Menu
Projetos e Obras
Busca

Conteúdo Matérias

Inovação e design sustentável: papelão, uma alternativa do futuro

17/11/2011

A busca por produtos sustentáveis tem mudado como designers escolhem os materiais para suas criações. Muitos tem usado papelão ao invés da madeira.

A busca por produtos e conceitos cada vez mais sustentáveis tem mudado a maneira como designers e arquitetos ao redor do globo escolhem os materiais usados em suas criações. Para muitos, a madeira tem dado espaço para o papelão. Isso mesmo, este material subestimado pela maioria de nós se transforma em móveis super-resistentes nas mãos destas mentes criativas.

Uma nova maneira de guardar, trabalhar e dormir é criada a partir deste material 100% reciclável.

A linha de móveis de papelão de Reinhard Dienes é um exemplo de como é possível ter objetos de qualidade e bom gosto com este material. Estantes e racks coloridos e altoastral fazem parte da coleção do artista.

E que tal poder levar a sua mesa de trabalho para qualquer lugar?  A Paperweight Desk permite que você a leve até para casa! Leve, mas muito resistente, esta mesa é feita 100% de papelão e possui um espaço reservado em sua estrutura para que você esconda os fios do computador, da calculadora e de todos os aparelhos que você precisa ter sempre à mão.

E na hora de ir dormir, por que não apostar em uma cama e cômoda que você pode mudar de quarto sempre que quiser e sem precisar da ajuda de ninguém? Aqui, espaço para guardar suas coisas é assunto importante e, por isso, toda a base da cama é composta por gavetas. A Karton possui ampla durabilidade e flexibilidade.

Até um toca-discos simples pode ser feito em papelão! A GGRP Sound investiu na ideia e criou um aparelho diferente.

E como estamos entrando no clima do Natal, nada mais interessante do que uma árvore sustentável!

Mas quem pensa que os móveis saem a preço baixíssimo, se engana. Apesar de serem feitos com material reciclável e serem aparentemente frágeis, estes objetos são resistentes, duráveis e de qualidade. Uma estante de Reunhard Dienes, por exemplo, não sai por menos de U$ 300.

4 Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *