Menu
Projetos e Obras
Busca
indústria 4.0

Conteúdo Matérias

Indústria 4.0 e arquitetura: veja as tecnologias que são comuns entre as duas

29/07/2019

A indústria 4.0 já é uma realidade e a tecnologia fará com que o mercado da arquitetura se modifique. Saiba quais as ferramentas dessa era industrial farão com que o trabalho dos arquitetos possa ficar ainda mais moderno.

A indústria 4.0 chegou para revolucionar o mercado e engana-se quem pensa que essa revolução ficará apenas na área de TI. Na verdade, as inovações tecnológicas dessa nova era industrial já estão modificando a forma como todos trabalham, independentemente da área de atuação.

Um dos setores que vem absorvendo, cada vez mais, o uso de novas tecnologias é arquitetura. No nosso artigo, explicaremos a relação da indústria 4.0 com esse setor e mostraremos como a tecnologia modificou e vai continuar modificando a realidade dos arquitetos. Confira!

Qual a relação entre a indústria 4.0 e arquitetura?

indústria 4.0

Arquiteto utilizando de dispositivos eletrônicos para auxiliar na elaboração do projeto

A indústria 4.0 busca se desenvolver com base em processos de produção inteligente e em princípios de capacidade de operação em tempo real, descentralização, automação, modularidade, internet das coisas, internet dos serviços, realidade virtual, realidade aumentada e diversas outras tecnologias.

Essas tecnologias, quando aplicadas à arquitetura, fazem com que projetos sejam realizados com maior nível de detalhe, em menor tempo e com maior precisão. Permitem que o arquiteto consiga visualizar o resultado final do seu trabalho, mesmo antes dele sair do projeto para o mundo físico. Melhora a comunicação entre os profissionais envolvidos nos projetos e na construção, além de facilitar a comunicação com o cliente.

A quarta revolução industrial também faz com que as etapas de construção sejam mais eficientes e mais rápidas, traz maior segurança para os trabalhadores no canteiro de obras, facilita a correção de erros de projeto, moderniza ferramentas de trabalho e muito mais.

Quais ferramentas utilizadas pelos arquitetos foram transformadas pela tecnologia?

indústria 4.0

Arquitetos com projeto em maquete 3d

A verdade é que a tecnologia vem mudando o mercado da arquitetura há muito tempo, mas, muitas vezes, não percebemos essa mudança. Incorporamos novas ferramentas de trabalho no dia a dia sem muitas dificuldades e temos a sensação de que elas estiveram sempre ali, mas não é bem assim. Então, confira como a tecnologia já transformou muitas ferramentas utilizadas pelos arquitetos.

Ferramentas de desenho

Antigamente, os arquitetos precisavam utilizar inúmeros instrumentos e acessórios de desenho: réguas, esquadros, escalímetros, compassos, braços de desenho, folhas milimetradas , mesas específicas e muito mais.

Hoje em dia, todas essas ferramentas foram substituídas por softwares como o AutoCAD, SketchUp e Revit, que permitem que os projetos sejam feitos de maneira rápida e com muito menos erros.

Fita métrica e trena

Até pouco tempo atrás, a fita métrica e a trena eram as únicas opções para arquitetos que precisassem medir um determinado local. Fazer a medição de todos os cômodos de uma casa, por exemplo, era um trabalho enorme. No entanto, nos dias de hoje, pode-se realizar esse mesmo serviço em pouquíssimo tempo e com uma precisão muito maior.

Basta que o profissional tenha uma trena digital e um dispositivo para armazenar os dados das medidas, como um tablet ou até mesmo um celular.

Gabaritos

Quando os desenhos técnicos eram feitos de maneira manual, a arquitetura e o design de interiores eram muito mais complexos. Adicionar qualquer mobília na planta exigia o uso de gabaritos — moldes com modelos de móveis prontos. Esses moldes deveriam estar na escala correta e apresentavam apenas alguns modelos de mobília.

Atualmente, os softwares de projeto são capazes de importar blocos com milhares de modelos de móveis que podem ser utilizados em qualquer escala, não só no desenho 2D, como também no 3D.

Heliodon

O Heliodon é um equipamento que foi bastante utilizado para o estudo da incidência solar em uma construção. Os arquitetos projetavam maquetes de casas, edifícios e seus arredores e, com a ajuda do Heliodon, simulavam a incidência do sol e a sombra em seus projetos.

Apesar de bastante eficiente, esse equipamento era grande, pesado e exigia a construção das maquetes. Atualmente, softwares como o SketchUp já se conectam com plugins capazes de realizar essa simulação de luz e sombras em desenhos 3D digitais.

Quais as ferramentas da indústria 4.0 que serão utilizadas na arquitetura?

indústria 4.0

Arquitetos com utilizando de realidade virtual para visualizar projeto

Além de todas as mudanças que a tecnologia já proporcionou para a arquitetura, podemos perceber que muito mais está por vir. A indústria 4.0 se solidificará e o modo como projetamos, construímos, reformamos e nos interagimos com outros profissionais e com nossos clientes será bastante diferente.

Conheça as tecnologias da quarta revolução industrial que já vem sendo utilizadas por alguns setores e que, em alguns anos, farão parte do dia a dia do profissional de arquitetura.

Realidade virtual

A realidade virtual é uma das tecnologias mais interessantes da indústria 4.0. Ela nos permite experimentar um ambiente que ainda não existe. O arquiteto poderá projetar e, então, com o uso de óculos de realidade virtual ou de capacetes de imersão, visualizar o seu projeto em tamanho real.

E não é só isso, com os óculos e capacetes, pode-se entrar nos ambientes virtuais e interagir com os espaços. Com isso, arquitetos poderão mergulhar completamente em modelos 3D de seus projetos, facilitando a percepção do resultado futuro. Além disso, os clientes terão a experiência dos ambientes mesmo antes deles existirem.

Impressão 3D

A impressão 3D já é bastante utilizada em alguns setores do mercado e, em pouco tempo, será amplamente aproveitada na arquitetura. Com o uso de robôs de impressão, será possível “imprimir” construções inteiras. Isso mesmo, as impressoras 3D serão capazes de construir casas e edifícios.

Essa tecnologia permitira que construções sejam mais padronizadas e que fiquem prontas em um período de tempo mais curto.

Automatização de tarefas

Elaborar relatórios, organizar cronogramas, delegar tarefas, gerar orçamentos, produzir planilhas e tantas outras atividades podem tomar boa parte do tempo de um profissional. Mas essas tarefas estão prestes a serem automatizadas.

Com uso de tecnologias de informação, como o sistema BIM, os arquitetos poderão obter todos esses relatórios e planilhas de forma automática. Bastará cadastrar as informações principais e realizar algumas programações, que os sistemas serão capazes de realizar todos os cálculos sozinhos.

IoT

IoT é a sigla utilizada para a expressão “Internet of Things” ou, em português, “Internet das Coisas”. Essa expressão diz respeito ao modo como os objetos do mundo físico estão conectados entre si por meio de redes de internet, sensores digitais, softwares e outras tecnologias.

Em um futuro próximo, máquinas utilizadas nas obras poderão comunicar-se com as redes para envios de sinais relacionados à detecção de problemas estruturais, reduzindo os riscos de acidentes, por exemplo. Os equipamentos de segurança — como roupas especiais e capacetes — poderão controlar a temperatura e medir sinais vitais dos trabalhadores no canteiro, protegendo o trabalhador.

É incrível como as tecnologias estão relacionadas com a arquitetura, não é mesmo? Em poucos anos, processos que hoje conhecemos e que são feitos por mão de obra humana poderão ser inteiramente substituídos por novas ferramentas que a indústria 4.0 desenvolve e ainda desenvolverá.

Se você gostou desse assunto e ficou admirado com as possibilidades da quarta revolução industrial, compartilhe nosso artigo nas redes sociais para que mais pessoas possam entender como a arquitetura se modificará nos próximos anos!

1 comentário

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *