Menu
Projetos e Obras
Busca

Portobello Portobello

Expo Revestir 2018: veja três motivos que tornam edição emblemática para a Portobello

21/03/2018

João Henrique Oliveira, Diretor de Marketing da empresa, afirma: “Essa é a feira que a gente vai lembrar daqui a 10 anos”.

Mal-encerrada a 16ª edição da Expo Revestir, a maior feira de revestimentos do país e de grande importância também no calendário internacional já tem data confirmada para acontecer em 2019: entre os dias 12 e 15 de março. Com saldo de público de mais de 62 mil visitantes únicos, o evento este ano reuniu grandes marcas do setor e recebeu diversos lançamentos em uma área de 40 mil m² no Transamerica Expo Center em São Paulo.

Visitantes conferem o novos produtos Portobello

De acordo com a organização, a Expo Revestir 2018 superou todas as expectativas em termos de visitação, qualidade dos estandes e exposição de produtos. “O Fórum Internacional de Arquitetura e Construção recebeu mais de 3,5 mil profissionais altamente qualificados que assistiram às palestras de grandes nomes nacionais e internacionais”, destacou ainda Antonio Carlos Kieling, presidente da feira e superintendente da ANFACER (Associação Nacional dos Fabricantes de Cerâmica para Revestimentos, Louças Sanitárias e Congêneres).

Durante os quatro dias de evento, uma equipe, composta por jornalistas, arquitetos, designers de interiores e formadores de opinião, elegeu as melhores linhas expostas na feira através da 4ª edição do prêmio Best in Show. Na categoria Cerâmica/Porcelanato Fachada, o modelo Steel Black, integrante da coleção Portobello 2018 In & Out/Movimento, saiu na frente e chamou a atenção do corpo de jurados. “O Steel metal é um tema que a gente não trabalhava há uns cinco anos. É uma linha bem qualificada e sua percepção de valor em porcelanato é altíssima”, afirmou João Henrique Oliveira, Diretor de Marketing da empresa.

ambiente_estande_portobello

Ambiente com Officina Portobello encanta o público

detalhes_estande_portobello

Profissionais registram cada detalhe

Como um balanço geral da Expo Revestir 2018, João Henrique aproveitou para listar os três principais motivos que tornam essa edição emblemática e inesquecível para a Portobello. Confira mais detalhes abaixo:

INOVAÇÃO ABERTA

Essa é a feira que a gente vai lembrar daqui a 10 anos por alguns motivos. O primeiro é que a gente, de fato, praticou a colaboração, a parceria, a inovação aberta. Isso veio muito forte e, mais do que um argumento comercial, enriqueceu demais as linhas, demais a concepção dos produtos. A participação do Maurício Arruda, na Pointer, da Hideko Honma na Portobello. O Jader Almeida e o Ruy Ohtake, para a Officina Portobello, dispensam comentários. O próprio Pedro Andrade que, mesmo não tendo atuado com produto, participou de forma decisiva no lançamento da coleção. Todos têm a cara do Portobello Grupo. Isso é o mais legal!”.

Hideko apresenta à Diretora de Inovação e Branding, Christiane Ferreira, peça que utiliza mistura de texturas e pigmentos de bananeira

Ruy Ohtake confere peças de sua coleção

GRANDES FORMATOS

“O segundo ponto é mais técnico: a entrada de grandes formatos. Eu não me lembro, nos últimos cinco anos, de ter fato novo em produto como teve esse ano, seja na Pointer com 45×90 com as madeiras, que eu acho que vai ser uma virada de chave no mundo cerâmico, porque a gente entra com um revestimento qualificado que não existe patamar igual. Isso deve mudar o mercado”.

Visitante fotografa os grandes formatos

OFFICINA PORTOBELLO

“O terceiro grande fato da feira esse ano bastante especial é a Officina Portobello que é o futuro do nosso negócio. O nosso negócio não é venda de piso, o nosso negócio é a casa, é a cozinha, é a sala. O nosso negócio é o que você, como consumidor, materializa no teu ambiente, que é o que você quer viver e é o que você quer mostrar para as pessoas. A importância que tem esse ambiente é muito maior do que qualquer indústria de moda, por exemplo, porque a casa passa a sua mensagem. E todo mundo vive isso. Hoje, você consegue fazer uma casa com propósito e manifestação de sua essência com porcelanato. Então, eu acho que tem três pilares que, daqui a 10 anos, a gente vai olhar e falar: ‘Foi em 2018 que começou’”.

chris_jader-

Christiane Ferreira posa com Jader Almeida

Cubas da Officina Portobello