Menu
Projetos e Obras
Busca

Conteúdo Matérias

Patrimônio de Cuba – um exemplo de manutenção arquitetônica da história

30/11/2012

Quem visita Cuba pode ter a nítida sensação de que tudo se mantém muito parecido com o início, desde que o País começou a desenvolver a sua população e a sua história. Ruas repletas de lembranças do tempo em que tudo começou a se formar, casas com as mais belas cores e janelas, ruas largas de(…)

Quem visita Cuba pode ter a nítida sensação de que tudo se mantém muito parecido com o início, desde que o País começou a desenvolver a sua população e a sua história. Ruas repletas de lembranças do tempo em que tudo começou a se formar, casas com as mais belas cores e janelas, ruas largas de pedras, carros antigos, muitos tons fortes ao mais clássico dos modos possíveis.

A única república socialista do Ocidente parece manter vivas as imagens dos anos 50, 60 e 70, com as construções geminadas das cidades menores e periferias, em contraste com a moderna arquitetura dos grandes centros, como Havana.

patrimonio de cubapatrimonio de cuba

A arquitetura do País coleciona o maior número de prédios coloniais preservados da América. Viajar para Cuba é viajar para o barroco e ver tudo o que foi projetado no período neoclássico.

Quem não se apaixonaria ao ver de perto os famosos arcos nas portas e janelas?

patrimonio-de-cuba-3

patrimonio de cuba

Embora venham sofrendo com a ação do tempo, os prédios coloniais resistem bravamente e enchem o local de vida. Ainda que a cena econômica não seja favorável à manutenção e restauração de algumas importantes construções, há beleza por toda a parte.

Como o patrimônio é do Estado, não há o risco de que as belas construções sejam vendidas, reformadas ou transformadas em construções mais modernas, ou seja, o último berço do socialismo nas Américas deve seguir com seu patrimônio arquitetônico em dia. Em Havana, alguns prédios estão sendo restaurados mesmo com poucos recursos e a dificuldade que o País encontra para dividir bem a verba entre todas as necessidades da população. Só em Havana, são dois milhões de habitantes.

patrimonio de cuba

Casarões dos séculos XIX e XX estão em contraste com as novidades da era pós-revolução. Ou seja, vale a pena transitar entre as belas e antigas ruas do socialismo. A beleza está na história, nas datas, nas cores e na luta por um regime igualitário. Que tal conhecer?

 

Nenhum comentário

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *