Menu
Projetos e Obras
Busca

Conteúdo Matérias

5 possibilidades inovadoras de personalização na decoração em lofts

29/12/2017

Desde que começaram a ser opção de moradia, os lofts carregam um ar industrial moderno, incentivando o comércio local e trazendo várias opções de decoração. Aprenda a inovar na decoração em lofts sem deixar aquela cara de ambiente bagunçado ou carregado demais.

Loft é um tipo muito particular de moradia que surgiu em Nova York. A palavra loft — que em inglês significa sótão ou depósito — passou a definir um dos estilos de apartamento descolados e populares entre os jovens artistas e intelectuais.

Inicialmente, os lofts eram galpões abandonados ou fábricas desativadas em bairros onde o custo de vida era bastante acessível.

Os jovens que acabavam de sair de casa começaram a ocupar esses locais, porque não tinham tanto dinheiro para gastar em aluguéis caros na cidade. Os bairros ao redor foram transformados em regiões alternativas e interessantes para quem procura lugares únicos.

Loft moderno de dois andares, perfeito para quem procura maior divisão de ambientes

Hoje os lofts continuam sendo símbolo de modernidade. São populares entre as pessoas solteiras que moram sozinhas ou os jovens casais que ainda não têm filhos. Aparecem mais em cidades grandes como São Paulo e chamam a atenção por terem o pé-direito alto e por serem inspirados no estilo industrial, com colunas e canos de fiação expostos.

No post de hoje, falaremos sobre como é possível inovar na decoração em lofts sem deixar aquela cara de ambiente bagunçado ou carregado demais. Continue lendo e confira nossas dicas!

1. Separe os ambientes com móveis

Como os lofts são integrados, não existem paredes ou qualquer separação de um cômodo ao outro. Só que, sem uma organização, é fácil parecer que os móveis estão jogados aleatoriamente na casa.

Tente pensar em uma configuração que se aproxime do que seria uma casa convencional. Use estantes, armários ou balcões para criar uma divisão entre os cômodos. Assim, mesmo sem as paredes, o sentido de separação e organização estará presente.

Nesse caso, os móveis podem servir para mais de um ambiente. Por isso, é interessante se eles forem acessíveis dos dois lados. Dessa forma, uma estante não vai impedir a passagem de ar e claridade, por exemplo.

Tapetes geram uma linha imaginária no chão que pode delimitar a sala do resto da casa e ainda trazer um clima aconchegante. Cortinas fazem quase a mesma coisa e ainda são ótimas para dar privacidade ao quarto e impedir que a luz do dia entre com muita intensidade quando a ideia for dormir até um pouco mais tarde.

Portas de correr, paredes de vidro e biombos também são boas escolhas para dividir o espaço, trazer intimidade e organizar a casa.

Se o problema for o cheiro e a gordura da cozinha no resto da casa — e principalmente nas roupas que acabaram de ser lavadas — o melhor a fazer é separar os dois lugares com uma parede de vidro e instalar um exaustor. Assim a bagunça da cozinha fica restrita apenas a esse cômodo.

Se essa solução não for possível, existe outra ainda mais simples: não fazer frituras em dias de lavar roupa ou vice-versa.

Loft separado em dois ambientes, com uma sala de jogos e uma cozinha

2. Deixe espaço livre para circulação

Apesar de os lofts originais terem uma metragem maior, é comum que hoje em dia existam apartamentos bem menores, em torno de 40m² — e isso pode dificultar as coisas se você tiver muitos móveis.

Loft com poucos móveis, disposição perfeita para quem quer deixar o espaço com maior circulação

Para que o loft não pareça um depósito abarrotado de peças, é preciso deixar disponível uma boa área de circulação. Elimine os móveis grandes demais ou aqueles que ocupam um espaço desnecessário.

Deixe os maiores (como guarda-roupas ou estantes) nos cantos — se eles não estiverem servindo de divisória aos ambientes, como falamos no item anterior.

Invista em móveis que têm baús ou que podem ser guardados dentro uns dos outros. Evite os que ocupam um espaço exagerado e tente organizá-los de forma que os moradores não esbarrem neles toda vez que circularem por ali. A distância de passagem deve ser de 65cm, no mínimo.

Tire as peças supérfluas, como mesinhas de centro ou mesas de jantar grandes demais. Se elas fizerem muita falta, é possível investir em modelos menores, que podem ser desmontáveis ou que tenham uma função adicional.

3. Use o mesmo revestimento na casa toda

Pisos como o porcelanato são uma ótima alternativa de revestimento para o loft todo. Ele vai ficar com um ar amplo, principalmente se optar por cores claras. Lembre-se de que os cômodos podem ser divididos com tapetes, móveis ou cortinas, e não precisam ter outra delimitação na diferença do piso. Até porque uma das características do loft é ser totalmente integrado, como se fosse um ambiente só.

Decoração em lofts com o mesmo revestimento de madeira

É imprescindível usar um piso frio ao menos na cozinha e no banheiro. Ele é mais fácil de limpar e pode ser lavado com água, processo que estragaria pisos comuns de madeira. Mas se a estética da madeira é importante para o projeto, que tal investir em um porcelanato que reproduz esse material? Praticidade e beleza em uma tacada só!

4. Mantenha uma unidade nas cores

Usar tons suaves em todas as paredes é a receita para quem tem medo de errar. Cores claras vão trazer amplitude e ajudar a fazer o resto da decoração se sobressair.

Mas é interessante não deixar as paredes vazias. Quadros, enfeites e lâmpadas são ótimas opções para a decoração.

decoração em lofts

Decoração em lofts discretas nas paredes

Outra saída para a casa toda branca é apostar em uma cor forte em apenas uma parede. O visual fica bem mais moderno e é possível usar essa ideia para ressaltar os diferentes ambientes. Que tal colocar atrás da pia um revestimento inusitado feito de azulejos? A parede onde fica a cabeceira da cama pode ter uma cor mais alegre, também.

Em alguns casos, é possível revestir com espelho. A dica para não errar é apostar nessa ideia apenas em superfícies menores, como pilastras.

Usar todas essas opções ao mesmo tempo talvez deixe o ambiente pesado, já que de um cômodo é possível ver os outros. Escolha uma delas e invista em outras formas de decorar cada espaço da casa, tomando cuidado para não exagerar.

5. Personalize a decoração em loft junto com o seu cliente

Sabendo os gostos de quem vai morar no loft, é possível pensar em alguns detalhes na decoração que vão deixar o lugar com a cara do dono.

Pessoas mais sérias pedem decorações tranquilas, sem muitas cores ou elementos extravagantes. Mantenha móveis com design clássico e organize de forma que tudo reproduza uma casa tradicional.

decoração em lofts

Decoração em lofts com cores suaves

Se o cliente for mais despojado, aposte em almofadas confortáveis no chão, decoração colorida e móveis pouco usuais — como os feitos em pallets ou as peças vintage repaginadas.

De qualquer forma, o melhor jeito de saber o que fazer é conversar com o cliente, deixando que ele participe do projeto. A criação fica muito mais fácil assim!

Gostou das nossas sugestões para decoração em lofts? Compartilhe nas redes sociais e divida as dicas com os seus amigos e colegas.

Nenhum comentário

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *