Menu
Projetos e Obras
Busca
espaco-compartilhado

Bares se tornam espaços compartilhados até de trabalho (Foto: reprodução site Urban Villa London)

Conteúdo Vida contemporânea

Millenials: a geração que estimula o compartilhamento de espaços com design e liberdade

28/09/2017

Como pessoas de uma época podem influenciar e ditar novas tendências na arquitetura e no design? Descubra com Jorge Grimberg!

Até 2020, os Millenials corresponderão a 50% do mercado de trabalho no mundo. Logo, suas regras e estilos ditarão os novos modelos de viver no mundo inteiro. Para entender os hábitos de comportamento desse grupo, que nasceu no final do século XX entre 1980 e 2000, é fundamental repensar a casa como conhecemos hoje.

Segundo pesquisa da Goldman Sachs, publicada no início de 2017, essa geração está vivendo mais tempo com os pais e de aluguel, demorando mais para adquirir casas próprias. Em comparação com a geração anterior, que em média comprava sua primeira casa aos 25 anos, agora os millenials tendem a entrar no mercado imobiliário apenas aos 45 anos. O que isso significa? Novos formatos de espaço de convivência surgirão nos próximos anos.

Vivemos uma era de compartilhamento, simbolizada por empresas como Airbnb e Uber, e esses modelos de negócio somente se expandem, redesenhando o capitalismo e a sociedade como conhecemos. Experiências se tornam mais importantes do que propriedade, por isso, segmentos como wellness só crescem, promovendo encontros e atividades baseadas em gostos comuns. Nesse cenário, os espaços para encontros baseados em atividades físicas e alimentação saudável estão no radar dos arquitetos e decoradores de olho nesse emergente grupo de consumo.

Não podemos deixar de falar também sobre tecnologia, sendo essa a primeira geração totalmente digital, que usa os recursos de troca para tomar decisões e tem acesso instantâneo a quase todo tipo de informações.

Separamos aqui três itens essenciais para a elaboração de projetos de casas ou escritórios do futuro para esse grupo que está dominando o consumo e o design:

THE SHARED SPACE

Espaços feitos para conviver em liberdade

Espaços feitos para conviver em liberdade (Foto: reprodução site Casa Très Chic)

Esqueça as salas totalmente voltadas para a televisão. Hoje, as experiências em grupo, seja família ou amigos, são fundamentais. Repensar as áreas comuns para a geração que vive com a família mais tempo e que prefere o aluguel à casa própria é importante. Idealize ambientes próprios para cozinhar em equipe, reunir grupos, ouvir música ou até fazer uma aula de yoga. A chave aqui é que o espaço estimule a convivência com liberdade.

THE LIVE OFFICE

Espaços de trabalho também ganham personalidade

Espaços de trabalho também ganham personalidade (Foto: reprodução site Missguided)

Hoje, grande parte dos novos trabalhos consiste em fotos e vídeos. No momento onde tudo é compartilhado, os novos modelos de escritório devem vir equipados com espaços para gravação de vídeos e editoriais fotográficos com o intuito de criar uma cultura digital para o novo trabalhador. Luz é fundamental, assim como espaços amplos e compartilhados para que os novos modelos de negócio ganhem vida sem que seja necessário empurrar mesas. Pense aqui no uso de cores de maneira inovadora, dando personalidade aos espaços de trabalho.

THE PERSONALITY ROOM

Quarto aconchegante e com estilo

Quarto aconchegante e com estilo (Foto: reprodução site Lust Living)

Os quartos se tornam cada vez mais importantes para a geração que vive com os pais ou de aluguel. Esse é um espaço para preservar e ressaltar personalidades e identidades para adultos que ainda não têm uma casa para chamar de sua. É um lugar onde cada indivíduo se conecta com a sua essência e dispõe livremente do espaço de maneira inteligente e autoral.

Nenhum comentário

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *