobre o piso.

      No dia a dia é fácil manter o seu porcelanato limpo e brilhante. Para isso, varra o piso com uma vassoura de cerdas macias e, depois, passe um pano de chão molhado. A solução de limpeza deve conter uma colher de sopa de detergente ou sabão neutro, diluído em cinco litros de água. Depois, seque o piso com um pano seco.

      Para limpar porcelanato de maneira pesada, você pode usar CIF, Veja Cloro Ativo, ou Saponáceo Cremoso. Qualquer um destes produtos deve ser diluído em água, usado em sua versão neutra e aplicados com pano umedecido nesta solução.
      A diluição deve ser de 1:10 a 1:30, ou seja, uma parte do produto para 9 partes de água, ou uma parte do produto, para 29 partes de água. A não diluição dos produtos, bem como a sua aplicação direta sobre o piso, pode ocasionar o surgimento de manchas permanentes.

      Agradecemos a preferência e ficamos à disposição!

      – Equipe Archtrends Portobello

  • Lívia Carvalho says:

    Gostaria de saber quanto a eficiência do produto em relação a absorção de calor, porcelanatos que imitam madeira para área externa absorvem mais calor que uma pedra tradicional são tomé por exemplo? ou são tão boas quanto as linhas de piso atérmico que existem no mercado?
    att.

    • Portobello says:

      Olá Lívia, tudo bem? 😊

      Não existe material atérmico. O produto esquenta sim, mas ele tem um comportamento inferior ao da madeira natural. E também ao das pedras citadas como exemplo. Tudo depende da cor do produto, do ambiente onde ele está inserido, se tem sombra, presença de água e até de qual local do Brasil a pessoa está. De maneira geral os produtos escuros tendem a esquentar mais do que os claros. Os produtos que são vendidos como atérmicos também esquentam, mas de uma proporção diferente ao porcelanato.

      Ficamos à disposição!

      – Equipe Archtrends Portobello