Menu
Projetos e Obras
Busca

Exposição Shine de Jeff Koons (Imagem cortesia: Luiza Vegini)

Conteúdo Correspondentes Internacionais

A incrível exposição de Jeff Koons em Florença

01/12/2021

Conferimos de perto a exposição Shine de Jeff Koons, e compartilhamos todos os detalhes do trabalho do artista e escultor estadunidense.

O Palazzo Strozzi em Florença abriu recentemente as portas para as incríveis esculturas e obras do artista e escultor Jeff Koons – uma das figuras mais importantes e discutidas da arte contemporânea em todo o mundo. Acompanhamos de perto todos os detalhes e temos o prazer de dividir com vocês, a seguir.

Exposição Shine de Jeff Koons (Imagem cortesia: Luiza Vegini)

A curadoria ficou por conta de Arturo Galansino e Joachim Pissarro, trazendo a Florença uma seleção das obras mais conhecidas de um artista que, desde meados da década de 1970 até os dias atuais, revolucionou o sistema artístico internacional com a utilização de diferentes materiais na hora de criar arte.

Exposição Shine de Jeff Koons (Imagem cortesia: Luiza Vegini)

A exposição é chamada de Shine, em português quer dizer “brilho”, e pretende criar um jogo de ambiguidade entre esplendor e resplandecência, ser e aparecer, reflexo e interpretação. 

Autor de obras que entraram no imaginário coletivo graças à capacidade de combinar a alta cultura e a cultura popular, desde referências refinadas à história da arte até citações do mundo do consumismo, Jeff Koons encontra na ideia de “brilhar” um princípio fundamental das suas esculturas e instalações inovadoras, que pretendem questionar a nossa relação com a realidade, mas também com o próprio conceito de obra de arte.

Exposição Shine de Jeff Koons (Imagem cortesia: Luiza Vegini)

As obras do artista americano colocam o espectador diante de um espelho no qual ele deve refletir e inserir-se no centro do ambiente que o cerca, interagindo diretamente com a arte. 

Como afirma o próprio Koons: “O trabalho do artista consiste em um gesto que visa mostrar às pessoas qual é o seu potencial. Não se trata de criar um objeto ou uma imagem; tudo acontece na relação com o espectador. É aqui que a arte realmente acontece’’.

Exposição Shine de Jeff Koons (Imagem cortesia: Luiza Vegini)

Através do reflexo, Koons demonstra como a arte pode ser uma experiência visceral que envolve os sentidos, com o uso do aço inoxidável brilhante e cores vibrantes trazidas para um acabamento de espelho, suas obras e instalações elevam o humor, criam sentimentos de euforia e produzem experiências intensificadas de realidade.

Exposição Shine de Jeff Koons (Imagem cortesia: Luiza Vegini)

O artista produziu as suas primeiras esculturas em aço inoxidável em 1986 por ser um material industrial e não um metal precioso ou um meio artístico relacionado ao luxo. 

Para Jeff, a intenção do uso do aço em suas obras é de trazer um material do proletariado, daquilo que são feitas as panelas por exemplo, mas comunicando poder e evitando a degradação.

Exposição Shine de Jeff Koons (Imagem cortesia: Luiza Vegini)

O famoso Balloon Dog possui mais de três metros de altura, e a intenção principal do artista era imitar as curvas de um balão inflado em formato de cachorro, muito visto em festas infantis. 

O contraste entre o exterior perfeitamente liso e o interior espaçoso e vazio, também lembra poeticamente o mítico Cavalo de Troia, o colossal cavalo de madeira ‘’presenteado’’ aos troianos com gregos escondidos para invadir seu território.

Exposição Shine de Jeff Koons (Imagem cortesia: Luiza Vegini)

A série Gazing Ball celebra a noção do diálogo artístico com a conexão ao indivíduo. Koons convida o público a participar das suas obras posicionando esferas altamente reflexivas em esculturas e telas pintadas. 

O efeito de espelho absorve as luzes do ambiente permitindo uma imagem de 360 graus com a inserção do telespectador diretamente na obra.

Exposição Shine de Jeff Koons (Imagem cortesia: Luiza Vegini)
Exposição Shine de Jeff Koons (Imagem cortesia: Luiza Vegini)
Exposição Shine de Jeff Koons (Imagem cortesia: Luiza Vegini)

Gostaram do post e do trabalho do artista? Achamos incrível poder admirar tudo de perto! A mostra estará disponível até o dia 30 de janeiro de 2022, para acompanhar outras exposições que já passaram pelos corredores do Palazzo Strozzi em Florença acesse:

Nenhum comentário

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *