Menu
Projetos e Obras
Busca

Brasilidade e suas características aparecem em decoração tropical, repleta de aconchego e vida (Projeto: Morada 31.12)

Conteúdo Matérias

Decoração tropical: muita brasilidade para a sua casa

14/04/2022

Cores, estampas e materiais naturais ajudam a compor decoração tropical. Entenda como aderir a esse estilo e veja como ele se aplica na arquitetura

A decoração tropical tem tudo a ver com o nosso país e a nossa cultura. Afinal, é inspirada nas florestas, com sua fauna e flora abundantes.

Além de alegria e brasilidade, o estilo tropical leva aconchego e bem-estar para dentro do lar. Isso acontece por meio do uso de cores, estampas, materiais, texturas e outros elementos.

E é muito fácil usar esses recursos da decoração tropical em todos os ambientes da casa, do quintal ao banheiro. 

Quer entender como funciona na prática? Acompanhe as linhas a seguir!

O que é a decoração tropical e como aplicá-la em casa?

Decoração tropical, espelho d'água
Decoração tropical remete às características das florestas brasileiras (Projeto: Oskar Metsavaht / Foto: Max Zambelli)

Que o Brasil é predominantemente tropical nós já sabemos. Mas nem todos conhecem o significado da nossa geolocalização. 

Basicamente, a zona tropical conta com como atributos o clima úmido e ensolarado, sem um inverno com características fortes.

Isso, claro, pode variar de acordo com a região do país. Afinal, ele tem dimensões continentais. Contudo, esses são elementos que interferem diretamente no comportamento e na cultura local. 

A relação com a natureza tende a ser mais próxima, por exemplo. E isso é bem evidente na arquitetura tropical, que privilegia os acabamentos naturais e a entrada de luz nos ambientes.

Assim como na moda há a preferência por roupas soltas e arejadas, na decoração a tendência é preferir tecidos orgânicos, como algodão e linho. Cores e estampas seguem os padrões encontrados na natureza.

Basicamente, o objetivo é conquistar uma atmosfera alegre, mas sem deixar de lado a personalidade e o conforto. 

Dependendo do estilo dos moradores, pode ser uma decoração praiana ou com elementos que convidem ao relaxamento. Para garantir esse efeito acolhedor, siga as dicas a seguir.

Estampas que remetam à natureza

Decoração tropical, quarto
Folhagens e flores estão entre as principais estampas do estilo tropical (Projeto: Una Design)

Em uma decoração tropical, as estampas fazem toda a diferença, já que ajudam a conectar a casa com a natureza. 

Elas podem aparecer em destaque, como em revestimentos, cortinas, tapetes, sofás, poltronas ou roupas de cama.

Também são capazes de dar um toque de brasilidade em itens menores, como quadros, mantas, almofadas e toalhas.

Para seguir o estilo tropical, o ideal é apostar em folhagens e flores. Palmeira, coqueiro e costela de adão estão entre as mais pedidas. Ainda dá para optar por frutas como abacaxi, laranja e banana.

Até os animais contribuem para uma decoração tropical. Nesse caso, as estampas que chamam a atenção são as com onças, araras e tucanos.

As estampas podem vir ainda acompanhadas de listras ou poás, dando um charme a mais à decoração tropical.

Quanto ao tamanho da padronagem, vai depender do gosto pessoal e do efeito esperado. As maxiestampas tendem a chamar a atenção no ambiente.

Sendo assim, quem prefere a linha mais discreta pode preferir padronagens menores ou miúdas. Essa também costuma ser a melhor escolha para a decoração de espaços como apartamentos pequenos.

Materiais naturais

Decoração tropical, área externa
Porcelanato que reproduz madeira é alternativa sustentável ao material natural (Projeto: Fabiana Ferré / Foto: Alessandro Gruetzmacher)

Além de valorizar as belezas naturais, em um projeto com estilo tropical é importante pensar em como preservar todas elas.

Embora a madeira tenha tudo a ver com a decoração tropical, é essencial lembrar da sustentabilidade. Sendo assim, prefira madeiras de reflorestamento, de demolição ou materiais que as reproduzem.

Esse é o caso do porcelanato amadeirado, capaz de levar para o projeto a aparência do pau-brasil e da araucária, entre outros tipos de madeira. Isso causando menos impacto ao meio ambiente.

Essa opção é interessante porque é versátil. Pode ser aplicada tanto no design de interiores quanto em áreas externas. 

Nesse último caso, basta procurar por um revestimento que tenha acabamento EXT, ou seja, com características que ajudem a evitar o deslizamento.

Dentro de casa, sua aplicação pode ser no piso de salas, quartos e até em espaços molhados, como cozinha, banheiro e área de serviço.

Também dá para revestir paredes, formando painéis ripados, cabeceiras e bancadas, entre outras possibilidades.

Além da madeira, é possível apostar em outras matérias-primas naturais. É o caso de têxteis como algodão e linho. 

Para os móveis e objetos, é interessante considerar bambu, palha, rattan, vime e fibra, que pode ser natural ou sintética.

Peças e objetos artesanais ou com design brasileiro

Decoração tropical, área de descanso
Design brasileiro e peças artesanais contribuem para o estilo tropical (Projeto: Portobello S.A.)

Um toque de brasilidade que cai bem no estilo tropical é o uso do artesanato nacional. Entre os exemplos estão quadros, esculturas e vasos, além da decoração com macramê.

Outra opção interessante é o mobiliário com design brasileiro. Além de encaixarem na decoração tropical, as peças costumam ser cheias de personalidade e história. Algumas, até com assinatura de renomados designers e arquitetos.

Exemplos práticos que unem artesanato e design brasileiro são as redes de descanso e os balanços. Eles chegam para trazer aconchego e leveza, mas também servem para compor o décor. Dá para usar tanto em varandas e quintais quanto na sala e no quarto.

Plantas e flores

 

Vegetação leva natureza para dentro de casa, aumentando bem-estar (Projeto: Tania Bonilha)

Dentro e fora do lar, o uso de espécies vivas é fundamental para manter uma decoração tropical. Afinal, elas trazem elementos da natureza para perto. 

Com isso, contribuem para o bem-estar, tornam o clima mais agradável e ainda ajudam a melhorar a qualidade do ar.

Em casa, é possível apostar em espécies como samambaias, jiboias e outras que consigam resistir com pouco sol. 

Dá para usar vasos e pendentes para levar charme à decoração tropical. Eles podem até fazer parte do visual do banheiro.

Já do lado de fora, o projeto de paisagismo pode incluir jardins, abusando de árvores que ajudem a deixar o clima mais fresco e proporcionar sombra.

Tons terrosos e cores alegres

Decoração tropical, sala de jantar
Estilo tropical pode envolver uma ou mais cores para uma decoração alegre e acolhedora (Projeto: Portobello S.A.)

O uso das cores é um dos pontos-chave da decoração tropical. Afinal, elas levantam o astral dos espaços e levam o colorido das florestas para dentro de casa.

A principal cor é o verde, presente em abundância nos trópicos. Mas tons como azul, amarelo e vermelho também aparecem com frequência. 

Só é preciso ter cuidado para não pesar a mão no uso das cores e acabar deixando o ambiente poluído.

Nesse sentido, a mistura com tons terrosos, que também remetem à natureza, pode trazer equilíbrio. Terracota, marrom e bege são somente algumas possibilidades.

Uma dica é manter revestimentos e móveis maiores em cores neutras e abusar das tonalidades fortes em detalhes da decoração. Isso inclui quadros, tapetes, mantas e por aí vai.

Outra ideia é ter um móvel ou eletrodoméstico colorido em destaque. Esse é o caso de uma poltrona estampada, uma geladeira vermelha ou de uma cômoda verde, por exemplo.

Na hora de misturar as cores, tente se restringir a apenas três tons, para não pesar o ambiente. Tal equilíbrio também pode ser obtido com a mescla de opções escuras e claras.

Como deve ser a arquitetura tropical?

Decoração tropical, fachada
Controlar a entrada de sol e de chuva é um dos desafios da arquitetura tropical (Projeto: Bia Guedes)

Para além da decoração, o estilo tropical também permeia a arquitetura de diferentes construções dos trópicos. 

Afinal, seja em projetos residenciais ou comerciais, é necessário considerar atributos como o espaço, o clima, a cultura e as condições socioeconômicas da região.

Como mencionamos anteriormente, o clima tropical conta com verões muito quentes e chuvosos. Já os invernos são bem secos.

Sendo assim, é preciso pensar em proteger os ambientes internos do sol e das chuvas, que podem ser fortes, principalmente no verão. A projeção de beirais e calhas são só algumas das possibilidades.

O ideal é tentar gerar sombra para que o calor no interior não seja tão intenso. Outro ponto importante é a ventilação cruzada, que ameniza as altas temperaturas.

Em algumas regiões, elevar o terreno pode ajudar a evitar alagamentos. Além disso, a posição da construção é essencial. 

Arquitetura tropical, área de lazer
Arquitetura tropical aproveita elementos naturais, como abundância de luz (Projeto: Portobello S.A.)

Também é interessante considerar o uso de materiais adequados para o clima quente e úmido. Entre as recomendações está o porcelanato, uma cerâmica fria e resistente à água.

Por falar em clima, ele ainda pode contribuir para uma casa sustentável. A alta incidência solar, por exemplo, pode ser uma boa fonte de energia. Portanto, é possível incluir no projeto placas fotovoltaicas.

Já a abundância das chuvas é capaz de encher reservatórios que alimentem descargas ou irriguem o projeto de paisagismo.

Como vimos, há diversos caminhos na decoração e na arquitetura para seguir um estilo tropical em ambientes residenciais ou comerciais.

Agora, se o seu foco é na ambientação de espaços do lado de fora, não deixe de conferir as dicas para uma decoração natural para varandas e áreas externas!

Foto de destaque: Brasilidade e suas características aparecem em decoração tropical, repleta de aconchego e vida (Projeto: Morada 31.12)

Nenhum comentário

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *