Menu
Projetos e Obras
Busca

Entenda como fazer sua mudança residencial sem dor de cabeça (Foto: HiveBoxx)

Conteúdo Matérias

Mudança residencial: como se organizar da melhor maneira?

07/01/2022

Neste artigo, confira um passo a passo completo para uma mudança residencial sem estresse e comece já a programar a sua!

Uma mudança residencial gera muitas expectativas. Afinal, após escolher um lugar para chamar de lar, chega a hora de arrumar suas coisas para iniciar uma nova fase da vida. 

Mas a verdade é que muita gente nem sabe por onde começar. Por isso, vamos ajudar! Com planejamento e organização, dá para fazer tudo com tranquilidade, evitando estresse e imprevistos.  

Neste artigo, confira uma lista com o que você precisa fazer antes, durante e depois da sua mudança residencial! 

Antes da mudança residencial, planeje e organize 

A mudança residencial começa bem antes da hora de colocar tudo dentro do caminhão e levar para a casa nova. Isso porque é necessário planejar e se organizar para esse dia. 

Essa é a fase mais cansativa. Por isso, faça um checklist de tudo o que você vai precisar e comece com antecedência.  

No fim, você vai entender a importância de ter feito sem pressa e com cuidado, pois vai ver tudo dando certo, sem correria e contratempos. 

Confira abaixo no que você precisa ficar de olho antes da mudança residencial. 

Tirar as medidas da casa nova 

Antes da mudança residencial, tire as medidas dos ambientes e dos seus móveis
Antes da mudança residencial, tire as medidas dos ambientes e dos seus móveis (Foto: Ryno Marais

Você gostou do novo imóvel e já consegue imaginar seus móveis dando personalidade ao lar. Mas será que vai caber?  

Para evitar surpresas, é melhor medir tudo. Uma dica para saber como vai ficar e se vai haver espaço para circulação é usar fita crepe no chão para fazer marcações. 

Meça também portas e passagens, para ter certeza de que seu mobiliário vai passar por elas com tranquilidade. 

Além de tirar as medidas dos espaços e dos móveis, você pode aproveitar para planejar o local onde cada item vai ficar.  

Por exemplo, veja onde vai pendurar seus itens de decoração, como prateleiras e quadros. Observe se vai restar alguma parede “vazia”, para providenciar novos objetos decorativos. 

Checar se a casa nova precisa de reparos 

Antes de levar as suas coisas para o novo lar, faça uma inspeção para entender se ele precisa de reparos ou reformas.  

Afinal, é mais fácil arrumar instalações elétricas e hidráulicas, passar massa em furos, pintar paredes e outros problemas quando o imóvel está vazio. 

Também é importante se atentar aos prazos. Dependendo do reparo, pode levar dias e até semanas para ficar pronto. Então, cheque com antecedência para evitar atrasos na mudança residencial. 

Avisar sobre a correspondência 

Antes da sua mudança residencial, faça o aviso de troca de endereço para as companhias que prestam serviços, como operadoras de cartão de crédito e de planos de saúde, entre outras. 

Assim, você evita não só que a correspondência se acumule na caixa de correio da casa antiga, mas também previne problemas, como a falta de pagamento ou a dificuldade de gerar segunda via. 

Desligar serviços na casa antiga 

Comunique sobre o desligamento ou a transferência de serviços com antecedência
Comunique sobre o desligamento ou a transferência de serviços com antecedência (Foto: Kelly Sikkema

Esse também é um ponto que você precisa verificar com certa antecedência, já que as empresas que prestam os serviços podem levar alguns dias para desligar ou mudar o endereço. Entre eles estão água, luz, gás, televisão a cabo, internet e telefone. 

Ligar serviços na casa nova 

Vai ser muito mais confortável chegar na casa nova e já ter luz, água e outros serviços essenciais à disposição. Por isso, solicite o ligamento ou a transferência antes da mudança residencial. 

Assim como no caso do desligamento, para ligar você deve comunicar com antecedência. Em alguns casos, é possível até agendar a ida do técnico, o que ajuda na organização da rotina

Empacotar coisas 

Separar móveis e empacotar objetos é uma das fases mais trabalhosas da mudança residencial
Separar móveis e empacotar objetos é uma das fases mais trabalhosas da mudança residencial (Foto: Michell Zappa

Essa é uma das etapas mais importantes da mudança residencial. Para ela, você pode contratar uma empresa. 

Ainda assim, é interessante reunir os itens valiosos e frágeis para embalar por conta própria, tomando o cuidado que eles merecem. 

Claro, você também pode se encarregar por todo o empacotamento. Comece com antecedência, guardando primeiro o que é menos importante, ou seja, o que usa pouco no dia a dia. 

Para isso, vai precisar de caixas de papelão, que pode encontrar em lojas ou supermercados, evitando gastos extras. 

Aqueles objetos leves, como roupas de cama e bichos de pelúcia, podem ser arrumados em sacos de lixo. Eles são grandes e resistentes, o que ajuda no transporte.  

Outra opção é encher malas que você tenha em casa. Levando elas cheias, já otimiza esse espaço. 

Lembre-se de usar plástico bolha, papelão, jornal ou cobertores para envolver itens frágeis, como os de vidro ou louça. Dessa forma, evita que batam uns nos outros e quebrem no transporte. 

Uma dica superimportante é aproveitar esse momento para separar objetos para doar ou descartar. Aquilo que não serve mais não precisa ir para a nova casa. 

Voltando para o empacotamento, procure identificar as caixas. Também é fundamental selar bem, para que elas não abram durante a mudança residencial, o que pode danificar seus itens. 

Guarde os objetos separados por cômodos. Assim, vai ficar mais fácil organizar depois. Por exemplo, você pode empacotar todos os itens do armário da cozinha, identificando a caixa com o que tem dentro.  

Então, quando chegar na casa nova, já pode levar esses pacotes para a cozinha, tornando a arrumação prática.

Cozinha é um dos primeiros ambientes para organizar após a mudança residencial
Cozinha é um dos primeiros ambientes para organizar após a mudança residencial (Projeto: Portobello Shop Ribeirão Preto

Separar os itens essenciais do restante 

Quando você fizer a mudança residencial, provavelmente vai levar um tempinho até colocar tudo em seu devido lugar.  

É normal fazer a organização da casa nova aos poucos. Inclusive, isso evita o cansaço excessivo e melhora o trabalho.

Portanto, é importante considerar que você vai ter algumas caixas fechadas por um tempo, até conseguir concluir a arrumação do lar

Fazer os reparos necessários na casa antiga 

Na maioria dos casos, é preciso deixar a casa antiga em perfeito estado. Portanto, vai ter que preencher os furos feitos na parede e renovar a pintura, entre outros. 

Logo que decidir pela mudança residencial, inicie o planejamento desses reparos. Pode ser que você dependa da disponibilidade de um profissional ou que o serviço leve alguns dias para ficar pronto. 

Limpar a casa nova 

É bem mais fácil fazer a limpeza da casa quando ela está vazia. Por isso, aproveite que ainda não fez a mudança residencial e dê uma boa faxina, principalmente naqueles locais que vão receber móveis difíceis de tirar do lugar. 

Contratar um frete ou uma transportadora 

Avalie suas necessidades e veja se é melhor contratar um frete ou uma transportadora para sua mudança residencial
Avalie suas necessidades e veja se é melhor contratar um frete ou uma transportadora para sua mudança residencial
(Foto: Brandable Box

Para levar todos os móveis, objetos de decoração, roupas etc., você vai precisar de ajuda. Entre as opções mais comuns estão a contratação de um frete ou de uma transportadora. 

O frete costuma ser uma opção interessante em casos como pequenas distâncias e mudanças simples. 

No entanto, se for levar suas coisas para longe ou necessitar de um serviço mais complexo, encontre uma transportadora na sua cidade e reserve a data. 

Durante a mudança, una esforços para ter ajuda 

Se você seguiu as dicas anteriores, a mudança em si vai ser simples: basta carregar o caminhão com os pacotes e depois descarregar na casa nova. 

Porém, é importante ter disponibilidade para acompanhar o processo. Por isso, tire ao menos um dia de folga do trabalho para essa missão. 

Se necessário, pedir ajuda de parentes e amigos 

Depois de todas as etapas anteriores à mudança residencial, chegou a hora de colocar a mão na massa para começar a levar seus itens de uma casa para outra.  

Se você tiver muito o que transportar, vale contar com a ajuda de familiares e amigos. Todo suporte é bem-vindo nessas horas! 

No entanto, se preferir, pode contratar uma empresa ou um profissional especializado em mudança residencial para realizar essa tarefa. 

Checar se não ficou nada na casa antiga 

Antes de deixar a casa antiga, cheque se não ficou nada para trás
Antes de deixar a casa antiga, cheque se não ficou nada para trás (Projeto: Doma Arquitetura

Tenha certeza de que não deixou nada para trás. Até porque, depois pode ser difícil saber se algo ficou na casa antiga ou se perdeu pelo caminho. 

Sendo assim, quando os objetos forem levados, cheque todos os cômodos para se certificar de que não restou alguma coisa.

Se tiver armários planejados, abra portas e gavetas para conferir se não há nenhum item. Verifique também lugares menos óbvios, como quintais e varandas. 

Depois da mudança residencial, é hora da arrumação 

Enfim, todos os seus pertences chegam na casa nova e você se depara com uma verdadeira bagunça. Isso é normal. Vamos dar dicas de como fazer a arrumação. 

Abastecer a geladeira 

É muito comum precisar fazer uma limpa na geladeira antes da mudança residencial. Além disso, alguns itens podem estragar no transporte. 

Para evitar chegar na casa nova com fome, passe logo em algum supermercado próximo para comprar produtos essenciais.  

Dê preferência aos que não precisam ir para a geladeira, já que nem sempre é possível religar esse eletrodoméstico de imediato. 

Desempacotar coisas de acordo com a necessidade 

Arrume sua mudança conforme sentir necessidade de usar seus pertences
Arrume sua mudança conforme sentir necessidade de usar seus pertences (Foto: Ryu Orn

Se você seguiu nossas dicas anteriores, embalou os itens de acordo com os cômodos de destino e identificou as caixas. Agora, é só colocar cada pacote em seu ambiente e ir abrindo conforme a necessidade. 

Não é preciso ter pressa para terminar a arrumação, já que essa é uma tarefa cansativa. Sendo assim, dê prioridade ao que vai precisar de imediato, como utensílios de cozinha, objetos do banheiro e roupas de cama. 

Contratar montadores e instaladores 

Para finalizar sua mudança residencial, conte com profissionais para a montagem e instalação de móveis
Para finalizar sua mudança residencial, conte com profissionais para a montagem e instalação de móveis
(Projeto: CasaCam Arquitetura / Foto: Felipe Araújo) 

Montar e instalar móveis pode parecer fácil, mas é uma tarefa que requer alguns conhecimentos, como o uso de ferramentas. Por isso, o ideal é contar com profissionais. 

Contrate montadores e instaladores para colocar tudo no seu devido lugar. Assim, você vai poder começar a acomodar os itens em armários, estantes de livros e prateleiras de destino. 

Também é possível contar com um ambiente climatizado. Portanto, não esqueça de chamar um profissional para instalar equipamentos como ventilador de teto e ar condicionado. 

Agora que você já sabe como fazer uma mudança residencial sem dores de cabeça, descubra como transformar sua casa em um refúgio

Foto de destaque: Entenda como fazer sua mudança residencial sem dor de cabeça (Foto: HiveBoxx)

Nenhum comentário

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *