Menu
Projetos e Obras
Busca
fundação Adolfo Pini

Conteúdo Correspondentes Internacionais

Milhões de mariposas negras invadem a fundação Adolfo Pini em Milão em uma instalação artística

31/07/2019

Cenário perfeito para um “click” do celular. Confira aqui por que a instalação artística de Carlos Amorales na Fundação Adolfo Pini é uma das mais visitadas e compartilhadas nas mídias sociais.

fundação Adolfo Pini

Corredor da Fundação Adolfo Pini repleto com as mariposas negras de Carlos Amorales | Barbara Cassou

A Fundação Adolfo Pini em Milão virou palco de uma instalação artística criada pelo artista mexicano Carlos Amorales chamada “The accursed hour” (“A hora maldita”). O artista inspirou-se na migração anual de mariposas monarcas do Canadá ao México, ao visitar a sua avó, cobrindo todo o espaço da fundação com 15 mil mariposas de 30 espécies diferentes feitas em papel negro. Elas foram colocadas delicadamente em forma escultural, que parece sobrevoar o espaço desde a escadaria na entrada até todos os espaços existentes da edificação.

Essa instalação é uma continuação da sua exposição anterior feita no México — onde usou 25 mil mariposas. A obra foi criada em homenagem a sua avó, como forma de despedir-se dela, transcrevendo uma sensação de assombração que há dentro de cada um de nós. O artista também busca refletir sobre a violência humana contra os próprios seres humanos, uma violência escondida no interior do ser humano, que pode explodir a cada momento.

A instalação transcreve o que os críticos de arte chamam de “sensibilidade gótica”, variando entre a beleza e a assombração, a calmaria e a agitação. Carlos Amorales utiliza vários meios de expressar sua arte, como desenho, animações, esculturas e algumas performances, buscando abordar temas sobre a discrepância e tensões no mundo atual, em amplitude e ideologias, fazendo com que o espectador faça uma imersão às suas obras.

Seu trabalho já foi apresentado em inúmeras exposições individuais e coletivas — ganhou destaque em 2017 na 57ª Bienal de Veneza, onde representou seu país com o projeto “Life in the folds”, um trabalho que combinava esculturas, gravuras e filmes junto à música.

fundação Adolfo Pini

Salas interiores, móveis e janelas são cobertas com as mariposas negras| Barbara Cassou

A exposição tornou-se uma das mais visitadas durante o Salone del Mobile em Milão. A fila para entrar, especialmente durante o período da feira móvel, chegava a ter uma hora de espera no lado de fora abaixo de chuva.

É incrível como o efeito das mariposas pousam sobre as paredes e móveis no interior do edifício, mesclando-se com a sua arquitetura do século 19, localizada na Corso Garibaldi, coração do agitado bairro San Marco na capital.

O resultado disso? Milhares de compartilhamentos nas mídias sociais. Hoje em dia instalações artísticas como a de Carlos Morales atraem millennials que buscam ambientes e cenários inusitados para gerar conteúdo e compartilhar momentos nas suas redes sociais como Instagram e Facebook. Instalações de arte e obras onde pode-se interagir e integrar-se ao cenário costumam ser os “spots” perfeitos para um click do celular.

fundação Adolfo Pini

As mariposas integram-se aos ambientes e arquitetura da fundação projetada no século 19| Barbara Cassou

Gostou do conteúdo, deixe-nos um comentário sobre essa linda exposição em Milão!

Nenhum comentário

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *