Menu
Projetos e Obras
Busca
Iglesia de Iesu

Conteúdo Vitrine

Toda contemporaneidade da Iglesia de Iesu, projetada por Rafael Moneo

09/09/2019

Paredes brancas minimalistas, aberturas pontuais e pureza de detalhes. Conheça de perto essa igreja contemporânea no norte da Espanha.

A Igreja de Iesu está longe de ser comparada com as suas “primas” na Espanha. Não é grande como a Catedral de Sevilha, não possui um passado gótico como a Catedral de Burgos, nem o romantismo da Catedral de Santiago de Compostela.

Não possui a mescla de história e estilos da Mesquita de Córdoba, muito menos a importância da Basílica Sagrada Família, em Barcelona. Ao contrário de todas essas antigas igrejas espanholas, a Igreja de Iesu foi construída em 2011 e, respeitando o seu ano de nascimento, é uma igreja de arquitetura contemporânea.

Iglesia de Iesu

Fachada principal da Igreja de Iesu — destaque na fachada vai para a única janela como ornamento no canto lateral esquerdo do edifício

Iesu, significa Jesus em Grego. A Igreja de Jesus, situada em Riberas de Loyola, no país vasco, no norte da Espanha, nasceu pelas mão do arquiteto Rafael Moneo, ganhador de um Pritzker Prize. O arquiteto define seu projeto como “generoso em seu espaço e modesto em seus materiais”.

Assim é caracterizada a igreja por dentro e por fora arquitetonicamente, por suas paredes brancas minimalistas, aberturas pontuais e pureza de detalhes. A obra durou 4 anos e, finalmente, foi terminada no começo de 2011, com seus 900m² de superfície e altura de até 28m².

Iglesia de Iesu

A cruz assimétrica no teto faz espaço para a entrada de luz natural zenital na nave principal

Sua planta é definida por um formato em “L” e seu exterior por volume cúbico. A sacristia está à esquerda da nave principal e o batistério à direita. Na capela da reconciliação está localizado o sacrário e um vitral desenhado pelo próprio Rafael Moneo, feito da pedra alabastro, vinda de uma pequena cidade no norte da Espanha.

No teto da nave principal da igreja é desenhada uma cruz levemente torta, criando uma assimetria. O arquiteto afirma ser proposital para refletir as tensões do mundo atual. Os espaços entre as linhas da cruz criam um jogo de luzes zenitais no interior do edifício, elas passam e refletem nas paredes interiores de concreto.

Diferente das igrejas tradicionais espanholas cheias de ornamentos, a fachada da Igreja de Iesu possui uma única decoração. A 20m² de altura do chão estão representados os 12 meses do ano em números romanos, o sol, a lua com suas diferentes fases, e a cruz em uma janela de 10m² de altura por 5m² de largura.

Iglesia de Iesu

Mobiliário e decoração minimalista fazem parte do projeto de interiores

O destaque do projeto é a brincadeira que o arquiteto faz com as aberturas zenitais e laterais deixando entrar luz natural de diferentes formas, criando a ambientação de um espaço espiritual e religioso.

O projeto de interiores segue a linha do minimalismo e simplicidade com bancos retos de madeira clara e pequenos focos de luz em formato de cones, direcionando a iluminação artificial para o público.

A Igreja de Iesu não está entre os 10 pontos turísticos imperdíveis da Espanha, muito menos foi classificada como patrimônio da humanidade pela Unesco, como as igrejas citadas anteriormente. Mas é um exemplo de projeto arquitetônico à frente do seu tempo. Do pensamento contemporâneo de projetar espaços efetivos, com materiais honestos, aproveitando o melhor da luz natural e usando muita criatividade.

Gostou do conteúdo? Deixe seu comentário!

Nenhum comentário

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *