Menu
Projetos e Obras
Busca

O porcelanato técnico com acabamento natural é o mais indicado para ambientes com grande fluxo de pessoas, como esse shopping com Mineral Nude (Projeto: Portobello S.A.)

Portobello Técnica

Porcelanato técnico: resistência, praticidade e beleza

03/08/2015

Descubra o que é o porcelanato técnico, onde ele pode ser usado e quais são os principais cuidados com assentamento e manutenção! [Atualizado em: 02/07/2021]

Você sabia que porcelanato não é tudo igual? Dependendo das características da sua obra, algumas versões são mais indicadas do que outras, como é o caso do porcelanato técnico.  

Se preferir, clique no play abaixo para ouvir o artigo completo:

Também conhecido como “toda massa”, ele é excelente para locais com alto tráfego de pessoas e até de maquinários, apresentando ótima resistência e muita beleza.  

Quer entender melhor o que é esse porcelanato e quando ele deve ser usado? Continue a leitura!  

O que é porcelanato técnico 

O porcelanato técnico é aquele que possui a massa toda. Ele não recebe esmalte e, portanto, o corpo do produto tem a mesma cor da superfície.  

Esse porcelanato pode ser encontrado em diferentes acabamentos, como polido, natural, EXT ou silk, além de super EXT e rampa.  

Para ser considerado um porcelanato técnico, é preciso que o revestimento tenha um nível de absorção de água que seja menor ou igual a 0,1%. A título de comparação, o valor permitido para os esmaltados é de 0,5%.  

Devido à sua estrutura homogênea e baixíssima porosidade, o porcelanato técnico oferece bastante resistência e, portanto, pode ser usado em locais com alto tráfego. Mas, claro, que isso também dependerá do acabamento da peça.  

Acabamentos  

Como explicamos, os porcelanatos técnicos podem se apresentar em uma variedade de acabamentos. E são eles, inclusive, que indicam o melhor local de uso do revestimento.  

As peças com acabamento natural têm uma superfície acetinada e são as mais indicadas para pisos de áreas de tráfego intenso.  

Já as com acabamento polido têm uma intensidade variável de brilho, pois passam por um processo de polimento mecânico.  

Elas têm uma tendência maior ao risco; por isso, devem ser evitadas em locais com tráfego mais intenso. Podem ser usadas em pisos de ambientes internos residenciais, desde que não sejam áreas molhadas. Nas paredes internas, seu uso é livre.

Para as áreas externas, a indicação é usar os porcelanatos técnicos EXT ou super EXT.  

Bordas  

Outro ponto que pode variar é em relação às bordas. Na Portobello, todos os porcelanatos técnicos são retificados, ou seja, têm as bordas retas. Isso reduz a aparência do rejunte entre as placas.  

Quais são as vantagens e desvantagens do porcelanato técnico 

Após entender melhor o que é o porcelanato técnico, já deu para notar que esse revestimento conta com uma série de benefícios, não é?  

A principal vantagem, sem dúvida, é a possibilidade de, nas versões com acabamento natural, usar esse revestimento em locais com grande fluxo de pessoas ou trânsito de equipamentos.  

Carol Werner, coordenadora de capacitação e produto da Portobello, explica: “como ele é toda massa, se houver desgaste, sempre enxergaremos a mesma cor, ao contrário do revestimento esmaltado. Por isso, ele é mais indicado para essas áreas”.  

Porcelanato Técnico
A principal vantagem do porcelanato técnico com acabamento natural é a possibilidade de usá-lo em locais com tráfego intenso, como esse com acabamento podotátil (Projeto: Portobello S.A.)  

Como desvantagem, há o fato de o porcelanato técnico não contar com uma grande variedade de cores e estampas. Nos esmaltados, para conseguir reproduzir de maneira fidedigna outros materiais, como a madeira e o mármore, utiliza-se a tecnologia de impressão digital.  

No porcelanato técnico, isso não é possível. Então, as cores e os desenhos são definidos ainda na prensa, sendo difícil reproduzir com exatidão tonalidades, veios e outros detalhes característicos de materiais da natureza.  

Por isso, esse tipo de porcelanato é mais encontrado em tons neutros e uniformes.  

Onde o porcelanato técnico pode ser usado?  

O porcelanato técnico é muito versátil e pode ser usado em uma infinidade de ambientes. “O que define o local de uso não é o tipo de porcelanato, mas sim o acabamento que ele recebe”, explica Carol Werner.  

Então, se a ideia é usar esse porcelanato em ambientes comerciais, como shoppings, terminais rodoviários, estações de metrô ou saguões de aeroporto, é importante optar pelo acabamento natural.  

Em áreas externas residenciais, como quintais, varandas e espaços de lazer, a indicação é o uso do porcelanato técnico EXT.  

Já para ambientes internos residenciais, é possível usar o porcelanato técnico polido, desde que ele não tenha contato com a água.  

Porcelanato Técnico
Ambientes comerciais ficam ainda mais bonitos com os porcelanatos técnicos, que aliam charme e durabilidade (Projeto: Portobello S.A.)

Quais são as argamassas e os rejuntes mais apropriados para ele?  

Para escolher a argamassa e o rejunte certos, Carol Werner dá a dica de sempre conferir o local de uso e as características do ambiente. Aliás, esse cuidado vale para todos os revestimentos cerâmicos, não apenas para o porcelanato técnico.  

Argamassas  

Se a ideia é revestir a área interna de uma residência com o porcelanato técnico, você poderá usar uma argamassa colante específica.  

Em ambientes em contato com a umidade, é possível usar a argamassa colante clássica. Em áreas externas ou internas nas quais se deseja assentar porcelanatos de grandes formatos, uma sugestão é a argamassa múltipla +.  

Já se você pretende revestir um espaço onde haverá tráfego intenso ou quer fazer uma sobreposição, poderá usar a argamassa superior branca, que tem secagem mais rápida e tecnologia Dual Mix.  

Em piscinas e saunas, use argamassas com tecnologia Acqua Protect. Para áreas aquecidas, invista na Máxima Branca, que tem maior aderência. Em tetos e fachadas, é possível usar a Ultra Bicomponente Branca.  

Confira aqui as argamassas Portobello

Rejuntes  

A escolha dos rejuntes também deverá considerar as características dos ambientes. Em geral, existem três tipos:    

  1. cimentício, que é o mais comum. Ele tem uma base de cimento com pigmentação da cor do revestimento. Conta com alta permeabilidade. Assim, acaba sujando com facilidade e, por ser rugoso, é difícil de limpar;  
  2. acrílico, que é menos permeável e pode ser usado em áreas molhadas. Ele é mais fácil de limpar que o cimentício e também é simples de aplicar, oferecendo bom custo-benefício. Porém, não pode ser usado em fachadas e tanques de piscina;  
  3. epóxi, que é um rejunte tricomponente (pó, resina e endurecedor). Ele é 100% impermeável, mais fácil de limpar e garante que não penetrará nada na junta. Também não pode ser usado em fachadas, mas pode ser aplicado em piscinas.  

Confira aqui os rejuntes Portobello

Porcelanato Técnico
O assentamento do porcelanato técnico deve ser feito da mesma forma que os demais porcelanatos, inclusive com os mesmos cuidados para os maxiformatos (Projeto: Portobello S.A.)

Como fazer o assentamento do porcelanato técnico?  

O porcelanato técnico deve ser assentado com os mesmos cuidados dos demais. Algumas dicas importantes são:    

  • no caso do assentamento de placas superiores a 30×30 cm, sempre realizar a dupla colagem, com cordões no sentido paralelo;  
  • as placas devem ser colocadas a 5 cm do local final e, então, é preciso arrastá-las;  
  • a desempenadeira dentada deve ser escolhida de acordo com o tamanho da placa;  
  • a argamassa precisa ser preparada de acordo com as especificações do fabricante. É importante ficar atento ao tempo de uso. Em geral, ela tem duração de 2h30 em temperatura igual ou inferior a 20ºC. Caso não seja usada dentro de período, deverá ser descartada;  
  • nunca adicionar mais água após o preparo da argamassa, pois a prática compromete a aderência do produto e provoca descolamentos. Também deve-se evitar a mistura de água “a olho” ou com a ajuda de objetos de madeira;  
  • enquanto estiver aplicando as peças, sempre faça a limpeza para eliminar o excesso de argamassa, usando uma esponja ou um pano de algodão úmido. O processo deve ser feito no máximo até 1 hora depois do assentamento, para evitar o endurecimento.  

Quais são os cuidados com a limpeza e a manutenção do porcelanato técnico  

O porcelanato técnico não exige cuidados específicos em relação à limpeza e à manutenção. “Você poderá usar detergente neutro, saponáceo cremoso ou Veja Cloro Ativo, dependendo do tipo de mancha e de sujidade presente na peça”, explica Carol Werner.  

Assim como outros tipos de porcelanato, a limpeza pós-obra só pode ser feita após a completa secagem da argamassa. Ela deve ser realizada com esponja umedecida em água e, após a higienização total do revestimento, pode-se aplicar Clean Max Portokoll ou outro produto especializado.  

A limpeza do rejunte também pode ser feita com o Clean Max Portokoll, sete dias após o assentamento. Outra opção é usar o saponáceo cremoso, que pode ser aplicado puro sobre o rejunte. Basta deixá-lo agir por alguns minutos e depois retirá-lo com o lado amarelo da esponja.  

No dia a dia, você pode limpar diluindo uma colher de sopa de detergente neutro em 5 litros de água. Aplique a solução com um pano úmido e depois faça a secagem, para não aparecer manchas. Caso haja alguma sujidade mais complicada, é possível usar o Veja Cloro Ativo, sempre diluído.    

Porcelanato Técnico
Ambientes industriais também podem aproveitar todos os benefícios do porcelanato técnico (Projeto: Portobello S.A.)

Acabamentos  

É muito importante considerar o acabamento do seu porcelanato para fazer a limpeza mais eficiente. Por exemplo, os produtos polidos e silk não podem ser limpos usando o lado abrasivo das esponjas. Já os naturais e EXT podem.  

Independentemente do tipo ou acabamento de porcelanato, contudo, não é recomendável usar Semorin, Brilha Alumínio, Brilhol e outros produtos destinados à limpeza de alumínio, produtos com flúor e seus derivados (especialmente ácido fluorídrico), produtos que contenham hidróxido em alta concentração e nem sabão em pó, ceras, escovas, ácidos ou soda cáustica.  

Porcelanato Técnico
A linha Bonbon é uma novidade da Portobello em porcelanato técnico que traz um design diferenciado e arrojado (Projeto: Portobello S.A.)

A Portobello conta com algumas opções de porcelanato técnico para você usar em diferentes projetos, como:

Agora você já sabe tudo sobre o porcelanato técnico? Visite o site da Portobello e conheça mais sobre os nossos produtos!  

13 Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

  • SOFIA LAGARMILLA says:

    Buenos días. Me contacto con ustedes desde Montevideo, Uruguay.
    Estoy averiguando por porcellanato técnico de 60×60 (aprox) de 2mm de alto. Es para una obra a desarrollar para un banco.

    Ustedes trabajan este tipo de mercadería?
    Por consultas pueden contactarse al 00598 98906343 o 00598 22161616.

    Agradezco su pronta respuesta, dado que son unos cuantos metros y debo darle una contestación al cliente.
    Saludos cordiales,

    Sofía Lagarmilla

    • Equipe Portobello says:

      Olá Sofia, tudo bem?

      A nossa linha Mineral é composta por porcelanatos técnicos. Você pode conferi-la neste link.
      Para informações sobre exportação pedimos que ligue para a Fernanda Wilpert Salvaro no telefone +55 48 99971-0180.

      Agradecemos o seu contato!

      Atenciosamente,
      Equipe Portobello SA

  • Bruno says:

    quais as cores q tem o porcelanato técnico

  • André Oliveira says:

    Boa tarde
    estou querendo revestir uma escadaria com porcelanato mas, gostaria de saber se existe algum porcelanato com bordas arredondadas ( abauladas 0 pois não gosto daqueles cortes em 45º.

    • Equipe Portobello says:

      Olá André, tudo bem?

      Indicamos utilizar porcelanato com acabamento bold, pois as bordas são arredondadas.
      Convidamos você a conhecer as nossas linhas neste link.

      Agradecemos o seu comentário e ficamos à disposição!

      – Equipe Portobello SA

  • Luciana says:

    Olá! Posso usar qualquer um da Portobello para fazer a bancada da cozinha?

  • Camila Costa says:

    Boa tarde, esse porcelanato seria indicado para supermercado? Como é feita a manutenção dele?

    • Archtrends Portobello says:

      Olá Camila, tudo bem?

      Indicamos porcelanatos com acabamento NAT para áreas comerciais e residenciais, poia são bastante resistentes e pouco escorregadios.
      Mas para lhe oferecer ideias concretas, convidamos você a visitar uma de nossas lojas da rede Portobello Shop. Em nossas lojas, você será atendida por Arquitetos altamente qualificados, aptos a apresentar a melhor opção de produtos, paginações e custos, além é claro de encontrar produtos exclusivos, e de alta qualidade.

      Confira a unidade mais próxima no link: https://www.portobelloshop.com.br/onde-comprar

      Agradecemos o seu contato!

      – Equipe Archtrends Portobello

  • Edgar says:

    Boa tarde.
    Vou efetuar a troca de todo porcelanato de minha residencia, pois estou “enjoado” do tipo e do brilho.
    Depois de várias pesquisas na internet encontrei o Porcelanato Esmaltado Borda Reta 20x120cm modelo Betula Portobello, no qual diz ter o “PEI – Não Aplicável”, porém no título diz ser ESMALTADO. Pelo o que li, se é “PEI – Não Aplicável” trata-se de porcelanato técnico, correto?

    • Portobello says:

      Olá Edgar!

      Tudo bem?

      O Bétula é um porcelanato esmaltado e não técnico. As empresas têm a opção de indicar o PEI ou local de uso de porcelanato. Há alguns anos a Portobello opta por dar indicação do local de uso, por isso na especificação do produto consta não aplicável. O local de uso é CL RE FA, que significa comercial leve, residencial e fachadas. Desta forma, você pode utilizar na sua casa!

      Estamos à disposição!!!

      Continue nos acompanhando!!!

      Abraços,
      Equipe Archtrends