Menu
Projetos e Obras
Busca

Opera de Edoardo Tresoldi (Imagem: Roberto Conte)

Conteúdo Correspondentes Internacionais

Opera, a nova instalação artística de Edoardo Tresoldi

25/11/2020

Conheça no post, a seguir, todos os detalhes da nova instalação artística de Edoardo Tresoldi no litoral da Itália!

Inaugurada desde o mês de setembro, a nova instalação artística permanente do artista italiano Edoardo Tresoldi, está aberta ao público diariamente na orla marítima de Reggio Calabria. Promovida e encomendada pela Prefeitura local, já foi palco de uma série de eventos gratuitos de música e performances.

Conexão da instalação artística com o parque onde está inserida (Imagem: Roberto Conte)

O artista conhecido por pesquisar a poética do diálogo entre o homem e a paisagem, utiliza a linguagem da arquitetura como ferramenta expressiva na interpretação dos lugares. Seus trabalhos são conhecidos pelo jogo com a transparência a partir da malha dos materiais industriais que transcendem na relação do espaço com a arte.

Integração com a paisagem natural, possibilitando diferentes sensações para o indíviuo (Imagem: Roberto Conte)

Sua nova obra, a Opera, possui uma estrutura aberta em malha de arame, formada por 46 pilares com 8 metros de altura dentro de um parque público de 2.500 metros quadrados. O projeto oferece um novo monumento totalmente acessível e permeável para os morados e visitantes da região. A instalação fará parte de um dos maiores espaços públicos europeus e pretende tornar-se um novo marco na Itália.

O local também será utilizado para apresentações, concertos e shows noturnos (Imagem: Roberto Conte)

Um monumento para contemplação, onde Tresoldi joga com a gramática da arquitetura clássica – bem como com a transparência da tela de arame – para trazer novas poéticas visuais em diálogo com o entorno e o espectador. Os pilares, arquétipos fundadores do patrimônio cultural ocidental, compõem uma moldura para o espaço do parque.

Conexão e permeabilidade com o mar, valorizando o litoral onde está inserida (Imagem: Roberto Conte)

A instalação leva os visitantes a uma dimensão perceptiva em constante mudança, graças às diferentes alturas e profundidades do parque. Os corredores correm em direção à paisagem enquanto os pilares transparentes definem uma estrutura aberta que acomoda, acompanha e define a experiência espacial e estabelece uma relação direta entre a terra, o céu e o mar. O jogo entre pilares e árvores cria uma relação de luz e sombras, um equilíbrio arejado, mas rítmico.

Conexão com as árvores, possibilitando diferentes pontos de vista para o indivíduo (Imagem: Roberto Conte)

Opera também é o resultado físico das reflexões de Tresoldi sobre a composição e decomposição arquitetônica. A harmonia entre a instalação e o local onde está inserida, pode ser visto através da distribuição das colunas, que intencionalmente não coincide com os pontos de bloqueio visual do parque. Semelhante a uma melodia musical, sua sobreposição sugere duas melodias diferentes tocadas ao mesmo tempo. Caminhando pelo parque, o visitante encontra contrastes harmoniosos entre os dois sistemas arquitetônicos, a arte e o meio urbano

Os pilares formam uma malha que foi pensada e estruturadas para criar diferentes ambientes e sensações (Imagem: Roberto Conte)

Gostaram do post? Somos fãs das obras do artista, que sempre nos traz instalações que valorizam ainda mais as paisagens, construindo espaços urbanos de qualidade. Para conferir outra obra recente de Edoardo, veja a Instalação Arquitetônica no Parque de Esculturas Arte Sella em Trentino.


Foto de destaque: Opera de Edoardo Tresoldi (Imagem: Roberto Conte)

Nenhum comentário

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *