Menu
Projetos e Obras
Busca
Gérbera, flores exóticas

Gérbera também pode ser incluída para ambientes internos, com destaque para suas cores vivas (Foto: PxHere) 

Conteúdo Matérias

Flores exóticas: diferencie a decoração de interiores com essas espécies

09/06/2021

Use o poder das flores exóticas para criar ambientes singulares e renove o design de interiores dos mais variados projetos!

Cores, formatos, texturas e aromas são as premissas básicas de uma decoração com flores exóticas. Essas pequenas e versáteis plantas dão vida, destaque e personalidade a um décor sustentável. Certamente, você deve conhecer algumas espécies que podem conferir esse toque aos seus ambientes.

Decorações de casas e apartamentos que levam flores estão em alta. Afinal, as pessoas descobrem a cada dia mais os benefícios estéticos e funcionais das diferentes espécies, além das ótimas sensações proporcionadas por elas.

Neste artigo, você descobrirá como as flores exóticas são campeãs em deixarem os ambientes bonitos e aconchegantes. Confira!

O que são flores exóticas?

Flores exóticas, cores
Basicamente, o nome dessa categoria de plantas indica suas origens, mas seu conceito vai além (Foto: PxHere)

Em termos técnicos, flor exótica é toda aquela que é cultivada em uma área, porém não é nativa dela. Por exemplo, uma planta do Camboja criada no Brasil.

Apesar desse conceito ser bem explícito, uma flor exótica pode ser entendida também por suas características e seu cultivo. Afinal, cada planta tem seu ciclo e deve receber regas, adubações e iluminações específicas.

Dadas as condições adequadas para as flores exóticas crescerem em um ambiente, elas mostrarão toda sua exuberância.

Sejam de pequeno, médio ou grande porte, elas serão capazes de revelar cores, formatos e texturas intrínsecos ao seu exotismo.

Quais flores exóticas usar na decoração?

Entre as diversas flores exóticas disponíveis, escolher aquelas que vão compor o seu ambiente pode ser uma tarefa complexa.

Você pode adotar critérios como porte, cuidados, harmonia e identificação, entre outros, para fazer as suas escolhas.

Orquídea Sapatinho

Flores exóticas, orquídea sapatinho
Seu design de sapatinho de princesa e suas cores avulsas, que mesclam amarelo, branco, pintinhas e detalhes nas bordas da pétala, a fazem exclusiva e cobiçada (Foto: PxHere)

As orquídeas são um mundo à parte, pois existem inúmeras espécies, cada qual com sua beleza e peculiaridade. A orquídea sapatinho é apenas uma delas.

Cuidados

A orquídea sapatinho pode ser cultivada tanto em vasos com terra e cascalho quanto direto em jardins no chão. O detalhe é que essas moradas devem ser um pouco úmidas e receber bastante luz indireta.

Além disso, proteger as orquídeas sapatinho do calor intenso renderá muitos brotos anuais, que dão as caras nas estações mais frias.

Crista de Galo

Flores exóticas, crista de galo
Seu nome não é à toa: o volume de suas pétalas dá o formato quase que idêntico ao de uma crista de galo (Foto: PxHere)

Essa planta com aspecto de veludo, nativa da Ásia, é capaz de preencher bem qualquer área com apenas uma flor.

O ponto alto da crista de galo é a multiplicidade de cores, que vão do branco ao roxo, passando por mais de sete tons muito vivos. Um diferencial que contribui com vários tipos de decorações.

Cuidados

Essa é uma planta típica de verão. Logo, é preciso acomodá-la em um cantinho que receba luz solar direta. Nas regas, ela é exigente; a terra deve ser bem rica em substrato orgânico e precisa ficar sempre úmida.

Vitória-régia

Flores exóticas, vitória-régia
Apesar de ser uma espécie genuinamente brasileira, a vitória-régia é considerada bem exótica por suas características (Foto: PxHere)

Em algum momento na escola, seu professor deve ter falado sobre a vitória-régia. Essa planta está enraizada no folclore brasileiro e merece seu culto popular, dada sua beleza.

Entre as flores exóticas, a vitória-régia ocupa seu lugar como planta aquática e de clima muito quente. A folha é como um prato que boia na água. Sua flor nasce por debaixo dela para respirar na superfície ao desabrochar.

Um detalhe curioso é que no primeiro dia aberta, a flor pode ser branca ou roxa, entre outros tons. No segundo, ela fica totalmente rosa. E o melhor: exala um perfume forte e adocicado, atraindo insetos polinizadores.

Cuidados

Primeiramente, para cultivar a vitória-régia, é preciso ter ampla área com água. Pode ser um tanque ou lago artificial, com no mínimo 1 m de profundidade. O clima do local deve ser de intenso calor na maior parte do ano.

Jade vine

Flores exóticas, jade vine
Regar a jade só quando a terra do vaso estiver seca(Foto: PxHere)

As flores de jade são originárias das Filipinas, na Ásia, e despertam curiosidade por seu estilo pendente e suas cores vivas que lembram até iluminações neon.

Para ter a jade vine em casa ou apartamento, é preciso ter um bom espaço vertical. Ela é do tipo trepadeira e, oferecendo área, atinge até 15 m de comprimento. Contudo, ela pode ser podada e ficar em tamanhos médios, sem prejudicar o ambiente.

Cuidados

O cultivo de flores de jade demanda uma parede vertical ou alguns vasos grandes, acomodados em áreas mais altas. Assim, a planta pode crescer em sua forma natural.

Apesar de a jade tolerar sol direto, o ideal é que ela fique à meia-sombra, para florescer na época certa, que compreende o verão e a primavera.

Peônia

Flores exóticas, peônia
Rosa, branco, azul e muitas outras cores colorem as pétalas dessas plantas graciosas (Foto: PxHere)

Essa planta tem pétalas que, de tão delicadas, parecem papel de seda. Com até 50 pétalas, elas se sobrepõem, gerando um formato bastante cheio e destacado.

Cores não faltam a essa espécie, que tem ciclo de vida longo e é uma das flores exóticas mais usadas para a confecção de buquês.

Cuidados

Deixe as peônias em um vaso com bastante água e troque o líquido assim que ele ficar sujo. Além disso, se as flores e folhas tocarem a água, remova-as, pois elas apodrecem rápido. No mais, deixe suas flores expostas só à claridade, não à luz solar direta.

Proteia

Flores exóticas, protéia
Exuberância e robustez são dois adjetivos que andam juntos na proteia, que tem várias camadas de pétalas grossas e finas (Foto: Pixabay)

A proteia é tão singular que parece ter saído do jardim das flores da história nonsense Alice no País das Maravilhas. E se você conversar com essa planta, talvez ela até responda, assim como no conto.

Cuidados

Seja no jardim ou no vaso, a proteia precisa de um solo que leva areia de construção, terra e adubo orgânico. Além disso, capriche na drenagem, pois ela não tolera solo encharcado. Quanto ao sol, essa espécie deve receber longas horas de luz natural.

Moreia

Flores exóticas, morea, dietes
Dietes iridioides é o nome científico dessas flores exóticas provenientes da África, que têm outras variantes tão belas e delicadas quanto (Foto: Linda Tanner)

O formato dessa flor é tipo um trevo de várias pétalas, que são dispostas em “dois andares”. Assim, a pétala mais próxima ao caule é a maior, enquanto as outras se acomodam em cima e ganham mais destaque, inclusive de cores.

Nessa espécie, as folhas também trazem bastante charme, com formatos robustos e em um tom de verde bastante escuro. Dessa forma, elas ajudam a criar o contraste perfeito dessa espécie, que é simplesmente ideal para ambientes internos.

Cuidados

A moreia adora um clima mais ameno e até um pouco frio. Ela pode ser cultivada tanto em vasos quanto em jardins.

A iluminação solar deve ser indireta. As regas podem ser feitas de duas a três vezes por semana durante períodos quentes e em menor frequência no frio.

Como decorar com flores exóticas?

Decorar com plantas é uma terapia!

O momento de ficar a sós ou com a família junto às plantas é uma maneira de redescobrir detalhes dos ambientes que as flores exóticas ressaltam.

E o melhor é que não é nada trabalhoso transformar a decoração com esses simples toques florais.

Monte arranjos de acordo com as características da flor

Quando as mudas exóticas são cultivadas em vasos, elas podem ser ajeitadas com outras plantas ou com a mesma espécie, em maior volume.

Por exemplo, a moreia fica ainda mais expressiva em buquês. Basta ter vários caules, cortá-los na mesma medida e depois amarrá-los.

Flores exóticas, protea
Flores exóticas como a proteia ficam adequadas com apenas dois ou três cabos acomodados em um vaso com água (Foto: Pixabay)

Escolha um espaço com boa iluminação natural

Outro ponto a ser considerado em uma decoração com flores exóticas é a quantidade de luz que incide no local onde a espécie ficará.

Nesse sentido, veja primeiro se a planta pode receber iluminação direta ou se deve ficar à meia-sombra ou com pouca claridade.

Siga o padrão decorativo do ambiente

Com tantos estilos arquitetônicos, é possível fazer muitos casamentos entre as flores exóticas e o design de interiores.

Nesse sentido, estilos minimalistas, como o Wabi-sabi ou o contemporâneo, pedem por flores pequenas e simples. Já o maximalismo e o Art Déco podem contar com arranjos grandes e elaborados.

Flores exóticas, arranjo na mesa
Arranjos simples têm efeitos surpreendentes quando bem harmonizados com o estilo decorativo do ambiente (Foto: PxHere)

Combine o vaso com a planta

Na decoração com flores exóticas, a planta e o vaso devem combinar. Ou seja, no caso de espécies mais robustas, como a vitória-régia, é preciso ter um espaço 100% dedicado ao seu cultivo. Tanques ou vasos ornamentais dão conta do recado.

Já para as plantas delicadas, como as orquídeas sapatinho, usar vasos médios e coloridos é um caminho eficaz. Essa planta, em especial, não pode ser cultivada em vasos pequenos, pois suas folhagens crescem muito.

As plantas trazem diversos benefícios para a qualidade de vida, como conferir mais leveza ao dia a dia. E as flores exóticas também garantem essa vantagem, colocando excentricidade cheia de vida no ambiente. Um ponto positivo que faz mudar, além da decoração, perspectivas.

Veja como mobílias, objetos decorativos e plantas podem ser harmonizados com o ambiente e tenha boas sensações com a técnica de Feng Shui!

Nenhum comentário

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *