Menu
Projetos e Obras
Busca

Conteúdo Matérias

Inove e dê personalidade a um projeto com a marcenaria inteligente

07/03/2018

A marcenaria inteligente é capaz de transformar qualquer cômodo em um lugar moderno e funcional. Seu conceito deve ser muito bem entendido por profissionais da área e, sabendo disso, desenvolvemos um conteúdo para esclarecer os principais pontos da técnica.

Você já ouviu falar em marcenaria inteligente? Se o termo parece estranho, não se preocupe! Não faz muito tempo desde que as pessoas pararam de ver a marcenaria apenas como uma etapa burocrática em meio ao desenvolvimento de um projeto e perceberam a importância de um serviço cada vez mais otimizado.

Os arquitetos devem estar educados a respeito do assunto para que os clientes reconheçam o verdadeiro valor da prática e se transformem em promotores fiéis desses serviços.

E então, o que está esperando para aprender tudo sobre marcenaria inteligente e entender como ela funciona na prática? Acompanhe este post e tenha uma ótima leitura!

O contexto por trás

Para falar sobre a marcenaria inteligente, é muito importante analisar o contexto atual da população economicamente ativa, ou seja, aquelas pessoas que têm poder aquisitivo para fazer a compra ou aluguel de bens como casas e apartamentos.

Os hábitos de compra e o estilo de vida das pessoas mudaram. No passado, um apartamento podia chegar facilmente a 400m² sem ser símbolo de alto luxo. Porém, nos dias atuais, o mais usual é encontrar a maioria dos imóveis com menos que a metade disso.

O fato está explicado no perfil da sociedade atual, que prega a funcionalidade em seu dia a dia e é extremamente dinâmica. Daí surgiu a dúvida: como garantir que o cliente vai ter tudo o que precisa dentro de casa, que agora tem muito menos espaço? É aí que a marcenaria inteligente entra em cena.

A marcenaria inteligente

Podemos dizer que o conceito surgiu justamente para responder à pergunta que fizemos acima. A marcenaria inteligente, então, é uma forma de planejar móveis que, além de serem ótimas peças decorativas, existem para facilitar a vida dos moradores de alguma maneira.

Por exemplo: o projeto do seu cliente é limitado em razão da falta de espaço. Ao mesmo tempo, ele não quer abrir mão nem da sala de jantar nem da sala de visitas. O que poderia ser feito com apenas um cômodo?

Um grande armário planejado, com portas deslizantes que acompanhem a altura de uma das paredes, é um ótimo exemplo de marcenaria inteligente. Ele será o responsável por “esconder” a televisão, que não precisa ficar exposta o tempo todo.

Muita gente não gosta de TV na sala de jantar, ou seja, ao acrescentar alguns outros detalhes (como o sofá) será possível usar um mesmo ambiente para cumprir as duas funções solicitadas pelo cliente.

Uma vantagem superinteressante da marcenaria inteligente é a liberdade de abusar da criatividade e planejar móveis que atendam às mais diversas necessidades do cliente. O céu é o limite!

Além de otimizar a funcionalidade, essa prática também é responsável por compor ambientes minimalistase modernos. Nada de salas com informação demais ou quartos que trazem uma sensação de sufoco.

Formas de aplicar a marcenaria inteligente

Agora que você já sabe o que é a marcenaria inteligente, é hora de ver na prática alguns exemplos de como ela pode ser aplicada.

Transforme a relação do seu cliente com a cozinha

Não tem como negar: as cozinhas estão realmente perdendo espaço nessa leva de residências menores e funcionais. Pensa-se, muitas vezes, que a população está passando cada vez menos ali e, por isso, seria válido diminuir esse cômodo a fim de dar lugar a outros.

Isso pode até ser verdade, mas, por que não ter uma cozinha legal e espaçosa mesmo quando parece impossível? Com a marcenaria inteligente, o morador volta a ter o prazer de cozinhar em um local funcional.

Atualmente, uma das melhores formas de fazer isso é fabricar mesinhas embutidas nas bancadas. Quando um espaço a mais for necessário para preparar os ingredientes, por exemplo, é só puxar a mesinha, que vai se arrastar até o seu cliente.

Outra ideia muito legal é embutir banquinhos ou cadeiras nas bancadas. Se for preciso usar a cozinha para a realização de refeições menores ou mais práticas, esta é uma ótima opção que não vai comprometer o espaço. Use apenas quando precisar.

Desenvolva “cômodos” nunca pensados

Muita gente já pensou na possibilidade de ter um home office, porém acabou deixando a ideia de lado. Isso costuma acontecer por causa da questão do espaço, que já abordamos. Se o seu cliente conta com uma planta menor e tem outras prioridades em jogo, dificilmente um home office sairá do papel.

Mas existe uma saída brilhante para resolver a questão. Separe uma das paredes (de preferência no quarto ou na sala de TV) e desenvolva o projeto de uma mesinha “escondida”.

Faça vários nichos de madeira na parede, como se fossem prateleiras, e cubra o espaço com uma porta de correr (parecida com a de um armário). Coloque os utensílios necessários: a impressora, objetos de papelaria em geral, livros importantes e pastinhas de documentos.

A parte inferior do nicho servirá como bancada, e é possível colocar a cadeira para dentro da espécie de “armário home office”, poupando ainda mais espaço. Quando precisar, arraste a porta, fechando-a novamente quando o miniescritório não estiver em uso. Quem vê de fora nunca vai imaginar o que tem ali dentro.

Outra opção é transformar a mesinha de centro em uma pequena estação de estudo, com uma estrutura que permita “desmembrar” o móvel e aumentar a sua altura.

Aumente o espaço útil da residência

Tanto na vida pessoal quanto na profissional, é possível que você já tenha se deparado com alguém que tem muita coisa para guardar. Geralmente os objetos que não merecem destaque na decoração ficam escondidos em armários, uma solução que ocupa bastante espaço e pode não ser suficiente.

Dessa forma, uma dica de marcenaria inteligente muito utilizada é a instalação de compartimentos e gavetas em outros diversos móveis. Listamos abaixo alguns que podem ser personalizados:

  • cama;
  • bancadas;
  • mesas (a mesinha de centro é uma ótima opção para colocar gavetinhas embutidas);
  • degraus das escadas (o efeito é praticamente imperceptível e o resultado é impressionante);
  • parte inferior dos sofás (quando ela for rígida).

Depois de perceber o poder dessa prática na otimização de espaços e na melhoria na qualidade de vida do cliente, é hora de estudar ainda mais sobre o conceito e se preparar para apresentar ideias encantadoras.

Se você acha que mais pessoas merecem conhecer a marcenaria inteligente, não deixe de compartilhar o nosso post em suas redes sociais. Seus amigos vão agradecer!

1 comentário

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *