Menu
Projetos e Obras
Busca
O projeto de revitalização ousado que substituiu as 360 barras de olhal antigas, juntamente com os pinos de ligação (Foto: Julio Cavalheiro/ Secom/Governo Santa Catarina)

Conteúdo Matérias

Embarque na bela história da Ponte Hercílio Luz, e atravesse de sua abertura à reinauguração

26/02/2020

A história da Ponte Hercílio Luz traz a beleza e memória vivas da maior ponte pênsil com barras de olhal, do mundo!

Florianópolis é um dos pontos turísticos mais visitados do mundo e, se depender da Ponte Hercílio Luz, a cidade tem tudo para ser a número 1 em turismo. O motivo é a reabertura da ponte pênsil do município. Repaginada, esse símbolo cultural e arquitetônico de Floripa continua a esbanjar sua beleza.

Mais do que ligar um ponto a outro, a história da primeira ligação entre a ilha de Santa Catarina e o continente rememora a urbanização e o crescimento de Florianópolis. Cidade esta que cresceu bastante graças à obra e primou pela preservação de seu patrimônio aliada à economia local.

Ou seja, Floripa tem agora mais uma atração arquitetônica imperdível que você deve descobrir. Por isso, conheça, neste post, a bela história da Ponte Hercílio Luz, de ponta a ponta!

Essa é a única ponte que "sorri" em Florianópolis, motivada para além da beleza da cidade e pela estrutura e cabos de aço(Foto: Ricardo Wolffenbuttel/ Secom/Governo Santa Catarina)

Essa é a única ponte que “sorri” em Florianópolis, motivada para além da beleza da cidade e pela estrutura e cabos de aço(Foto: Ricardo Wolffenbuttel/ Secom/Governo Santa Catarina)

O projeto da Ponte Hercílio Luz

A história da Ponte Hercílio Luz começa em 1922. O projeto, que é ousado até hoje, foi realizado para ligar a, até então, isolada ilha de Santa Catarina ao continente. Além disso, abrir um canal para o tráfego de carros e pedestres e, à época, charretes.

As curiosidades dessa obra magnífica começam pelo seu nome. Quando projetada, a Ponte Hercílio Luz, na verdade, tinha o nome de Ponte da Independência.

Porém, em 1924, dois anos antes de a ponte ser concluída, o governador de Florianópolis, engenheiro e idealizador da obra, Hercílio Luz, faleceu de câncer de estômago. Por esse motivo, e pelo simbolismo que a ponte carrega da concepção de Hercílio, a ponte foi rebatizada com seu nome.

 

Graças a um projeto e execução visionários a ponte resistiu depois de décadas de abandono (Foto: Ricardo Wolffenbuttel/ Secom/Governo Santa Catarina)

Graças a um projeto e execução visionários a ponte resistiu depois de décadas de abandono (Foto: Ricardo Wolffenbuttel/ Secom/Governo Santa Catarina)

O governador não pode ver e nem tocar em sua obra. Porém, semanas antes de ele falecer, para prestigiar esse presente que o governador deu para Floripa, eles fizeram uma mini ponte ao lado da ponte pênsil.

Assim, o governador pôde caminhar por cima dessa representação em miniatura da obra e comemorar seu feito, que foi concluído em 1926 da forma como ele planejou.

Os materiais e as inovações da ponte pênsil de Floripa

A Ponte Hercílio Luz, em estilo Art Déco e com 821 metros de extensão, é a maior e única ponte pênsil do mundo que usa o apoio de barras de olhal. Estas, são enormes estruturas de aço fundido que travam a ponte com a ajuda de eixos rígidos.

Além de garantirem a segurança, o visual que as barras proporcionam é um espetáculo, já que lembram elos de uma corrente de bicicleta. Delicadeza e brutalismo em uma arquitetura só.

Para erguer a obra, o Brasil não tinha indústrias suficientes que fabricavam aço na proporção e volume que a Ponte Hercílio luz exigia, na época. Por isso, foi preciso importar os materiais dos Estados Unidos, que resistem até hoje à ação do tempo.

Ponte desativada ainda com madeira como piso escondia um projeto de linha férrea para o espaço que nunca saiu do papel (Foto: Pedro Rockenbach/Flickr)

Ponte desativada ainda com madeira como piso escondia um projeto de linha férrea para o espaço que nunca saiu do papel (Foto: Pedro Rockenbach/Flickr)

Além disso, os pilares erguidos sob as águas salgadas das praias de Floripa são especiais para resistir aos efeitos da maresia. Os cabos de aço, que são reforçados o suficiente para sustentar as 5 mil toneladas do projeto, também são usados para suspender a e dar a beleza única à ponte pênsil.

Os cabos de aço são usados para suspender a e dar a beleza única à ponte pênsil (Foto: Ricardo Wolffenbuttel/ Secom/Governo Santa Catarina)

Os cabos de aço são usados para suspender a e dar a beleza única à ponte pênsil (Foto: Ricardo Wolffenbuttel/ Secom/Governo Santa Catarina)

Se o aço e o concreto faziam a suspensão e a sustentação da ponte, quem dava as caras na pista, na abertura da ponte, era a madeira. Tábuas reforçadas garantiam as passagens dos poucos veículos e pessoas nas primeiras décadas de uso da Hercílio Luz.

A esperada reabertura da ponte

A Ponte Hercílio Luz funcionou de 1926 a 1991, quando, por motivos de falta de manutenção e adequação à época, foi interditada. O que fez com que a ponte pênsil ficasse inutilizada durante mais de 20 anos — com um respiro só em 1997, ano em que a Hercílio Luz foi tombada como Patrimônio Artístico e Arquitetônico do Brasil.

Apenas em 2006, com o risco de cair, mas mantendo-se firme durante quase um século, a Ponte Hercílio Luz passou por sua merecida, ainda que tardia, revitalização.

A Ponte Hercílio Luz passou por sua merecida, ainda que tardia, revitalização (Foto: Ricardo Wolffenbuttel/ Secom/Governo Santa Catarina)

A Ponte Hercílio Luz passou por sua merecida, ainda que tardia, revitalização (Foto: Ricardo Wolffenbuttel/ Secom/Governo Santa Catarina)

Um projeto ousado que substituiu as 360 barras de olhal antigas, juntamente com os pinos de ligação. Além de trocar o piso de madeira por modernas grades de aço. O projeto de revitalização, que teve interrupções, entregou uma nova Ponte Hercílio Luz, liberada para uso de pedestres e de veículos.

O projeto de revitalização ousado que substituiu as 360 barras de olhal antigas, juntamente com os pinos de ligação (Foto: Julio Cavalheiro/ Secom/Governo Santa Catarina)

O projeto de revitalização ousado que substituiu as 360 barras de olhal antigas, juntamente com os pinos de ligação (Foto: Julio Cavalheiro/ Secom/Governo Santa Catarina)

No dia 30 de dezembro de 2019, os moradores que já conheciam a ponte de outras décadas, puderam rever a icônica obra nova em folha. O evento de reinauguração contou com a população de Floripa em peso para ver e comprovar que o fôlego da obra estava renovado.

A reinauguração da Ponte Hercílio Luz marca, além da memória viva de Florianópolis, um novo momento econômico da cidade. O comércio local ao redor da ponte ganha agora mais turistas em busca de uma caminhada por esse grande atrativo.

O evento de reinauguração da ponte contou com a população de Floripa em peso (Foto: Ricardo Wolffenbuttel/ Secom/Governo Santa Catarina)

O evento de reinauguração da ponte contou com a população de Floripa em peso (Foto: Ricardo Wolffenbuttel/ Secom/Governo Santa Catarina)

Um diferencial que nem Hercílio Luz saberia que seu projeto alcançaria hoje em dia!

O que você achou do conteúdo de hoje sobre a ponte Hercílio Luz? Conte para a gente abaixo! E não deixe acessar o nosso post sobre as maiores pontes do mundo e do Brasil!

Foto de destaque: Julio Cavalheiro/SECOM.

1 comentário

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *