Menu
Projetos e Obras
Busca
O novo La Ménagère em Florença (Imagem cortesia: Claudio Nardi)

O novo La Ménagère em Florença (Imagem cortesia: Claudio Nardi)

Conteúdo Correspondentes Internacionais

La Ménagerè vira um dos espaços mais apreciados de Florença

16/03/2022

Redesign de La Ménagerè, projeto recém-inaugurado na cidade toscana, une bar, café, restaurante, loja e floricultura.

Com uma nova ideia de convívio imersivo e contemporâneo, reforçada pelo restyling com curadoria de Claudio Nardi Architects, La Ménagère reabre em Florença, e vira um dos espaços mais famosos e prestigiados da cidade toscana.

O novo La Ménagère é viajar, contar histórias, mundos variados e mutáveis, ricos ou ásperos, delicados ou infamantes, frescos e naturais. La Ménagère é cheiros, sabores, luz, sombras, materiais, cores e linguagens.

Sala de jantar privada de um projeto de restaurante
O novo La Ménagère em Florença (Imagem cortesia: Claudio Nardi)

Um destino certeiro no coração de Florença, apreciado pelo público local e pela comunidade internacional que escolhe a cidade para nutrir seu talento.

Após os sucessos indiscutíveis que caracterizaram a história de La Ménagère, a família Manfredi decidiu dar mais um passo em direção ao futuro, confiando um elegante restyling.

Após 12 longos meses de profundas mudanças, com ferramentas e sensibilidades igualmente renovadas e úteis para enfrentar os novos desafios do mercado, La Ménagère reabre suas portas.

Área da floricultura e da loja do projeto de um restaurante
Restyling La Ménagère em Florença (Imagem cortesia: Claudio Nardi)

O novo Ménagère é o resultado de uma longa reflexão “a quatro mãos” entre o talento de Claudio Nardi, arquiteto conhecido por sua versatilidade culta que vai da moda, design à arquitetura e a visão empreendedora de Massimo Manfredi. A ideia principal era criar uma multiplicidade de lugares interligados.

O novo projeto, realizado por Nardi e todo o studio Claudio Nardi Architects e com a preciosa colaboração de Matteo Crociani, enfrentou um profundo repensar de espaços, destinos e atmosferas através de delicados, mas característicos “gestos” arquitetônicos intensos, com citações da arquitetura contemporânea que se encaixam no espaço, moldando-o para torná-lo único.

Mesa compartilhada do bistrô de um projeto de um restaurante
O novo La Ménagère em Florença (Imagem cortesia: Claudio Nardi)

A intervenção é pautada pelo desejo de abandonar os métodos que compunham o espaço anterior – um certo abandono de qualquer fórmula que se tornou padrão nesse meio tempo.

Uma mistura romântica do estilo industrial, com peças de design e características vintage – a partir desse contexto nasceu a pesquisa e a valorização de materiais e mobiliários que seriam inseridos no projeto, criando uma exploração totalmente envolvente.

Salas privadas de um projeto de um restaurante
Restyling La Ménagère em Florença (Imagem cortesia: Claudio Nardi)

Os veludos, o papel de parede, mas também o ferro em bruto, a madeira, o cristal, os tapetes, as decorações geométricas, os móveis de todas as épocas (30/40/50/60/70) harmonicamente inseridos, criam um mundo diferente especialmente desenhado.

Bar do projeto de um restaurante
O novo La Ménagère em Florença (Imagem cortesia: Claudio Nardi)

O projeto é construído nos espaços que abrigaram a primeira loja de utilidades domésticas da cidade, inaugurada em 1896. Quando o restaurante abriu suas portas, na verdade, ninguém esperava encontrar ali dentro uma floricultura, uma variedade de cerâmicas ou um bar de coquetéis de alto nível.

Ano após ano, a realidade do La Ménagère vem se consolidando, colecionando apreciações e prêmios (incluindo o Aperitivo do Ano pelo guia Gambero Rosso). O restaurante fiorentino aproveitou a longa espera e o período fechado por conta da crise da Covid-19 para repensar, recomeçar e voltar à cidade renovado.

A troca do mobiliário passa do pós-industrial para um ambiente mais acolhedor, de um bistrô moderno chique. Mudanças importantes em relação à área de bar & cocktails – que hoje ocupa a ala direita do recinto e tem entrada própria – e a galeria central, que se torna um “plano de fundo” em perspectiva para a área do restaurante.

O novo La Ménagère em Florença (Imagem cortesia: Claudio Nardi)

A icônica mesa comum do bistrô, feita a partir de grandes tábuas de carvalho, torna-se um cenário natural para viver o dia, entre um encontro com amigos ou para uma xícara de chá.

O denominador comum da intervenção de Nardi é a procura de novos espaços ligados ao convívio, desde a nova loggia exterior, às salas íntimas em mezanino, ideais para trabalhar, ler ou encontrar-se.

Uma importante mudança de ritmo passa também pela parte gastronômica, gerida com visão e continuidade por Angelo Cavaliere. Do restaurante, à cafetaria, do bistrô ao cocktail bar, o espaço apresenta-se hoje com uma proposta em paralelo à cidade, pela pesquisa, curiosidade e qualidade da oferta.

Na cozinha, o talentoso chef Nicholas Duonnolo assume novamente o comando com uma ideia geral de cozinha evolutiva, com uma cadeia de abastecimento muito curta, sem esquecer alguns pontos das culturas orientais ou sul-americanas.

Grandes novidades também dizem respeito ao bar, com a chegada de Luca Cinalli, uma das figuras italianas de referência no mundo dos cocktails.

O novo Ménagère continua, com espírito contemporâneo, mas com uma nova identidade envolvente, vale a pena conferir! Gostaram do post? Compartilhe com a gente a sua opinião!

Para conferir o projeto do antigo La Ménagère acesse: Florença Antigo versus Novo: contrastes que encantam

Nenhum comentário

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *