Menu
Projetos e Obras
Busca

Conteúdo Matérias

Como usar pedras na decoração sem perder a elegância?

12/12/2017

Quer usar pedras no seu projeto mas não sabe como? Não se preocupe, nós ensinamos!

Não é de hoje que as pedras estão em alta. Seja mármore, granito, quartzo, calcário ou qualquer um dos vários outros tipos existentes no mercado, pode ter certeza de que esse material é uma boa opção.

Que tal então aprender as melhores formas de usar pedras na decoração sem perder a elegância e a sofisticação? No post de hoje, vamos apresentar algumas dicas valiosas. Acompanhe!

Defina o estilo do seu projeto

Magma Rock

Porcelanato Magma Rock

Porcelanato Magma Rock

Porcelanato Magma Rock

A escolha do modelo perfeito está completamente relacionada com o restante do projeto. Antes de tudo, é preciso avaliar se ele está sendo desenvolvido para área interna ou externa. Só essa resposta já é uma boa diretriz para definir a melhor opção.

Reproduções de pedras vulcânicas combinam melhor com o espaço do jardim e da piscina do que com os ambientes internos, por exemplo. Já para dentro de casa, escolha aquelas peças com textura suave, bem clean e moderninhas. Ainda assim, caso queira ousar um pouco mais na decoração do interior, você pode optar pelas que apresentam um aspecto rústico.

Além de pensar no local em que a pedra será aplicada, é preciso considerar o estilo pessoal e as necessidades dos moradores. Só assim será possível filtrar a busca e encontrar a alternativa certeira.

Coloque-as em um ponto de destaque

Porcelanato Pierre Belle

Porcelanato Pierre Belle

Porcelanato Portland Stone

Porcelanato Portland Stone

Pedras são muito bonitas, e ficam ainda mais valorizadas visualmente quando integradas a outros materiais.

Você pode até realizar um projeto clássico no qual os quatro cantos da parede são totalmente revestidos com pedra. Mas já pensou em inovar e usar alguns recursos a fim de criar contraste com o revestimento?

Não é preciso usar a pedra em abundância. No caso mencionado acima, é possível separar um lado da parede e somente pintar o restante, escolhendo tintas que tragam um efeito de contraposição.

Foque naquelas que fujam do comum, como o verde-musgo (que está em alta e combina tanto com tons de pedra mais escuros quanto com os claros), cinzas, opções de azul fechadas e cores frias em geral.

De tal forma, você colocará o revestimento em um ponto de destaque, economizando um pouco por não ter que comprar peças suficientes para cobrir toda a parede. Afinal, sabemos que não se trata de um material tão em conta.

A reprodução da pedra em porcelanato, item que vamos abordar mais detalhadamente no decorrer do texto, é uma opção viável para pessoas que querem aplicar o material com mais abundância no projeto, porém não pretendem aumentar muito o orçamento com um revestimento que pode ser bem caro. As reproduções são ótimas e funcionam super bem em qualquer ambiente!

Os móveis também são capazes de criar um contraste com a pedra e com o restante da decoração. A madeira é praticamente unânime nesse quesito, sendo a opção perfeita para pelo menos um de seus móveis principais (como a mesa de jantar e suas cadeiras).

Ambientes iluminados e a presença de plantas também valorizam muito o uso desse material.

Tenha cuidado na hora da aplicação

Porcelanato Burlington

Burlington

Porcelanato Burlington

No momento de colocar as peças, é preciso tomar cuidado e ficar atento a algumas questões delicadas. O alto custo de instalação das pedras se justifica, entre outros motivos, pela aplicação minuciosa.

Para que o resultado atinja as expectativas e os níveis de qualidade esperados, é necessário desembolsar um valor considerável. No caso do uso de pedras na área externa, também é aconselhável usar produtos impermeabilizantes na superfície, capazes de garantir maior durabilidade. Dessa forma, a beleza do material será ressaltada e sua conservação será mais fácil.

Já nas paredes, há um ponto importante que deve ser destacado: é necessário prestar atenção no tipo de edificação presente na casa.

Existem, por exemplo, as paredes Drywall, ou seja, modelos “secos” construídos a partir de uma estrutura de aço e revestidos com chapas de gesso. Esse método não precisa de argamassa na construção, e também não é necessário preparar a superfície com massa antes de aplicar a pedra. Nos demais tipos, no entanto, essa preparação é exigida.

Além disso, antes de pensar em todas as questões técnicas como a aplicação, é preciso definir exatamente o efeito que você está buscando. Por exemplo: será um ambiente mais rústico ou moderno? Qual estilo será preponderante?

Pedras mais rudimentares não precisam da mesma preparação minuciosa que as que são cortadas em placa. A segunda opção pede paredes rebocadas, e também é necessário verificar outros quesitos técnicos.

Essas e outras questões devem estar esclarecidas com o fornecedor e com o profissional responsável pela obra, a fim de que não apareçam surpresas desagradáveis no meio do caminho.

Considere usar materiais que reproduzem as pedras na decoração

Porcelanato Thor

Thor

Porcelanato Thor

Por mais que seja bonita, a pedra pode não ser vantajosa. Muitas vezes, seu alto custo desanima quem busca pelo revestimento.

Além disso, vários tipos de pedra acabam se degradando com facilidade, o que gera a necessidade de manutenções constantes. Isso só aumenta os gastos ao longo do tempo.

Ninguém quer passar por isso, certo? Pois saiba que existem maneiras interessantes de substituir a pedra sem deixar de lado o estilo que você pensou para o projeto, com alternativas tão bonitas quanto (ou mais) e que ainda trazem a vantagem da praticidade e do bom custo-benefício.

A melhor escolha nesse caso é o porcelanato que reproduz a pedra. Com efeito idêntico, ele veio para superar as desvantagens e compor qualquer ambiente de maneira ainda melhor.

Por exemplo: essa opção é menos escorregadia, bastante resistente a manchas e sujeiras, fácil de limpar e, além de tudo, precisa de pouca argamassa na hora da aplicação. Existem inúmeros modelos no mercado hoje em dia, capazes de agradar os mais diversos estilos e preferências.

Se o projeto for clean e minimalista, opções claras são as indicadas. A Linha Thor, por exemplo, está disponível em três cores (off white, cor de areia e um tom de marrom mais forte) e pode ser combinada com uma decoração de tonalidades escuras, como o azul-marinho. Imagine que lindo um ambiente assim complementado com várias plantas de grande porte em vasos modernos?

Essa linha também fica ótima com a madeira. Nesse caso, é possível aplicar uma cor escura no teto, por exemplo, o que faria um belo contraste com piso e paredes revestidas com o porcelanato.

E então, gostou das nossas dicas de como usar porcelanatos e pedras na decoração? Quer começar a apostar nessa tendência em seus projetos? Se a resposta for sim, que tal conhecer os nossos produtos? Entre em contato conosco por meio do canal de atendimento profissional da Portobello, acesse www.portobello.com.br.

Nenhum comentário

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *