Menu
Projetos e Obras
Busca

Maquete do Museu do Amanhã, projeto de Santiago Calatrava no Rio de Janeiro

Conteúdo Colunistas

Uma viagem por maquetes de arquitetura

03/05/2022

No vídeo especial para a Mostra UNLTD Dreams, acompanhe a jornada do Archtrends por Brasília, Porto Alegre, Porto, Rio de Janeiro e São Paulo, visitando maquetes icônicas dos arquitetos Lúcio Costa, Álvaro Siza, Santiago Calatrava e Ruy Ohatke

Arquitetura é, acima de tudo, espaço construído. Ainda que o presencial seja indispensável, maquetes são a melhor representação de uma obra de arquitetura. Na maquete, é possível entender aspectos sensoriais do projeto – enquanto fotografias, desenhos e representações eletrônicas, por mais hiperrealistas que sejam, não conseguem transportar para o espaço da mesma forma que a maquete faz, de maneira palpável.

Para ouvir o artigo completo, clique no play, abaixo:

No contexto da Mostra UNLTD Dreams, mostra de arquitetura composta por oito maquetes assinadas por profissionais criativos, viajamos pelo Brasil e para Portugal para conhecer maquetes icônicas do mundo da arquitetura. A começar pela gigantesca maquete de Brasília, que representa todo o Plano Piloto de Lúcio Costa.

Maria Silvia Ferraz, editora do Archtrends, confere a maquete tátil do Museu do Amanhã

Também visitamos maquetes de Álvaro Siza em seu estúdio no Porto e no Brasil, no seu projeto Fundação Iberê Camargo, em Porto Alegre. E conhecemos os vários tipos de maquetes de Ruy Ohtake, hoje expostas no estúdio Ohtake, em São Paulo.

No Rio de Janeiro, no Museu do Amanhã, descobrimos uma nova utilidade para maquetes. As chamadas maquetes táteis permitem que deficientes visuais experimentem o projeto do arquiteto espanhol Santiago Calatrava. 

Confira toda essa viagem no vídeo muito especial:

E veja a cobertura completa da Mostra UNLTD Dreams aqui.

Nenhum comentário

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *