Menu
Projetos e Obras
Busca

Conteúdo Destaques

Museu Picasso: onde a carreira do artista começou

14/10/2020

Contando com o maior acervo de obras do início da carreira do artista, o Museu Picasso é referência da sua conexão com a cidade de Barcelona.

O Museu Picasso em Barcelona é centro de referência para o conhecimento dos anos de formação de Picasso como artista. Inaugurado em 1963 no famoso bairro el Born, hoje em dia é um dos principais pontos turísticos da cidade.

A coleção do museu conta com 4.251 obras permanentes de Picasso. A maioria das obras faz parte do trabalho do início da sua carreira. O museu também conta com uma das suas principais obras: a série de As Meninas (1957).

Entrada do museu pelo pátio interior e escadaria que passa para o andar principal. Típico layout da arquitetura gótica do século 13 e 14 (Foto: Barbara Cassou)

Entrada do museu pelo pátio interior e escadaria que passa para o andar principal. Típico layout da arquitetura gótica do século 13 e 14 (Foto: Barbara Cassou)

Em 2013, o museu fez 50 anos de existência na cidade de Barcelona. É o lugar mais evidente que retrata o vínculo do artista com a cidade catalã. A sociedade barcelonesa e a prefeitura admiravam muito a figura do artista na época, por isso não mediram esforços em fazer o sonho de Picasso tornar-se realidade: um museu monográfico na cidade que ele tanto amava. Barcelona foi o lugar de uma etapa importante na vida de Picasso, não somente por sua formação, mas também de autoafirmação como artista.

Picasso nasceu em 1895, em Málaga. Aos 14 anos, mudou-se para Barcelona com sua família, onde viveu até 1904. Estes nove anos em Barcelona foi fruto da sua formação acadêmica, crescimento e adolescência. Após esta época, mudou-se para Paris, onde viveu definitivamente, porém havia criado um circulo artístico e de amizade, que levaria para sempre Barcelona em seu coração.

Sketches e obras do início da carreira do artista estão presentes no museu (Foto: Barbara Cassou)

Sketches e obras do início da carreira do artista estão presentes no museu (Foto: Barbara Cassou)

Picasso fez várias doações de obras suas para Barcelona. E, em 1917, doou para o Museu de Arte de Barcelona, o que seria uma importante obra de sua carreira: o “L’arlequí”. Um grande amigo de Picasso, chamado Sabartés, também doou sua grande coleção de obras de Picasso para a cidade, com o intuito de criar um museu dedicado ao artista. Sendo assim, um grupos de pessoas, idealizando o museu, apresentou o projeto às autoridades políticas e a Josep Maria de Porcioles, prefeito da cidade naquela época. O projeto logo foi aceito. Pouco tempo depois, finalmente fsurgiu o futuro e permanente Museu Picasso em Barcelona.

Espaço especial que abriga a obra "L'arlequí" (Foto: Barbara Cassou)

Espaço especial que abriga a obra “L’arlequí” (Foto: Barbara Cassou)

O museu conta com cinco grandes palácios originais do século 13 e 14 na rua Montcada, no bairro El Born. Fazem parte da arquitetura gótica muito presente na cidade e tem uma estrutura arquitetônica muito comum com um pátio interno e acesso ao andar principal através de uma escada exterior descoberta.

Além da exposição das obras, o Museu Picasso conta com um serviço de catalogação, documentação e investigação, feitos pelo departamento de “Conservação e Registro”. Estes, também sendo responsáveis pela documentação e inventário de obras, pela aceleração do processo de digitalização, registro e controle dos movimentos das obras do artista. Mantendo contato com outros museus e coleções de Picasso espalhadas pelo mundo, é possível realizar todo um estudo e monitoramento por trás das obras.

Obra "As meninas" por Picasso (Foto: Barbara Cassou)

Obra “As meninas” por Picasso (Foto: Barbara Cassou)

Seus quadros estão espalhados pelos maiores museus do mundo, como: “Guernica” em Madrid; “Autorretrato” em Praga; “Les Demoiselles d’Avignon” em Nova York; “A mulher que chora” em Londres. Porém, as obras de sua essência quando começou a sua carreira estão guardadas com muito carinho em Barcelona. Vale a pena a visita.

Cerâmicas pintadas e esculpidas por Picasso também estão expostas no museu (Foto: Barbara Cassou)

Cerâmicas pintadas e esculpidas por Picasso também estão expostas no museu (Foto: Barbara Cassou)

Foto de destaque: Maria Rosa Ferre

Nenhum comentário

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *