Menu
Projetos e Obras
Busca
Porcelanato natural

O porcelanato natural tem acabamento fosco e pode ser usado em qualquer ambiente (Projeto: Portobello S.A.)

Conteúdo Técnica

Porcelanato natural: um revestimento resistente e aconchegante

17/02/2021

O porcelanato natural é um revestimento que pode ser aplicado em qualquer tipo de ambiente e é bem fácil de cuidar. Saiba mais!

Se você procura um revestimento resistente e aconchegante para a sua obra, uma opção interessante é o porcelanato natural ou acetinado, como também é conhecido. Com esse material, os ambientes ficam decorados de forma discreta e bonita, de modo a garantir o bem-estar de quem frequenta o espaço.

Aperte o play abaixo para também escutar o áudio do artigo:

Além disso, o porcelanato natural tem características que possibilitam a aplicação em qualquer local e é bem fácil de limpar. Quer saber mais sobre o revestimento? Então, é só seguir a leitura deste artigo e conferir respostas para as principais dúvidas que arquitetos e clientes têm sobre o produto.

Acompanhe!

Afinal, o que é o porcelanato natural?

Porcelanato natural
O porcelanato natural não recebe nenhum tipo de acabamento superficial em sua fabricação (Projeto com porcelanato natural na parede da fachada: Portobello S.A.)

Como o próprio nome sugere, o porcelanato natural é aquele que não recebe nenhum tipo de acabamento superficial ao fim de sua produção, ou seja, ele é sem brilho.

Em seu processo de fabricação, ele não passa por nenhum processo de polimento, o que deixaria a placa mais brilhosa.

Geralmente, o porcelanato natural reproduz texturas de vários tipos de material, como pedras e cimento. O revestimento é fosco e tem um aspecto mate. Assim, traz para os ambientes um ar de frescor e proximidade com a natureza.

Quais são as vantagens desse acabamento de porcelanato?

Porcelanato natural
O porcelanato natural é indicado para uso dentro do tanque da piscina (Projeto: Portobello S.A.)

Entendido o que é o porcelanato natural, é chegado o momento de conhecer as vantagens desse revestimento. Confira a seguir.

Maior resistência a riscos

Por não receber nenhum tipo de acabamento durante o processo de fabricação, o porcelanato natural é bem mais resistente a riscos, em relação ao polido.

Isso faz com que essa opção de revestimento seja bem interessante para pessoas que têm bichos de estimação em casa, por exemplo.

Material pouco escorregadio

Já que não recebe nenhum tipo de acabamento superficial, o porcelanato natural não fica liso. Por isso, ele é ideal para ser aplicado como revestimento no chão, principalmente em ambientes mais úmidos, como as cozinhas e os banheiros.

Para quem tem crianças ou pessoas idosas em casa, usar o porcelanato natural para revestir o piso é uma excelente ideia, já que é possível evitar escorregões e quedas, que podem ser bem mais graves nessas faixas etárias.

Em quais ambientes o porcelanato natural pode ser utilizado?

Porcelanato natural
O uso do porcelanato natural é indicado para pisos dos banheiros, por conta de suas características (Projeto: Portobello S.A.)

O porcelanato natural pode ser aplicado em qualquer ambiente de imóveis comerciais e residenciais, desde que tenha o local de uso adequado. Além das características que envolvem a segurança, como ser pouco escorregadio, as opções de estampa também são bem diversas.

Pelo acabamento ser fosco, o porcelanato natural é muito utilizado em locais que precisam proporcionar conforto e no qual as pessoas passam bastante tempo. É o caso dos espaços comerciais, das salas e das cozinhas, entre outros.

Há quem não goste de olhar uma superfície com brilho por muito tempo. É por isso que a característica fosca traz maior sensação de conforto para ambientes nos quais é necessário ficar por mais horas.

Quais são as argamassas e os rejuntes mais apropriados para ele?

Porcelanato natural
A Portobello tem uma linha própria de argamassa para diversas situações (Foto: Portobello)

Argamassas

A escolha da argamassa para o porcelanato natural depende muito do local de uso do revestimento. O arquiteto deve verificar as características do ambiente para orientar corretamente os profissionais que farão o assentamento.

As argamassas são divididas em quatro categorias:

  1. AC-1: recomendada apenas para áreas internas, em cômodos secos ou molhados. Não é indicada para estufas e saunas;
  2. AC-2: por ser mais aderente, é recomendada para ambientes onde ocorre bastante variação climática;
  3. AC-3: é muito resistente e, por isso, utilizada em espaços que exigem maior aderência, como áreas de churrasqueiras, piscinas, saunas e fachadas;
  4. AC-3E: é uma evolução da AC-3, sendo recomendada para espaços que exigem maior flexibilidade.

A Portobello tem uma linha completa de argamassas para todas as situações, que podem ser escolhidas de acordo com as especificações de cada projeto.

Porcelanato natural
Além da argamassa, a Portobello também possui uma linha de rejuntes (Foto: Portobello)


Rejuntes

Além da argamassa, é importante fazer a escolha do rejunte que será aplicado entre as peças do porcelanato natural. Nesse caso, existem três opções: o cimentício, o acrílico e o epóxi.

Assim como acontece com a argamassa, a escolha do rejunte deve ser feita de acordo com as características de cada projeto.

O cimentício, por exemplo, pode ser usado em todos os ambientes. No entanto, exige maior manutenção em espaços úmidos, como os banheiros.

Já o acrílico leva resina em sua composição e é mais resistente à água. Logo, é mais recomendado para os espaços úmidos, como as cozinhas e os arredores das piscinas. Porém, não é indicado para fachadas e tanques de piscinas.

Por fim, o epóxi é um tricomponente ultrarresistente com ação bactericida, que pode ser usado em qualquer ambiente, exceto fachadas, garantindo segurança, durabilidade e higiene.

A Portobello também conta com a sua própria linha de rejuntes, que oferecem excelente qualidade para a sua obra, com tecnologia mais inovadora e exclusiva do mercado, além de facilidade na aplicação.

Como fazer o assentamento do porcelanato natural?

Porcelanato natural
O assentamento correto garante que o porcelanato natural fique ainda mais encantador nos ambientes (Projeto: Portobello S.A.)

Não existe segredo para fazer o assentamento do porcelanato natural. As peças devem ser aplicadas da mesma maneira que qualquer tipo do revestimento.

Em suma, devem ser seguidos os passos a seguir:

  • defina o ambiente que receberá o porcelanato e escolha a argamassa e o rejunte ideais;
  • selecione os revestimentos e garanta que eles sejam armazenados corretamente antes da aplicação, para evitar lascas e outros danos;
  • observe os detalhes técnicos da obra, como pontos de água e energia, para fazer a aplicação corretamente;
  • faça o preparo da argamassa, sempre seguindo as orientações do fabricante, dispostas na embalagem ou em material de apoio;
  • aplique a argamassa utilizando os equipamentos mais indicados para cada situação;
  • faça o assentamento das peças nas superfícies onde o revestimento deve ser aplicado;
  • limpe as peças após o assentamento, retirando os excessos de argamassa;
  • faça a vedação dos revestimentos com o rejunte;
  • avalie o resultado e veja se a aplicação ficou adequada.

Quais cuidados devem ser tomados em relação à limpeza?

Porcelanato natural
A limpeza do porcelanato natural (é bem simples de ser feita e não exige o uso de muitos produtos (Projeto com porcelanato natural na parede: Portobello S.A.)

O porcelanato natural é fosco e, portanto, deve seguir as recomendações de limpeza para esse tipo de produto. O procedimento é bastante simples; com poucos cuidados, a sua casa ou o seu escritório estará sempre limpo.

Caso o porcelanato esteja aplicado no chão, a primeira coisa a ser feita é varrer normalmente, para tirar a poeira e outras sujidades acumuladas. Nas paredes, o mesmo deve ser feito com um espanador ou pano de limpeza.

Depois disso, misture água com detergente líquido e aplique essa solução no porcelanato. Uma boa ideia é usar um borrifador, que é fácil de ser encontrado em lojas de comércio popular.

Ao término, molhe um pano com água e passe por cima para tirar o excesso do produto. Deixe secar.

Jamais aplique produtos tradicionalmente utilizados para limpeza pesada, já que eles podem danificar o porcelanato.

Pronto! Agora você já sabe o que é o porcelanato natural e como utilizar esse revestimento em seus projetos. Tomando todos os cuidados citados ao longo deste artigo, temos a certeza de que os resultados serão ambientes resistentes e aconchegantes.

A Portobello comercializa diversos tipos de porcelanatos para projetos de todos os estilos. Acesse o nosso site e confira os nossos produtos!

Nenhum comentário

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *