Menu
Projetos e Obras
Busca

Formas orgânicas são aquelas que remetem às curvas da natureza. Seu uso na arquitetura e na decoração aumenta o bem-estar (Projeto: Quintino Facci arquitetos)

Conteúdo Matérias

Formas orgânicas: inspire-se na fluidez da natureza para a decoração

23/02/2022

Linhas curvas aparecem em objetos, móveis e até revestimentos. Descubra como usar formas orgânicas para uma decoração mais aconchegante!

Trazer a natureza para perto é uma das grandes tendências para 2022. E uma das maneiras de fazer isso é com o uso de formas orgânicas na decoração.

Para ouvir o artigo completo, clique no play abaixo:

Elas remetem a elementos naturais, como plantas, rios, nuvens e até animais. Assim, ajudam a transformar a casa em um verdadeiro refúgio, a chamada chillhouse.

Essa é uma quebra de paradigma na arquitetura. Há alguns anos, ela foi dominada por linhas retas e duras, deixando de lado as curvas que já foram queridinhas nas décadas de 1960 e 1970.

Agora, nota-se o uso de porcelanato com relevo e móveis curvilíneos, entre outras possibilidades para a construção e a decoração. Mas tudo isso, claro, com um toque de modernidade.

Nas linhas a seguir, entenda mais sobre as formas orgânicas e descubra como incorporar essa tendência nos seus projetos!

O que são formas orgânicas?

Móveis e objetos que remetem à natureza tornam ambientes mais acolhedores
(Projeto: Ana Livia Mafra)

São aquelas encontradas na natureza, como plantas, flores, frutos, águas, céu e animais.

Ou seja, geralmente são curvas que remetem a um organismo vivo, passando ideias como flexibilidade e até sensualidade.

No entanto, as formas orgânicas também podem ser reproduzidas pelo homem de diferentes maneiras, inclusive na arquitetura e na decoração.

Nos últimos anos, as curvas ganham espaço. Isso graças a fatores como o interesse pela sustentabilidade e o conceito de biofilia, que busca aproximar o ser humano da natureza.

Essa, aliás, é uma tendência que ganhou força após o período de isolamento social para conter a disseminação da Covid-19.

Passando mais tempo em casa, as pessoas buscaram maneiras de levar a natureza para dentro do lar, de modo a aumentar o bem-estar no dia a dia.

Quais são as vantagens de aderir ao design curvo?

Usar formas orgânicas traz benefícios tanto para a arquitetura quanto para a decoração
Usar formas orgânicas traz benefícios tanto para a arquitetura quanto para a decoração Projeto: Deborah Nazareth)

Além da estética, as formas orgânicas contribuem para outros aspectos da decoração e da arquitetura, como:

  • sem quinas e cantos, objetos tendem a oferecer menos riscos de acidentes, principalmente considerando idosos, crianças e animais de estimação;
  • seu processo de fabricação é mais simples do que o de itens com linhas retas, pois geralmente não há a necessidade de encaixes e suportes;
  • quando aplicadas no mobiliário, as formas orgânicas proporcionam ergonomia, já que encaixam melhor nas curvas do corpo;
  • móveis com formas orgânicas têm montagem mais fácil, justamente por terem poucos ou nenhum encaixe;
  • o design diferenciado tende a se destacar no ambiente, levando estilo e personalidade à decoração;
  • melhoram a circulação dos espaços, principalmente quando falamos em apartamentos pequenos;
  • conferem um visual mais clean aos cômodos;
  • tornam a decoração suave e harmônica;
  • são mais fáceis de encaixar no décor.

Como usar formas orgânicas em projetos de arquitetura e decoração?

Quer entender como aplicar as formas orgânicas nos seus projetos? A seguir, listamos algumas maneiras de incorporar essa tendência e criar espaços mais acolhedores. Confira!

Arquitetura

Construções podem ter formas orgânicas em fachadas ou paredes internas
(Projeto: Espaço Livre Arquitetura – Patrizia Chippari)

As formas orgânicas aparecem em projetos de arquitetura. Fachadas, paredes internas e outras alternativas podem levar as curvas da natureza para construções comerciais ou residenciais.

Além de paredes, é possível incorporá-las em arcos, pilastras, piscinas ou paginações de piso, por exemplo.

Aliás, as formas orgânicas são uma marca de um dos grandes nomes da arquitetura brasileira: Oscar Niemeyer.

De acordo com o arquiteto modernista:

“Não é o ângulo reto que me atrai, nem a linha reta, dura, inflexível criada pelo homem. O que me atrai é a curva livre e sensual, a curva que encontro no curso sinuoso dos nossos rios, nas nuvens do céu, no corpo da mulher preferida. De curvas é feito todo o universo, o universo curvo de Einstein”.

Revestimentos

Marea é revestimento da Portobello inspirado na suavidade, força e beleza das águas (Projeto: Portobello S.A.)

Até mesmo os revestimentos podem ter formas orgânicas. Isso acontece, principalmente, por meio das peças com texturas naturais.

Ou seja, aquelas que reproduzem pedras, madeiras ou que tenham relevo que remete a algum elemento da natureza.

Essa alternativa ainda permite uma experiência sensorial. A sensação de bem-estar aumenta quando há revestimentos que convidam ao toque.

Marcenaria

Com formas orgânicas, uso da madeira proporciona ainda mais aconchego (Projeto: Adriana Fontana)

Painéis, bancadas… Há muitos aspectos em um projeto de marcenaria nos quais é possível incluir linhas fluidas.

Inclusive, essa é uma ótima opção, se considerarmos que a madeira é um elemento natural que já leva essa sensação de aconchego para dentro de casa.

Sendo assim, ao moldá-la em formas orgânicas, o efeito de bem-estar ganha ainda mais força.

Outro ponto interessante é que a marcenaria ajuda a compor projetos de décor em estilo rústico, que também tem como grande característica o acolhimento.

Móveis

Formas orgânicas aparecem nas mesas Sambinha 1, 2 e 3, de Ruy Ohtake para a Portobello
(Projeto: Portobello S.A.)

Os móveis estão entre os melhores aliados de quem quer criar um espaço com formas orgânicas.

Além de não exigirem obras ou reformas para incluir linhas curvas no ambiente, eles ainda podem assumir papel de destaque, ressaltando a personalidade dos moradores, como se fossem peças autorais.

Praticamente qualquer móvel pode ter formas orgânicas. Um exemplo são cadeiras, poltronas e sofás curvilíneos.

Melhor ainda se forem revestidos de tecidos naturais, como algodão e linho. Assim, ampliam a sensação de bem-estar.

Até as mesas podem ter formas orgânicas. Um dos maiores ícones da arquitetura brasileira, Ruy Ohtake assinou a coleção Ohtake, que transforma as linhas retas do porcelanato Portobello em peças sinuosas.

O arquiteto foi responsável por grandes projetos em São Paulo, como o Parque Ecológico do Tietê e os hotéis Renaissance e Unique. No Rio de Janeiro, deu vida à obra do Porto Maravilha.

Para ele, a curva é uma linguagem brasileira na arquitetura. Por isso, ousou para trazer mesas que transgridem as formas planas do porcelanato nesse projeto inovador.

LEIA TAMBÉM: Ruy Ohtake: o legado do gênio das curvas e cores

Objetos de decoração

Vasos e quadro se juntam à mobília e ao revestimento com formas orgânicas para levar personalidade e conforto ao ambiente
(Projeto: Juliana Guarize e Tássia Hoffmann / Foto: Felipe Araújo /. CASACOR ES 2021)

Outro jeito prático de incluir as formas orgânicas na decoração é por meio de objetos. Para aumentar o aconchego, prefira materiais naturais, como madeira, sisal, palha, vime e rattan.

Entre os itens nos quais você pode apostar estão:

  • utensílios de cozinha;
  • luminárias;
  • esculturas;
  • molduras;
  • espelhos;
  • cortinas;
  • tapetes;
  • plantas;
  • mantas;
  • vasos.

Há muitas maneiras de usar elementos naturais nos projetos. Existe uma área, por exemplo, que estuda as formas biológicas e a importância da natureza na arquitetura e na decoração. Conheça a biomimética!

Foto de destaque: Formas orgânicas são aquelas que remetem às curvas da natureza. Seu uso na arquitetura e na decoração aumenta o bem-estar (Projeto: Quintino Facci arquitetos)

Nenhum comentário

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *