Menu
Projetos e Obras
Busca
Jean Nouvel: um arquiteto arrojado e megalomaníaco

Conteúdo Matérias

Jean Nouvel: um arquiteto arrojado e megalomaníaco

20/05/2020

Conhecido como o arquiteto da luz, Jean Nouvel dá um estilo único e inconfundível para as suas obras. Saiba mais sobre a sua vida e obra em nosso artigo!

Não pode ler agora? Ouça a matéria clicando no player:

A megalomania é uma característica de pessoas que têm plena certeza sobre a sua relevância e onipotência. E é isso que Jean Nouvel imprime em suas obras, que são projetos realmente poderosos, com um toque diferenciado.

É bem provável que você já tenha ouvido falar nesse grande nome da arquitetura, não é mesmo? Afinal, você é um apreciador da área e Nouvel, um dos profissionais mais arrojados e inovadores da história recente.

O tema deste artigo é a vida e obra desse grande arquiteto. Nosso objetivo é que você se encante, vibre e se inspire com os inovadores projetos de Jean Nouvel. Preste atenção em todos os detalhes e tenha bons insights. É só seguir a leitura!

Biografia e carreira: conheça a história de Jean Nouvel

Desde criança Jean Nouvel desenvolveu o gosto pelas artes e pela criatividade (Foto: Jacques Paquier)

Desde criança Jean Nouvel desenvolveu o gosto pelas artes e pela criatividade (Foto: Jacques Paquier)

O brilhante Jean Nouvel nasceu em 12 de agosto de 1945, em Fumel, na França. Seus pais, Renée e Roger, eram professores e queriam que o filho seguisse o mesmo caminho. Por isso, o incentivaram a estudar linguagens e matemática.

No entanto, quando tinha 16 anos, Nouvel conheceu um professor de artes na escola que reconheceu o seu talento para o desenho. Empolgado com essa área, o jovem pensou em seguir carreira como artista.

Quando chegou o momento de ingressar na universidade, porém, os pais foram resistentes. Eles pensavam que seria muito difícil ganhar a vida como artista e sugeriram que ele cursasse arquitetura. Dessa maneira, podia expressar o seu lado artístico, mas seguindo uma profissão que julgavam ser mais segura, financeiramente falando.

Assim aconteceu e Nouvel ingressou no curso de Arquitetura, em Paris, depois de participar da École Nationale Supérieure des Beaux-Arts. Mais ou menos na mesma época, entre 1967 e 1970, o então estudante trabalhou como assistente dos arquitetos Claude Parent e Paul Virilio.

Com apenas um ano de trabalho no escritório desses profissionais, Nouvel foi promovido a gerente e ficou encarregado de construir um grande complexo de apartamentos em Paris.

Depois de formado, em 1971, ele inaugurou o seu próprio escritório de arquitetura. Nessa época, os seus principais trabalhos eram voltados à cenografia e tinham características muito ecléticas e peculiares.

Os projetos de maior destaque do profissional começaram a ser elaborados a partir da década de 1980. Prova disso é que, em 1981, Nouvel foi o grande vencedor do concurso que escolheria um arquiteto para desenvolver a sede do Instituto do Mundo Árabe, em Paris.

Moderna e tradicional. A fachada do Instituto do Mundo Árabe é um retângulo de vidro e metal. Juntos, os dois materiais controlam a entrada de sol, uma característica marcante da arquitetura islâmica (Foto: Sheila Thomson)

Moderna e tradicional. A fachada do Instituto do Mundo Árabe é um retângulo de vidro e metal. Juntos, os dois materiais controlam a entrada de sol, uma característica marcante da arquitetura islâmica (Foto: Sheila Thomson)

O crescimento do nosso arquiteto megalomaníaco aconteceu de forma exponencial. Para isso, ele buscou um sócio, Emmanuel Cattani, que o ajudou a se projetar internacionalmente.

Um dos principais momentos da carreira de Nouvel foi a nomeação para receber o prêmio Pritzker, em 2008. Essa foi a consolidação do seu nome como um dos maiores nomes da arquitetura contemporânea.

Na vida pessoal, Nouvel foi casado com a cineasta Odile Fillion, com que tem dois filhos: Bertrand e Pierre. Também teve uma união com Catherine Richard, com quem tem uma filha, chamada Sarah. Atualmente, ele vive com a também arquiteta Mia Hägg.

Obras: conheça o estilo e encante-se com os principais projetos de Nouvel

As obras de Jean Nouvel são marcadas por características exclusivas. Conhecido como o arquiteto da luz, o profissional sempre teve um forte vínculo com as artes e o teatro. Por isso, os traços dessas áreas são sempre visualizados em seus projetos.

A luminosidade nos ambientes sempre esteve presente nas obras dele. Outra característica bastante comum é a linearidade, que aparece de forma sutil e sem interferências externas. São esses detalhes que tornam seus projetos únicos.

A seguir, apresentaremos algumas das principais obras de Jean Nouvel, para que elas sirvam de inspiração para os seus projetos.

Torre Agbar (Barcelona)

As imagens projetadas na Torre Agbar dão um toque único à obra arquitetônica (Foto: Pixabay)

As imagens projetadas na Torre Agbar dão um toque único à obra arquitetônica (Foto: Pixabay)

A Torre Agbar é o arranha-céu mais famoso de Barcelona e foi criada por Jean Nouvel. Inaugurado em 2005, o edifício tem 34 andares, que somam 145 m de altura.

O design é bastante arrojado e tem o formato de uma bala. Se isso já não fosse suficiente para a obra ser marcante, ela também conta com mais de 4,5 mil dispositivos luminosos, que à noite projetam imagens em toda a fachada.

Devido à sua altura e às luzes que a iluminam, a Torre Agbar pode ser vista de diversos pontos de Barcelona, sempre proporcionando experiências únicas.

Monad Terrace (Miami)

Toda a beleza das praias de Miami pode ser observada pelo Monad Terrace (Foto: Escritório Jean Nouvel)

Toda a beleza das praias de Miami pode ser observada pelo Monad Terrace (Foto: Escritório Jean Nouvel)

Miami Beach também tem a marca registrada de Jean Nouvel, no Monad Terrace. Trata-se de um empreendimento que foi todo pensado para garantir sustentabilidade e proporcionar conforto em diferentes condições climáticas.

Construído a cerca de 4m acima do nível do mar, o residencial conta com 59 unidades, que ficam de frente para a orla da praia e em torno de uma lagoa em Biscayne Bay.

A luminosidade mais uma vez está presente, marcando o tom que Nouvel dá aos seus projetos. Se você tiver a oportunidade, vale a pena conhecer pessoalmente.

Louvre (Abu Dhabi)

O Louvre Abu Dhabi é banhado pelo Golfo Pérsico (Foto: Phpeter)

O Louvre Abu Dhabi é banhado pelo Golfo Pérsico (Foto: Phpeter)

Inaugurado em 2017, nos Emirados Árabes, o Louvre Abu Dhabi fica à beira-mar e tem um design inovador, assim como todas as obras de Nouvel. O projeto é fruto de uma parceria do governo emiradense com o francês.

Os Emirados Árabes são o nono país mais rico do mundo, por conta da exploração de petróleo. Por isso, foi firmado um acordo com a França, que emprestou o nome e algumas obras de arte para desenvolver um Museu do Louvre no local, em troca de uma ajuda financeira de US$ 1 bilhão.

O Louvre Abu Dhabi é composto de 55 pavilhões, que juntos simulam uma medina, as tradicionais cidades árabes. Há um domo com 180m, que permite uma excelente iluminação, com a entrada de feixes de luz solar.

Por tocar as águas do Golfo Pérsico, dizem que o Louvre Abu Dhabi lembra muito um arquipélago.

Museu Nacional do Catar (Doha)

O Museu Nacional do Catar tem o design inspirado em uma rosa do deserto (Foto: Gilbert Sopakuwa)

O Museu Nacional do Catar tem o design inspirado em uma rosa do deserto (Foto: Gilbert Sopakuwa)

Por falar em museus, Jean Nouvel também é o responsável pelo projeto do Museu Nacional do Catar, inaugurado em 2019 em Doha. O local traz a maior exposição da história do planeta, com uma estrutura de mais de 8 mil m².

O projeto foi desenvolvido com base na rosa do deserto, formação rochosa que lembra uma flor e é muito encontrada nas regiões mais áridas do Catar. Todo o complexo tem 11 galerias, no local que antes era a sede do governo nacional e a casa da Família Real.

O Museu Nacional do Catar foi a primeira obra a receber o selo LEED Gold, que classifica as construções sustentáveis em todo o mundo.

Cidade Matarazzo (São Paulo)

Jean Nouvel é um dos arquitetos que trabalha na restauração da Cidade Matarazzo (Foto: Laisfv)

Jean Nouvel é um dos arquitetos que trabalha na restauração da Cidade Matarazzo (Foto: Laisfv)

O Brasil também terá uma obra de Jean Nouvel e ela ficará em São Paulo. É bem provável que você já tenha ouvido falar na Cidade Matarazzo. Localizado ao lado da Avenida Paulista, o complexo, que abrigava um hospital até 1993, se transformará em um hotel de luxo da rede Rosewood.

Comprado pelo empresário e arquiteto francês Alexandre Allard, o conjunto hospitalar passa por uma restauração e Nouvel é um dos brilhantes profissionais que assina esse projeto.

Nessa obra, o papel de Nouvel está voltado para o desenvolvimento da Torre Mata Atlântica, que expande verticalmente o parque localizado na Cidade Matarazzo, abrigando 150 quartos e 122 suítes particulares, que terão um completo serviço de hospitalidade.

O edifício terá 25 andares e abrigará árvores com mais de 15 m de altura. A ideia é que a arquitetura moderna seja complementada com a vegetação, proporcionando um efeito visual único.

Allard, o arquiteto que comprou a Cidade Matarazzo e convidou Jean Nouvel para trabalhar com ele no projeto, esteve no Archtrends Summit 2020, evento promovido pela Portobello em parceria com a Expo Revestir.

Na ocasião, Nouvel participou do encontro por vídeo, contando um pouco mais sobre a obra. Assista, agora mesmo, à palestra na íntegra.

Destaque: Jean Nouvel é conhecido no meio como o arquiteto da luz (Foto: Christopher Ohmeyer)

Nenhum comentário

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *