Menu
Projetos e Obras
Busca

Fotos: Guto Campos

Conteúdo Eventos

UNLTD Dreams: terceira edição da mostra de arquitetura traz projetos em nova escala

03/05/2022

Fique por dentro de tudo que rolou na abertura da mostra de maquetes, que contou com a presença de Rodrigo Ohtake, Patricia Pomerantzeff e Astrid Fontenelle, entre outros parceiros da Portobello

Em escala reduzida, sonhamos grande. A Mostra UNLTD Dreams trouxe oito  interpretações de um universo em expansão. São projetos de arquitetura representados por maquetes realistas, repletas de detalhes. Uma mostra de arquitetura potente, mas sustentável – para exercitar a criatividade, com mínimo impacto ambiental.

A abertura aconteceu na manhã desta terça (3/5), na fábrica da Portobello, em Tijucas, Santa Catarina, com as presenças dos arquitetos Mila Strauss, do MM18 Arquitetura, Mariana Maran, do Oka Arquitetura, Carlos Carvalho, do Studio Roca, e Rodrigo Ohtake, da Ohtake. O evento contou com apresentação de Astrid Fontenelle e Patricia Pomerantzeff, da Doma Arquitetura.

Apresentadoras Astrid Fontenelle e Patricia Pomerantzeff, da Doma Arquitetura
Apresentadoras Astrid Fontenelle e Patricia Pomerantzeff, da Doma Arquitetura

“Na fase de transição pós-pandemia, as pessoas estavam precisando sonhar. Tivemos a ideia de trabalhar com maquetes, alguns acharam uma loucura, outros um sonho. Visitamos o estúdio do Álvaro Siza em Portugal e a Fundação Oscar Niemeyer no Rio e percebemos a importância das maquetes para os arquitetos”, explicou Chris Ferreira, diretora de inovação e branding da Portobello.

Na primeira fila, os arquitetos que participaram da mostra: Carlos Carvalho, Mariana Maran, Mila Strauss e Rodrigo Ohtake. Atrás, os diretores da Portobello João Oliveira, José Gonçalves Jr. e Chris Ferreira e apresentadora Patricia Pomerantzeff

Mila, Mariana, Carlos e Rodrigo assinam projetos de arquitetura autorais, interpretados em maquetes para a mostra. Os outros profissionais criativos que completam o time da Mostra UNLTD Dreams são os arquitetos Martin Corullon, da Metro Arquitetura, e Gabriela de Matos, do Arquitetas Negras, o chef de cozinha Alex Atala, e a designer italiana Paola Navone. As maquetes têm 1,20×1,20m e trabalham com a escala de 1/10. O único direcionamento passado pela Portobello foi que elas deviam representar espaços de 12x12m.

Com um time tão diverso de profissionais criativos e a total liberdade para o desenvolvimento dos projetos, as maquetes só poderiam apresentar diferentes propostas de arquitetura. Rodrigo Ohtake, por exemplo, trabalhou com as sete cores da linha Oh!Take, para demarcar diferentes superfícies. Formas curvas, tão características do seu trabalho, foram trabalhadas com Lastras filetadas. “Eu e a Portobello gostamos de desafios, a graça do sonho é não ter limite. Eu queria curva, a Portobello trabalhou para conseguir a curva”, contou Rodrigo.

Já Paola Navone utilizou no projeto suas três linhas desenvolvidas para a Portobello: Vedononvedo, Bonbon e o lançamento Shibori. Tudo isso em um loft com jardim central e mobiliário em tom índigo de azul, resultando em uma estética ousada e maximalista. Mila Strauss, por outro lado, apresentou uma proposta minimalista, com apenas uma superfície Portobello em dois tons: Dansk Cement Graphite e Rope. Chamada de Casa Grid Solar 12, tem a iluminação desenhada dentro de uma modulação, com Lastras aplicadas do forro ao mobiliário fixo.

Martin Corullon também trabalhou com tons de preto e cinza, mas acrescentou em seu projeto Soma Forma, painel assinado por Nadezhda e Paulo Mendes da Rocha, arquiteto com o qual Martin colaborou. “O Martin teve a melhor formação que qualquer arquiteto pode ter, que foi ser estagiário do Paulo Mendes da Rocha. Ele bebeu direto da fonte”, relembrou Taissa Buescu, colunista do Archtrends. Na mesma paleta, Gabriela de Matos trouxe sofisticação com o projeto de um estúdio de fotografia todo em Lastras de mármore Classic Marquinia.

Mariana Maran, por sua vez, se inspirou no apresentador Pedro Andrade e criou o Loft Cosmopolita pensado para seu estilo de vida. “Foi um projeto para que ele viajasse e voltasse, se sentisse a vontade em casa”, explicou Mariana. Ela utilizou Horizontes Santorini, produto cocriado com Pedro, para revestir o volume da lareira e em um banheiro que remete à tranquilidade da Grécia.

Carlos Carvalho abriu mão do projeto de uma casa tradicional e trabalhou com revestimentos e volumes. Seu projeto foi batizado de Utopia. Ele ainda brincou sobre a experiência de trabalhar com maquetes: “Todo mundo que estudou arquitetura tem trauma de maquete. Virei várias noites na faculdade”. Por fim, mas não menos importante, o único ambiente assinado por um não arquiteto. Alex Atala é o novo parceiro da Portobello e criou uma cozinha que esbanja brasilidade.

Quer ver os projetos em detalhes e assistir a live completa? Acesse aqui a página da Mostra UNLTD Dreams.

Para saber mais sobre maquetes de arquitetura, leia nosso conteúdo especial.

Nenhum comentário

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *