Menu
Projetos e Obras
Busca

(Imagem: Ana Luiza Camargo)

Conteúdo Correspondentes Internacionais

Escultura interativa na Holanda

24/09/2021

Uma verdadeira passarela sem fim, a nova escultura assinada pelo escritório de arquitetura NEXT, cria uma experiência sensitiva nos arredores de Rotterdam.

A escultura interativa, idealizada pelo escritório de arquitetura NEXT, está localizado no subúrbio de Rotterdam, na Holanda, em uma área residencial que faz parte de um projeto de requalificação urbana executado recentemente. A região está preenchida por diversos parques e espaços de lazer urbano, mas foi uma pequena colina – que possui a função de bloquear os ruídos de uma rodovia – em um espaço totalmente plano a principal diretriz do projeto.

Detalhes dos materiais do projeto (Imagem: Ana Luiza Camargo)

O conceito crucial do escritório de arquitetura foi criar um percurso nada contínuo e pouco óbvio. A ilusão gerada ao caminhar pela escultura interativa é de uma escada lunática: estar em cima dela nos faz sentir abaixo e o debaixo se torna o de cima.

Imagem do projeto inserido na paisagem (Imagem: Ana Luiza Camargo)

Conversamos com a arquiteta e urbanista Ana Luiza Camargo, brasileira radicada na Holanda, que esteve presente na obra recentemente e compartilhou com a gente a sua incrível experiência: “Curioso que, quando nos programamos para visitar esse projeto, estávamos focados em apenas checar a obra de perto, caminhar por ela e tirar algumas fotos. Para a minha surpresa, passamos quase duas horas caminhando pelo local e observando a escultura de todas as perspectivas. Minha experiência foi: a cada ponto diferente que eu me posicionava, a escultura se movia e mudava completamente. Quase como uma dança de salão, quando eu dava um passo para frente, ela parecia dar um passo para trás ou para o lado. Essa sensação de movimento foi bem interessante e logo começamos a explorar não somente a escultura, mas também as vistas que ela nos proporciona’’, conta a arquiteta e mestre em arquitetura sustentável.

Detalhes dos materiais do projeto (Imagem: Ana Luiza Camargo)

A estrutura é construída em aço Corten pré-desgastado, dando a obra o tom perfeito para contrastar harmoniosamente com a paisagem natural do local. Um anel, suavemente inserido sobre uma colina de grama na cidade de Barendrecht, é uma escada circular gigante que leva o visitante a uma altura onde permite uma visão do horizonte da cidade. Podemos comparar a escultura com o percurso de um trem, porém aqui, o ponto final ou o ponto de partida, não é um fim ou começo, ele cria novas possibilidades e perspectivas.

Imagem do projeto inserido na paisagem (Imagem: Ana Luiza Camargo)

‘”A Holanda é um país plano, são poucas as vezes que conseguimos mudar a perspectiva do nosso olhar e ver algo do alto. Além disso, o projeto fica localizado em um pequeno relevo, aproximadamente uns 3 metros de altura do nível da rua. A minha interpretação é a de que o intuito dos arquitetos com esse projeto foi de não somente criar uma instalação/escultura que fosse esteticamente bonita, mas proporcionar para os moradores do município de Barendrecht uma possibilidade de observar a cidade de diferentes pontos de vista por meio de uma outra perspectiva. E isso acabou se tornando ainda mais poético e importante no contexto atual em que vivemos’’, conclui Ana Luiza Camargo.

Imagem do projeto inserido na paisagem (Imagem: Ana Luiza Camargo)

Gostaram do projeto? É muito interessante estudar uma obra e ter a oportunidade de trocar ideias com profissionais do âmbito da arquitetura sobre suas sensações e concepções! Não vemos a hora de conferir a escultura de perto e poder usufruir da mesma experiência! Compartilhe com a gente a sua opinião! 

E se quiser continuar conferindo mais projetos com esculturas urbanas, leia Instalação arquitetônica no parque de esculturas Arte Sella em Trentino.

Nenhum comentário

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *