Menu
Projetos e Obras
Busca

Conteúdo Correspondentes Internacionais

Garden Archetypes: o mundo de Alessandro Michele no Gucci Garden

16/07/2021

A exposição no Gucci Garden em Florença comemora os 100 anos da Maison e nos presenteia com incríveis instalações curadas pelo diretor criativo da marca Alessandro Michele, conferimos tudo de perto e dividimos com vocês no post a seguir!

Compartilhamos anteriormente aqui no Archtrends esse incrível espaço dedicado à grife fiorentina Gucci, no centro de Florença, Gucci Garden, um lugar mágico que nos oferece um grande leque de cultura, história, arquitetura, design, gastronomia e claro, muita moda!

Gucci Gardens
Garden Archetypes, o mundo de Alessandro Michele (Imagem Luiza Vegini)

Com a reabertura dos museus na Itália no período pós lockdown, e comemoração de 100 anos da marca, o Gucci Garden não poderia ficar para trás – e preparou nada mais nada menos que uma porta aberta para o mundo criativo de Alessandro Michele, o diretor de criação da grife.

Gucci Gardens
Garden Archetypes, o mundo de Alessandro Michele (Imagem Luiza Vegini)

São diversos espaços temáticos em uma variedade de estilos, estéticas e layouts espaciais interativos, que correspondem às 15 campanhas publicitárias da marca, tudo isso atrelado a uma grande tecnologia e, ao mesmo tempo, diversos elementos artesanais, exibindo a maneira como cada uma das campanhas da grife capturou um momento específico e irreplicável do tempo.

Gucci Garden
Garden Archetypes, o mundo de Alessandro Michele (Imagem Luiza Vegini)

A exposição incorpora tanto sua coleção original quanto a visão multifacetada, ousada e inclusiva de Michele, por meio de ambientes que representam uma “jornada em sua imaginação”.

Gucci Gardens
Garden Archetypes, o mundo de Alessandro Michele (Imagem Luiza Vegini)

Na entrada principal, os visitantes encontram uma visão em tela dividida em diversos espaços, como forma de representar uma “sala de controle” da exposição.

Gucci Gardens
Sala inicial da exposição (Imagem: Luiza Vegini)

O primeiro dos espaços vem como uma cultura negra, referente a campanha pré-outono 2017 e contém um elenco de dançarinos em uma área de vitrine cilíndrica. A seção foi lançada pelo desejo de realçar luz sobre a necessidade de uma maior representação da comunidade negra na indústria da moda.

Gucci Gardens
Sala que representa a coleção pré-outono 2017 (Imagem: Luiza Vegini)
Gucci Gardens
Sala que representa a coleção pré-outono 2017 (Imagem: Luiza Vegini)

Como uma homenagem à juventude parisiense de 68, o espaço da campanha pré-outono 2018 incorpora uma escada decorada com grafite, ligando os dois níveis e todas as salas do museu. Para seguir o caminho entramos em um espaço que nos remete a um vagão de metrô – e aqui podemos sentir que a experiência é realmente uma viagem pelo mundo de Michele.

Gucci Gardens
As escadas do museu cobertas por grafite (Imagem: Luiza Vegini)

Já o espaço que representa a campanha outono 2018 é uma sala denominada de vila modernista com o plano de fundo utilizado para a exibição da campanha Cruise 2020, e nos leva a um banheiro de boate dos anos 80, com cores vibrantes para a campanha Primavera Verão 2016 – formado, assim, um novo espaço temático.

Gucci Gardens
A vila modernista (Imagem: Luiza Vegini)
Gucci Gardens
Banheiro de boate dos anos 80 (Imagem: Luiza Vegini)

Seguindo em frente, um labirinto espelhado nos guia a uma sala com manequins da campanha Cruise 2016 da Gucci, onde cerca de 150.000 lantejoulas cintilantes adornam as paredes para apresentar o espaço que homenageia a coleção outono-inverno 2016 com o tema ‘’Luzes de Tóquio’’.

Gucci Gardens
Homenagem à campanha Cruise 2016 (Imagem: Luiza Vegini)
Gucci Gardens
Luzes de Tóquio (Imagem: Luiza Vegini)

 

Para finalizar, uma incrível sala que reúne ursinhos de pelúcia, relógios cuco, borboletas e diversos tênis da grife, tudo isso exposto em um ambiente completamente revestido por espelhos, criando uma atmosfera incrível e imaginativa.

Gucci Gardens
 Sala lúdica dos espelhos (Imagem: Luiza Vegini)

Conseguimos ver de perto e imergir em espaços lúdicos e interativos que nos mostram em forma cronológica a história da criação das campanhas da Gucci sob o olhar de Alessandro Michele.

Gucci Garden
Garden Archetypes, o mundo de Alessandro Michele (Imagem Luiza Vegini)

Estamos sentindo cada vez mais a necessidade da inovação e de um certo convite atrativo que traga as pessoas de volta aos espaços físicos. Com os museus não está sendo diferente. Compartilhamos recentemente diversas novas exposições abertas ao público na Itália, durante o período pós lockdown – confira abaixo.

Que essa necessidade de oferecer e consumir arte venha para ficar e que possamos voltar a transitar pelos espaços culturais com segurança. 

Gostaram da exposição? Compartilhe sua opinião com a gente!

Nenhum comentário

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *