Menu
Projetos e Obras
Busca
PKR - Novo Aeroporto de pequim

Conteúdo Matérias

PKX: conheça o novo Aeroporto de Pequim

19/02/2020

Embarque no novo Aeroporto de Pequim Daxing (PKX) e desfrute de todos os serviços e facilidades que esse gigante da aviação mundial oferece!

Tecnologia, tradição e funcionalidade. Com essa união, o novo Aeroporto de Pequim Daxing (PKX) mostra que é uma obra máxima de um futuro que, por lá, já é presente. No entanto, mais do que receber um volume de passageiros imenso com uma grande estrutura moderna, o local tem um estilo muito ousado.

O PKX foi criado com dois objetivos: ser um dos maiores aeroportos do mundo e desafogar o Aeroporto Internacional de Pequim — Capital (PEK). Esse, por sua vez, atende “apenas” 100 milhões de passageiros ao ano, um volume que mostra a velocidade com que a China ganha relevância mundial.

Inaugurado há menos de um ano, o PKX já é o centro das atenções no universo dos aeroportos, e você vai conhecer agora todas as particularidades da arquitetura desse projeto. Então, aperte os cintos e embarque nesta viagem ao solo chinês!

O objetivo do novo Aeroporto de Pequim Daxing

Mesmo após passar por uma reforma e aumentar em 2008, o PEK não foi suficiente para suprir a demanda de viagens aéreas da China. Afinal, haja espaço para um país com 1.386 bilhão de habitantes, mais passageiros do mundo todo indo ao destino que movimenta a economia mundial.

Um bebê na idade, mas um senhor no tamanho, o PKX foi erguido para auxiliar seu “irmão”, PEK. E só uma proposta ousada poderia dar conta dessa missão.

Área externa do aeroporto exibe a beleza do complexo (Foto: Hufton+Crow/Zaha Hadid Architects)

Área externa do aeroporto exibe a beleza do complexo (Foto: Hufton+Crow/Zaha Hadid Architects)

O novo Aeroporto de Pequim une o que há de mais tecnológico na arquitetura mundial e a atenção aos detalhes que é típica do Oriente. Assim, o PKX oferece aos seus usuários um cenário moderno, mas no qual é possível encontrar marcas da cultura tradicional chinesa.

O PKX foi construído em uma área de nada menos que 700 mil m². Para você ter uma ideia, é o mesmo tamanho do maior entreposto da América Latina, a Ceagesp.

A obra

O escritório responsável por esse projeto grandioso é o britânico Zaha Hadid Architects, que leva o nome da fundadora, uma arquiteta iraquiana-britânica.

Falecida em 2016, a profissional é conhecida mundialmente por obras do tipo desconstrutivista, linha também do PKX.

Vale reforçar que Hadid é, até então, a única mulher a receber o prêmio máximo da arquitetura, o Pritzker. Ou seja, a aviação chinesa está seguramente em boas mãos.

Design disforme é a marca central desse projeto e, também, "carimbo" do escritório Zaha Hadid (Foto: Hufton+Crow/Zaha Hadid Architects)

Design disforme é a marca central desse projeto e, também, “carimbo” do escritório Zaha Hadid (Foto: Hufton+Crow/Zaha Hadid Architects)

Inaugurado em setembro de 2019, o Aeroporto de Pequim levou ao todo cinco anos para ser concluído e custou cerca de US$ 17 bilhões.

Esse volume de movimentação monetária também mexeu com o passado chinês. Durante as escavações para a fundação da obra no terreno, foram descobertas joias e relíquias da dinastia Qing (1613 a 1912).

Assim, o PKX literalmente encontrou raízes culturais da China que estavam perdidas.

O design e a capacidade do PKX

A estrutura do PKX foi feita para simular uma fênix, ave lendária que ressurge das cinzas e fica cada vez mais forte.

Vista de cima, a cobertura do aeroporto remete ao ser mitológico voando, perfeito para simbolizar uma área dominada pela aviação.

Segundo a lenda, a ave consegue erguer muito peso, chegando a levantar até elefantes. Bem, o novo Aeroporto de Pequim não transporta esses animais, mas tem fôlego para atender mais de 45 milhões de passageiros anualmente.

Assista ao vídeo do novo Aeroporto de Pequim, feito pelo escritório Zaha Hadid Architects:

(Vídeo: Dan Chung/Vimeo)

E isso não é tudo. Até 2040, o projeto promete entregar potencial para atender até 100 milhões de passageiros por ano. Tudo isso com a ajuda de cinco andares e sete pistas de pouso para aviões do tipo “peso pesado”.

A estrutura única do PKX é sustentada por colunas em curvas orgânicas, que não estão espalhadas pelos corredores e saguões, mas sim distribuídas nas extremidades do complexo.

Dessa maneira, o tráfego das pessoas e a apreciação do espaço interior são muito beneficiados.

O aeroporto otimizado para cada passo dos usuários

Se você pensa que a megaestrutura do Aeroporto de Pequim faz cada passageiro caminhar por horas do check-in à fila de embarque, não se engane.

O PKX foi pensado estrategicamente para ser muito funcional; afinal de contas, um aeroporto exige, antes de beleza, facilidades aos usuários.

A ideia por trás dos corredores é caminhar mesmo, mas a acessibilidade para vários públicos é garantida (Foto: Hufton+Crow/Zaha Hadid Architects)

A ideia por trás dos corredores é caminhar mesmo, mas a acessibilidade para vários públicos é garantida (Foto: Hufton+Crow/Zaha Hadid Architects)

Do local de raio-x das bagagens e pessoas aos portões de embarque, são necessários cerca de 10 minutos andando. Esse é um dos resultados de corredores que garantem boa locomoção, pois são dotados de esteiras rolantes que aceleram os passos dos passageiros.

A sustentabilidade como prioridade do PKX

O Aeroporto de Pequim é totalmente voltado às melhores práticas sustentáveis. Tanta tecnologia oferecida pelo espaço seria quase que um desperdício se não viesse acompanhada desse quesito tão importante em projetos atuais.

A começar pela estrutura superior, com 8 mil janelões de vidro que permitem muita iluminação natural por todos os cantos.

Para reforçar esse aspecto de economia de energia, o chão do PKX é todo espelhado, com algumas áreas em pedras de mármore e outras pintadas com tinta especial que reflete a iluminação solar.

A estrutura certa para dar luz na medida em cada um dos corredores, passarelas e demais espaços do aeroporto (Foto: Hufton+Crow/Zaha Hadid Architects)

A estrutura certa para dar luz na medida em cada um dos corredores, passarelas e demais espaços do aeroporto (Foto: Hufton+Crow/Zaha Hadid Architects)

O projeto ainda conta com equipamentos com tecnologia de reconhecimento facial que fazem o serviço de check-in. Com isso, não é preciso emitir bilhetes e comprovar que você fez a compra a um funcionário de guichê. A inteligência artificial do PKX reconhece quem você é e notifica o sistema sobre o voo agendado.

Tradição e inovação da China traduzidas no PKX

Tecnologia a China tem para dar e vender. Mas, acima disso, o projeto foi pensado para trazer a tradição chinesa aos usuários.

Desse modo, cinco jardins chineses — com sua arquitetura ímpar em vermelho e verde — trazem o espírito oriental e um refúgio da correria do aeroporto. Esses espaços estão distribuídos de forma estratégica ao final de cada corredor e dão acesso ao saguão central.

Além de ajudarem na harmonia do lugar, esses lugares entregam um visual para os usuários descansarem e refletirem. Ou mesmo fazerem uma reunião rápida pela web, ainda que cheia das restrições próprias do país.

É a máxima expressão chinesa de unir o tradicional ao que há de mais moderno.

Os serviços de sempre e as surpresas do novo aeroporto chinês

Lojas, toaletes e outros serviços são distribuídos em vários setores do PKX (Foto: Hufton+Crow/Zaha Hadid Architects)

Lojas, toaletes e outros serviços são distribuídos em vários setores do PKX (Foto: Hufton+Crow/Zaha Hadid Architects)

Serviços como casas de campo, free shops e cafeterias fazem parte do cenário imponente do PKX. O Aeroporto de Pequim oferece mais de 90 tipos de restaurantes, incluindo os de alta gastronomia local e os fast foods mais famosos do mundo.

Também existe bastante espaço para algumas regalias. Há um hotel dentro do complexo, com 215 quartos, o que faz dele o maior em um aeroporto localizado em solo chinês.

Para oferecer um espaço privativo e no estilo de balada, dois lounges fazem parte do PKX. Ambos são bastante atrativos para comer petiscos e relaxar tomando um drinque em cenários bastante sofisticados.

Mais do que um centro de aviação, o Aeroporto de Pequim parece ter sido projetado para ser um grande polo turístico dentro de uma viagem de negócios ou a passeio. Afinal, caminhar por seus corredores e conhecer toda a estrutura do projeto, por si só, já vale a viagem de 24h ao outro lado do planeta.

Leia também nosso artigo sobre os maiores aeroportos do mundo!

Destaque: A imponência de cada espaço do Aeroporto de Pequim é proporcional aos objetivos do projeto (Foto: Hufton+Crow/Zaha Hadid Architects)

Nenhum comentário

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *