Menu
Projetos e Obras
Busca

Conteúdo Arquitetura com opinião

Na sua “arquitetura de alfaiataria”, Mariana Pesca propõe ambientes totalmente personalizados

06/09/2019

Ela estuda as tendências de arquitetura e design no Brasil e mundo afora e apresenta as melhores opções para seus clientes construírem projetos singulares. Conheça mais sobre o estilo da arquiteta e designer de interiores, com escritório em Florianópolis.

Mariana Pesca está sempre divulgando seus trabalhos nas redes sociais, criando projetos para conceituadas mostras de arquitetura e design, ministrando palestras e buscando constantemente se antenar nas tendências por meio de participações em feiras nacionais e internacionais. A verdade é que a “cataúcha” – a gaúcha que vive em Santa Catarina -, como ela mesma se define – não para. “As ideias sempre me vêm à cabeça, não só na área arquitetônica, mas em outras frentes. Sou multidisciplinar, preciso fazer várias coisas ao mesmo tempo – e olhe que eu consigo dar conta de tudo (rs)”, confessa.

Essa voracidade pela profissão tem explicação. Desenhava muito desde a infância e, na adolescência, criava suas próprias roupas. Sabia então que devia atuar em algo que estimulasse ainda mais a sua criatividade. A arquitetura caiu como uma luva. Formou-se há 15 anos na primeira turma da Unisul e acabou conquistando mérito de melhor aluna por dois semestres. “Estava fazendo o que realmente gostava e por isso me dedicava bastante”, conta.

Mariana ministra várias palestras pelo país

Mariana ministra várias palestras pelo país (Foto: Vanessa Pinho)

O resultado de tanto dinamismo foi criar um escritório de arquitetura e interiores que leva o seu nome, com a participação de oito colaboradores, sendo 6 arquitetos, um estagiário e um assistente administrativo. “Faço questão de que todos façam parte do processo, pois condeno o egocentrismo. Apesar do escritório ter meu nome, meu objetivo é que eles tenham orgulho de vestir a camisa e de se sentirem parte do time. Isso ajuda no crescimento do escritório e deles mesmos”, afirma.

Parte da equipe que compõe o escritório da arquiteta

Parte da equipe que compõe o escritório da arquiteta (Foto: Fernando Willadino)

No Mariana Pesca Arquitetura a demanda de trabalho é 90% interiores e 10% arquitetônico, com projetos exclusivos para cada cliente. A base do conceito criativo segue a linha atemporal. “Mas já aconteceu de termos exemplos de contemporâneos, futurísticos ou até mesmo clássicos. Então preferimos não rotular nosso escritório. Somos uma arquitetura de alfaiataria, ou seja, fazemos projetos específicos de acordo com os desejos de nossos clientes“, completa.

Projeto personalizado de residência com décor contemporâneo aconchegante (Fotos: Fernando Willadino)
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
Outro exemplo de arquitetura residencial personalizada: cobertura em Jurerê, em Florianópolis, com porcelanatos Concretissima Matiz Nude e Liverpool (Fotos: Mariana Boro)
Cobertura em Jurerê (Florianópolis) assinado por
 
 
 
 
 
 
 

Segundo Mariana, um dos grandes diferenciais do seu escritório é procurar sempre se antenar nas tendências e nas novas tecnologias de materiais para mostrar todas as possibilidades de composição. Às vezes, o cliente até sabe do que gosta, mas não aonde encontrar ou se existe um acabamento e design diferenciados”, ressalta.

Para ela, cada projeto é desafiador. O mais recente foi um uma casa de eventos, projetada e executada em 50 dias, na qual foi usado, inclusive, todos os pisos em porcelanato (adquiridos na Portobello Shop Santa Mônica) e, no lavabo, todas as cubas na linha Cubik, criando uma atmosfera sóbria, moderna e intimista. Veja abaixo:

Fotos: Fernando Willadino
 
 
 
 

Além da arquitetura, a profissional também tem expertise em Lighting Design, possuindo pós-graduação em Design de Interiores e Iluminação. “Fiquei fascinada por essa área. Eu gosto de vestir a casa com luz! Costumo dizer que se o cliente tem uma sala nua de móveis, mas é bem iluminada – que cause realmente efeitos – torna o ambiente convidativo e cheio de significados. Mas minha paixão mesmo é pela arquitetura como um todo. Ver as transformações, modernizar e reformar ambientes antigos, e adaptá-los para os dias de hoje, é muito gratificante!”, destaca.

Projeto comercial com lighting design (Foto: Fernando Willadino)
Projeto comercial com lighting design (Foto: Fernando Willadino)
Projeto comercial com lighting design (Foto: Fernando Willadino)

Cotidianamente, vários profissionais como Mariana apresentam seus projetos com revestimentos Portobello em sua vitrine pessoal, aqui no Archtrends. Você pode conferir o perfil da arquiteta e se inspirar para começar a criar o seu também.

Nenhum comentário

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *