Menu
Projetos e Obras
Busca

Conteúdo Matérias

Porcelanato amadeirado: 5 tipos de madeira brasileira para reproduzir no seu projeto

02/05/2019

O porcelanato amadeirado permite trazer a natureza para dentro de casa sem prejudicar o meio ambiente. Veja quais os tipos de madeira que você pode reproduzir!

Pronto para apostar no porcelanato amadeirado? Esta é a melhor alternativa à madeira tradicional, mas é preciso conhecer bem suas características e vantagens antes de incluir esse tipo de acabamento no seu projeto.

O porcelanato que reproduz madeira permite trazer a natureza para dentro da sua casa sem que o meio ambiente seja prejudicado. Além de ser uma opção quase imbatível quando se trata de conveniência, preço e durabilidade.

Ainda assim, é uma grande decisão. Afinal, o piso representa parte fundamental em qualquer estrutura. É caro e demorado mudar. Por isso, é importante acertar na escolha.

Neste post, elencamos as principais características e os benefícios do porcelanato amadeirado, que é uma tendência permanente no design de interiores. Continue lendo!

Porcelanato amadeirado: características e benefícios

Porcelanato amadeirado Sequoia / Exposição JK Iguatemi

O porcelanato sempre se destacou como revestimento. No entanto, até recentemente, ele não chegava perto de fornecer a aparência quente, natural da madeira real. Com os avanços da tecnologia, agora é mais fácil do que nunca reproduzir a beleza e estética da madeira, com economias significativas.

Além disso, o porcelanato amadeirado é uma alternativa mais barata de produção, por isso, muitas vezes, é possível comprar peças maiores pelo mesmo preço que os formatos menores do piso em madeira natural.

Da mesma forma, a coloração do porcelanato raramente influencia no preço da peça, ao contrário da madeira natural, que é precificada por espécies. O que significa que, provavelmente, não haverá diferença de preços se você optar por  a Magnólia ou o Pau Brasil no seu piso.

Conheça alguns tipos de madeira que podem ser reproduzidas com o porcelanato amadeirado:

1. Magnólia

Magnólia é o nome utilizado para designar as madeiras de origem tropical com coloração castanho-avermelhada, grão fino, grande dureza e elevada densidade. Muitas vezes escolhido por sua elegância e beleza, a magnólia é um dos tipos mais clássicos de madeira.

2. Sequoia

Proveniente do hemisfério norte, a Sequoia é um dos tipos mais comuns de madeira utilizados em pisos naquela região. Contudo, o porcelanato amadeirado trouxe a possibilidade de reproduzir seu aspecto clássico nos pisos em solo brasileiro. Devido ao seu tom levemente avermelhado, essa peça também pode ser utilizada no revestimento de paredes internas, dando charme ao ambiente.

3. Pau Brasil

pau brasil porcelanato amadeirado

Piso porcelanato amadeirado reproduzindo Pau Brasil / Portobello Shop Joinville

O Pau Brasil é a árvore que carrega o nome do país, nativa das florestas da costa brasileira. Sua madeira apresenta uma intensa cor vermelha devido à presença da brazilina, uma substância muito utilizada antigamente para tingimento de roupas.

4. Jatobá

O Jatobá tem uma cor vinho rica, com um look bastante distinto e elegante. Não é a toa que a madeira dessa árvore é uma das mais valiosas e mais negociadas pelo mundo. Sua reprodução no porcelanato com um tom avermelhado agrega valor e beleza a qualquer ambiente.

5. Araucária

A Araucária é outra árvore típica da fauna brasileira, que apresenta coloração amarelada. Muito utilizada na produção de papel, o aspecto mais claro dessa madeira, quando reproduzido no porcelanato amadeirado, fica elegante tanto em ambientes internos como em áreas externas.

araucaria porcelanato amadeirado

Porcelanato amadeirado reproduzindo Araucária / Projeto Fernanda Calazans Medeiros

De forma geral, o porcelanato amadeirado é um tipo de revestimento que adiciona sofisticação a qualquer ambiente, valorizando o valor de revenda do imóvel.

Agora que você já sabe quais são as possibilidades de reprodução do porcelanato amadeirado, inspire-se com algumas ideias de uso desse revestimento.

2 Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *